TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Família responsabiliza Hospital Geral de Acopiara por morte de paciente

Lucas Kesley de Araújo Gomes, Raimundo Gomes do Nascimento, Rosângela Silva Araújo, Amanda Araújo Andrade e outros familiares de Maria Leuda Silva de Araújo Gomes, procuraram a reportagem do blog para denunciar que a mesma morreu vítima de negligência médica no Hospital Geral de Acopiara. 

Os familiares relataram que Maria Leuda chegou a unidade de saúde na manhã da última sexta-feira, dia 05, apresentando uma crise de enxaqueca e que após passar por avaliação médica foi orientada a voltar pra casa. Alguns medicamentos foram receitados, dentre eles, dipirona.
No dia seguinte, Maria Leuda voltou a dar entrada no hospital geral com os mesmos sintomas do dia anterior. "Desta vez ela foi internada e colocada numa cama sem lençol. Ainda bem que tínhamos uma toalha para cobri-la", lembrou Rosângela, irmã da vítima. 

Ainda de acordo com ela, Leuda passou todo o sábado e domingo internada, sem o seu problema de saúde ser diagnosticado e se agravando a cada momento. "Minha irmã estava sonolenta. Percebi que ela não estava bem, porém o médico insistia em afirmar que estava tudo normal", disse Rosângela.

Na manhã de segunda-feira, dia 8, sem perceber melhoras da irma, Rosângela teria procurado um outro profissional que atestou a possibilidade da paciente ter sofrido um AVC. "Foi a partir daí que entramos em desespero, inclusive sendo humilhados pelo médico que nos atendeu a primeira vez. Até o meu sobrinho foi ameaçado pelo guarda que estava com uma arma em punho", destacou.

Após muita correria, a paciente foi transferida no final da manhã de segunda-feira, dia 8, para o Hospital Regional de Iguatu. Chegando naquela unidade de saúde ficou constatado que a mulher estava em estado gravíssimo e o médico plantonista solicitou de imediato que fosse realizado uma tomografia na mesma. Após a realização do exame, ficou confirmado o acidente vascular. O médico que a atendeu foi taxativo ao recebê-la: "Em Acopiara não existe mais cemitério? Estão transferindo pacientes mortos pra cá".

Maria Leuda veio a óbito na tarde da última quarta-feira, dia 10. O laudo cadáverico apontou que ela morreu vítima de um AVC. A família está chocada com a falta de assistência no Hospital Geral de Acopiara e teme que outras mortes ocorram por conta disso. A família também ameaça entrar com uma ação indenizatória contra o município e o hospital.

Nenhum comentário: