TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 20 de junho de 2019

No Ceará, 55% dos jovens de 15 a 24 anos não estudam

No Ceará, 55% dos jovens de 15 a 24 anos não estudam. Entre os autodeclarados pretos e pardos essa proporção se acentua, alcançando 57%. Ao todo, 13,3% dos cearenses com 15 anos ou mais são analfabetos - 956 mil, em números absolutos. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando-se a faixa etária de 15 a 24 anos, apenas 45% estudam. Esse dado é de aproximadamente 50% entre brancos e 43% entre pretos ou pardos.
Em comparação com o ano passado, o Ceará saiu da 5ª para a 6ª posição do Brasil em analfabetismo. Apesar dos avanços, o índice do Estado ainda é mais do que o dobro do verificado em nível nacional. A média do País entre pessoas de 15 anos ou mais variou de 7,2% em 2016 para 6,8% no ano passado. Considerando os números absolutos, o Ceará ocupa a 2ª colocação no Nordeste, em quantidade de pessoas que não sabem ler ou escrever. Atrás apenas da Bahia, que soma 1,5 milhão de pessoas nessa condição.

O Nordeste é a região com maior percentual de pessoas que não sabem ler nem escrever, apesar de ter registrado queda de 14,48% para 13,87% na faixa de 15 anos ou mais, em 2017 e 2018, respectivamente. A região é seguida do Norte (7,98%), Centro-Oeste (5,40%), Sul (3,63%) e Sudeste (3,47%).

OPovo

Facebook suspende conta de Carlos Bolsonaro

O Facebook suspendeu, nessa quarta, 19, a conta do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro. A medida foi adotada porque ele havia exposto bandidos armados em sua conta, informa a Veja Online.

De acordo com a rede social, Carluxo, como é conhecido na intimidade, não poderá fazer comentários por sete dias por mostrar imagens de violência explícita.

O Facebook justificou que sua postagem “não segue os padrões da comunidade”.

Camilo viaja a Madri em busca de novos voos

O governador Camilo Santana (PT) está em Madri, na Espanha. Ali, terá reuniões com o Grupo Globalia, dono da Air Europa. Ao lado do secretário estadual do Turismo, Arialdo Pinho, acertará detalhes para a volta do trecho Fortaleza-Espanha, que chegou a operar na Era Cid Gomes pela Air Madrid.

Camilo oferecerá pacote de isenções e vantagens à Globalia, que promete operar com dois voos semanais Fortaleza-Madri-Fortaleza, a partir de novembro. Essas operações também são fechadas com aval do chamado hub aéreo e, também, pelo prestígio da Fraport, gestora do Pinto Martins, com obras que prometem tornar o aeroporto de Fortaleza em terminal de ponta.

Em relação ao turista internacional, tudo vai bem, mas ainda não é suficiente para aquecer o mercado, que sente o baque da queda do turismo doméstico.

Blog do Eliomar

Aquífero descoberto em Iguatu deve solucionar crise hídrica

Após a perfuração de seis poços e testes de vazão de pelo menos 24 horas com liberação regular média de 100 mil litros por hora, geólogos da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, confirmaram a existência de um aquífero na Bacia da Lagoa do Julião com cerca de 642 km², que se estende a outros municípios.

Desde 2017, o anúncio da existência de um aquífero no Julião, distante apenas 4 km do centro da cidade, tornou-se tema polêmico. O geólogo da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural de Iguatu, Magno Régis Barros de Oliveira foi enfático: "Não tenho medo de afirmar: temos, sim, o aquífero e com bastante água".

Magno não só atesta a existência como antecipa algumas especificidades. "É uma formação de dois milhões de anos, recente geologicamente. Possui material arenoso, cascalho orgânico, argila e depósito de água aluvial e fluvial", explicou. "Enquadra-se na definição de aquífero".

O geólogo da Prefeitura de Iguatu mostra estudo da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) do Serviço Geológico do Brasil que confirma a formação e existência do aquífero de Iguatu. Na área, foram perfurados poços rasos em uma distância média de 150 metros e encontrada coluna de água de 18 metros. A questão polêmica continua, entretanto, acerca da quantidade da água.

Outros estudos devem definir e já há pesquisa em curso realizada pela Secretaria de Recursos Hídricos do Estado incluindo, além de Iguatu, Icó, Orós e Quixelô da formação sedimentar da região.

Quanto à qualidade da água, Magno Régis Oliveira destacou que é excelente e, segundo os testes laboratoriais (exames físico-químicos) demonstraram, apresenta teor de ferro de 0,04 mg/l, bem abaixo do padrão mínimo que é de 0,3mg/l; e de cloreto de 49mg/l, enquanto que o limite é de 250mg/l.

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Iguatu já perfurou na área um total de sete poços e dois atendem comunidades do entorno. "Um desses poços funciona há mais de dez anos com vazão regular de 80 mil litros por hora para abastecer a comunidade de Barreiras dos Pinheiros", observou o geólogo. "Fica localizado na mesma formação do aquífero".

Alternativa

Com base na informação geológica, o Saae de Iguatu já começou a construir um reservatório de 280 mil litros para receber, inicialmente, água de quatro poços perfurados na Bacia do Julião. A obra deve estar pronta em 30 dias.

"A operação do sistema vai depender da instalação de uma subestação de energia elétrica que já foi solicitada à Enel", disse o superintendente do Saae, Edval Lavor. "O projeto já foi aprovado pela empresa concessionária de energia".

Ao lado dos poços, passa a adutora que vem do Açude Trussu responsável pelo abastecimento das cidades de Iguatu e de Acopiara. O reservatório acumula apenas 3% de sua capacidade e a qualidade da água tende a piorar com o passar do tempo. "Em termos de qualidade, acreditamos que o Trussu só tem condições de ser utilizado até o fim de setembro", contou Lavor. "Por isso, queremos usar a água do aquífero a partir de agosto e isolar o Trussu".

Iguatu tem o consumo médio de 700 mil litros por hora. Há o reforço dos poços rasos existentes na bacia do Rio Jaguaribe, cuja oferta deve ser ampliada com a instalação de uma nova adutora de 1.200 metros para a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Cocobó. "Novos poços já foram perfurados e outros feitos a limpeza", explicou Lavor. "Esse projeto está com o Governo do Estado, na SRH, e aguardamos a liberação de recursos para o início da obra". O aquífero deve fornecer 350 m3/h e os poços do leito do Jaguaribe, 400m3/h.

O prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor, corroborou que a região do Julião é rica em água. "Hoje sabemos que esse aquífero dará para atender à demanda urbana". O gestor acrescenta ainda que o aquífero "dá tranquilidade para enfrentarmos a crise hídrica que se aproxima com a perda de volume de água do Trussu".

O geólogo Magno Régis disse que os estudos geofísicos realizados recentemente confirmaram as histórias narradas por produtores rurais de que a região sempre foi favorável à existência de água subterrânea em abundância. "O que a geologia nos mostra é que, no passado, milhões de anos atrás, havia um curso que deixou sedimentos e água", explicou.

Honório Barbosa/Diário do Nordeste

Criança é resgatada suja e faminta no Ceará

Guardas municipais de Fortaleza encontraram, por volta das 23h30 desta quarta-feira (19), uma criança aparentado ter cerca de dois anos, chorando na Praça Pedro II, no Centro de Fortaleza. O menino estava chorando, sujo e faminto. Ele recebeu os primeiros cuidados e foi alimentado pelos agentes que o acharam e levado para a delegacia especializada.

De acordo com a polícia, o menino estava deitado no chão, ao lado de um homem que parecia estar drogado, segundo os agentes. Não foi confirmado se ele seria o pai.

Os dois foram conduzidos para a Casa da Mulher Brasileira, plantonista da Delegacia de Combate a Exploração da Criança e Adolescente (Dececa) e depois encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML), onde passaram por exames de corpo de delito.

Mulher tentar levar criança

Um mulher foi à delegacia na madrugada alegando ser avó do menino. Ela quis levá-lo, mas não soube informar o nome completo da criança e nem apresentou documentos que comprovassem o parentesco.

A criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar. A delegacia não informou se o homem que estava com o menino continuava no local na manhã desta quinta-feira (20).

DN Online

Assembleia Legislativa aprova incorporação de gratificações de professores à aposentadoria

A Assembleia Legislativa aprovou dois projetos de autoria do Poder Executivo, sendo um de lei e um de lei complementar, que beneficiam diretamente os professores da rede de ensino do Estado. Foi durante sessão nessa quarta-feira.

O projeto de lei complementar 16/2019 assegura a incorporação, nos proventos de aposentadoria de professores do Grupo Ocupacional Magistério da Educação Básica da Secretaria de Educação do Estado do Ceará (MAG/SEDUC), da gratificação por efetiva regência de classe, prevista no art. 62, inciso V, da Lei nº 10.884, de fevereiro de 1984, e altera a Lei Complementar n.º 58, de março de 2006. A matéria foi aprovada com emendas aditivas dos deputados José Sarto (PDT) e Júlio César Filho (Cidadania).

O outro projeto, que integra a política de valorização do magistério estadual, beneficiará cerca de 8 mil professores, comemora o Sindicato Apeoc.

Blog do Eliomar

Mega-Sena, concurso 2.161: aposta única de Osasco (SP) acerta as seis dezenas e fatura R$ 124,2 milhões

Uma aposta de Osasco (SP) levou sozinho o prêmio de R$ 124.209.628,25 no concurso 2.161 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (19) em São Paulo (SP).

Veja as dezenas sorteadas: 08 - 09- 10 - 24 - 42 - 44.

Outras 255 apostas acertaram a quina; cada uma levou R$ 22.718,64. A quadra teve 15.769 apostas ganhadoras; cada um receberá R$ 524,83.

O próximo concurso será no sábado (22). O prêmio é estimado em R$ 2,5 milhões.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

OIT pede ao Brasil para rever a Reforma Trabalhista

A Comissão de Aplicação de Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) pediu que o governo brasileiro avalie a necessidade de mudanças na Lei 13.467/2017, conhecida como reforma trabalhista. A comissão analisava se a reforma trabalhista feria a Convenção 98 da agência multilateral da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário.

A conclusão, apresentada nesta quarta-feira (19) na Conferência Internacional do Trabalho, em Genebra (Suíça), é que o governo brasileiro deve continuar analisando os impactos da reforma e decidir se são necessárias adaptações. Isso deve ser feito em conjunto com entidades de trabalhadores e empregadores.

A comissão da OIT solicita ainda que o Brasil elabore um relatório, em cooperação com entidades representativas de trabalhadores e empregadores, para ser apresentado a um comitê de especialistas dentro do ciclo regular de análise do Brasil em relação à Convenção 98.

Denúncia

Aprovada pela OIT em 1949 e ratificada pelo Brasil em 1952, durante o governo de Getúlio Vargas, a Convenção 98 estabelece regras de proteção aos direitos dos trabalhadores, como a filiação sindical e a participação em negociações coletivas.

Uma denúncia apresentada à OIT diz que as mudanças nas leis trabalhistas contrariam a Convenção 98. A denúncia foi feita pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), com o apoio de outras centrais sindicais, antes da aprovação da lei pelo Congresso Nacional. Segunso as entidades sindicais, as alterações, que entraram em vigor em novembro de 2017, foram aprovadas sem a devida consulta aos trabalhadores.

O principal questionamento das centrais diz respeito ao ponto que estabelece que os acordos assinados após negociações coletivas entre patrões, empregados e seus respectivos sindicatos podem se sobrepor a determinados aspectos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ou seja, dentro de certos limites, o negociado prevalece sobre o legislado.

Posicionamentos

Em nota, a CUT diz que as conclusões apresentadas na Comissão de Normas da OIT “confirmam a denúncia feita pelos trabalhadores brasileiros sobre a absoluta falta de consulta tripartite no processo de elaboração e aprovação da Lei 13.467/2017 e requerem que o governo abra canais reais e efetivos de consulta”.

Em conjunto com entidades sindicais, a CUT diz: “As conclusões reforçam o que foi dito pelos trabalhadores e reconhecido pelo comitê de peritos, que não houve consulta tripartite na elaboração da lei e obrigam o governo a abrir processo de consultas para a análise dos impactos da reforma e a ouvir os trabalhadores para realizar as mudanças necessárias para minimizar os efeitos devastadores da reforma.”

Em sua conta no Twitter, o secretario especial de Previdência e Trabalho, do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse que o Brasil “demonstrou plena conformidade da modernização trabalhista com as obrigações internacionais. A conclusão da OIT não apontou violação e nada que coloque em dúvida as práticas do nosso país.

Segundo Marinho, a inclusão do Brasil na lista restrita de países examinados pela OIT “teve motivações políticas. Os procedimentos e práticas da OIT precisam ser inteiramente imparciais, transparentes e objetivos, sem ideologias”.

A conclusão da OIT agradou também à Confederação Nacional da Indústria (CNI). “A conclusão, novamente mostrando perfeita harmonia da lei à Convenção 98, serve para mostrar que os questionamentos feitos contra o modelo de negociação trazido na reforma eram frágeis, inconsistentes e sem base em caso concreto algum”, disse o presidente do Conselho de Relações do Trabalho da CNI e vice-presidente para a América Latina da Organização Internacional dos Empregadores (OIE), Alexandre Furlan, em nota divulgada pela entidade.

“O resultado destes dois anos de debate na OIT só reforça que o caso brasileiro tomou viés político”, acrescentou.

(Agência Brasil)

Moro nega existência de acordo para assumir vaga no STF

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, chamou hoje (19) de “fantasia” as afirmações de que haveria um acordo, entre ele e o presidente Jair Bolsonaro, para que fosse indicado a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

Moro participa de audiência pública na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Na reunião, o ministro disse que só conheceu Bolsonaro após o resultado das eleições presidenciais de 2018 e que não havia imposto nenhuma condição ou recebido convite do presidente a respeito de uma vaga no STF.

“Todas as especulações de que eu teria sido convidado lá atrás pelo presidente Jair Bolsonaro, que proferi a sentença pensando em vaga no STF… Eu não conhecia o presidente Bolsonaro”, disse Moro. “Essa história de vaga no Supremo é uma fantasia, o que me parece é que ele [o presidente] se sente ou sentiu com uma espécie de compromisso, mas essa é uma questão que não existe. Não sei se ele vai oferecer, se eu vou aceitar, isso é uma questão que não está posta”, acrescentou.

O ministro disse ainda que aceitou o convite para ocupar um posto no governo federal em novembro de 2018, com o propósito de consolidar o trabalho que vinha sendo realizado pela força-tarefa da Lava Jato, que apura casos de corrupção. Moro voltou a negar ter solicitado que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) ficasse na estrutura do Ministério da Justiça. O órgão chegou a ficar sob responsabilidade da Justiça, mas foi devolvida ao Ministério da Economia. “O Coaf me foi oferecido, eu não pedi. Eu não tinha pedido, mas achei que era oportuno”, afirmou.

O governo federal pretende transformar o Coaf em uma agência de investigação para atuar na prevenção e combate à corrupção a partir do cruzamento de dados financeiros.

Durante a audiência, o ministro foi questionado sobre sua conduta à frente do julgamento, em Curitiba, de ações contra réus investigados na Operação Lava Jato. Os questionamentos são reflexo da repercussão da divulgação, pelo site The Intercept Brasil, de supostas conversas que Moro teria mantido com integrantes da força-tarefa da Lava Jato quando ainda era juiz da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba.

Cópias das supostas conversas mantidas por meio de um aplicativo de troca de mensagens por celular, o Telegram, foram entregues por uma fonte anônima ao The Intercept Brasil, que, desde o dia 9 de junho, vem publicando reportagens com base nos diálogos atribuídos ao ministro e a procuradores, principalmente o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol.

Em diversas ocasiões, Moro disse não se recordar das mensagens e criticou o vazamento das conversas. “Não me recordo o que eu enviei no mês passado. Não posso afirmar com plena convicção de que eu tenha dito o que estão divulgando, não estou dizendo que essas afirmações são verdadeiras. Elas podem ter sido adulteradas”, afirmou.

Hoje Moro disse acreditar que há um grupo criminoso organizado por trás da divulgação das supostas conversas. “Quem faz estas operações de contrainteligência não é um adolescente com espinhas na cara, na frente de um computador, mas sim um criminoso estruturado”, declarou Moro, cobrando que a equipe do site The Intercept Brasil entregue todo o conteúdo a que teve acesso às autoridades competentes em que confie para que seja apurada a autenticidade dos arquivos. O ministro disse que entregou o celular pessoal à Polícia Federal tão logo percebeu que pode ter sido alvo de ataques a seu aparelho.

(Agência Brasil)

Ceará tem dois novos casos prováveis de microcefalia por Zika

Três anos após a epidemia do vírus Zika que acometeu o Ceará, o Estado apresenta indícios de uma possível nova manifestação da doença. Duas crianças, uma nascida em Fortaleza e outra no município de Aratuba – a 158 quilômetros da Capital – foram diagnosticadas com microcefalia, e a relação com a Síndrome Congênita do Zika Vírus foi confirmada pelo neurologista do Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), André Luiz Santos.

Os dois diagnósticos estão relacionados a uma criança de Fortaleza, nascida no fim de 2019, e outra de Aratuba, que nasceu em fevereiro de 2019. Conforme o médico, como não foi realizado exame laboratorial a tempo, o diagnóstico é realizado por meio de análises clínicas, por isso os casos estão dentro da nomeclatura dos "prováveis". "Pelo Ministério da Saúde, o paciente é confirmado se (quando) tem exame laboratorial. Daí cria-se um grupo dos prováveis, que a gente sabe que é Zika Congênita, mas não tem mais a chance de confirmar laboratorialmente”, explicou o médico.

Sobre o diagnóstico, André Luiz Santos revelou que é feita análise clínica, a radiologia e exclui outras STORCHs (Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes). "Poderia ser Zika, mas tinha sorologia para CMV (Citomegalovírus), que é a causa mais comum de microcefalia infecciosa, e a imagem mostra que é mais CMV", ressaltou André Luiz.

O médico explicou que para serem publicados no boletim epidemiológico, há um atraso, um tempo de análise. “É difícil confirmar, porque a criança já chegou aqui com quatro meses. Mas ele é Zika Congênita, padrão completamente compatível, com exclusão de outras STORCHs. Mas fica como se fosse em investigação”, detalhou André Luiz.

André Luiz acrescentou que o Hias tem 150 pacientes cadastrados com microcefalia, no entanto em torno de 70% ficam nos casos prováveis, ou seja, aqueles que não passaram por exames laboratoriais dentro do tempo devido. “A criança chegou fora de uma faixa etária que a gente tivesse acesso aos exames que confirmassem”, acrescenta André Luiz Santos.

As novas possíveis manifestações da doença devem-se ao fato de que, em 2015 e 2016, a infecção foi ampla e teve uma maioria de casos assintomáticos. “O que deve ter acontecido: quase toda a população foi infectada, e houve uma resposta imunológica ao vírus. Depois da epidemia, a tendência foi cair. Mas é óbvio que não quer dizer que não vai acontecer de novo”, ressalta.

A reportagem do Diário do Nordeste entrou em contato com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) para questionar sobre o número de casos de microcefalia confirmados e prováveis entre 2018 e 2019, mas ainda não obeteve respostas.

"Pelo Ministério da Saúde, o paciente é confirmado se tem exame laboratorial. O problema é que é muito difícil essa confirmação laboratorial dos pacientes que nascem com Zika congênita. A gente tem cadastrados mais de 150 pacientes, sendo que em torno de 70% ficam nos casos prováveis”, explica. Segundo o neurologista pediátrico, é considerado ‘caso provável’ o paciente que não passou pelo exame no tempo devido. “A criança chegou fora duma faixa etária que a gente tivesse acesso aos exames que confirmassem”, acrescenta.

As novas possíveis manifestações da doença devem-se ao fato de que, em 2015 e 2016, a infecção foi ampla e teve uma maioria de casos assintomáticos. “O que deve ter acontecido: quase toda a população foi infectada, e houve uma resposta imunológica ao vírus. Depois da epidemia, a tendência foi cair. Mas é óbvio que não quer dizer que não vai acontecer de novo”, ressalta André Luiz Santos.

Uma vez que o vírus e o mosquito transmissor continuam circulando, a previsão é de que os casos da arbovirose continuem sendo identificados, assim como a Zika congênita. “Provavelmente, não será da forma como foi, aquela coisa epidêmica, pegando muita gente, justamente por conta da resposta imunológica. Isso são hipóteses, claro. Mas vamos continuar tendo os casos”.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e aguarda a resposta sobre quantos casos prováveis ou em investigação de Zika congênita existem no Ceará, e quais equipamentos são responsáveis por realizar o exame laboratorial.

Diário do Nordeste

Modelo que acusa Neymar de estupro entrega celular ‘errado’ para a Polícia

A modelo Najila Trindade apareceu de surpresa na última segunda-feira, 17, na 6ª Delegacia da Mulher de São Paulo. Isso, após um mandado de busca e apreensão ter exigido a entrega de seu telefone celular.

Mas, segundo informa a Veja Online, ela não entregou o aparelho que levou a Paris e que usava para se comunicar com o jogador Neymar. Deixou com as autoridades um smartphone com poucas semanas de uso, pobre histórico de troca de mensagens e arquivos armazenados.

Segundo a versão da modelo, o aparelho antigo “sumiu” no dia em que ela prestou o segundo depoimento na Delegacia da Mulher. Sem dar nomes, ela sugere que o sumiço do dispositivo seria culpa do antigo advogado.

Ministério Público do Ceará vai adotar ponto facultativo nesta sexta-feira

Além do governo do Estado, quem também adotará ponto facultativo na próxima sexta-feira é o Ministério Público do Ceará.

O procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, mandou publicar portaria 4.098/2019 definindo critérios nesse sentido. Na prática, esssa media, conforme o titular da PGJ, vai contribuir para gerar economia para o órgão em vários setores.

Tomada de 3 pinos: indústria no CE alega que mudar traria "sérios prejuízos

Após o governo reabrir as discussões para alterar a tomada de três pinos, o setor produtivo no Ceará demonstra preocupação acerca de uma nova mudança. Para o presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico no Estado do Ceará (Simec), Sampaio Filho, uma nova adaptação requeriria investimentos para a adequação ao novo padrão estabelecido.

"O modelo atual já se consolidou no Brasil. Mudanças inesperadas nos padrões e normas regulamentadoras geram sérios prejuízos às empresas, gerando necessidade de mudanças na linha de produção, de fornecedores e prejuízo para estoques de produtos finais ou insumos que não se adequem a essas mudanças", dispara Sampaio.

DN Online

Metade dos negros com mais de 25 anos não concluiu Ensino Fundamental no Ceará

O acesso à educação está previsto na Constituição Federal, mas diversos motivos se colocam entre as pessoas e os bancos da escola. Para a população preta e parda do Ceará, os obstáculos parecem ser maiores: 51,5% dos adultos negros com 25 anos ou mais não tem instrução ou não concluiu o Ensino Fundamental, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD), divulgada nesta quarta-feira (19). O dado representa cerca de 2,1 milhões de pessoas.

Em 2016, o resultado era ainda pior: 55,1% dos negros não completou a fase inicial dos estudos. Entre os brancos, a mesma categoria variou de 42,7% para 38%. O acesso dos brancos à universidade também é mais de duas vezes maior que o dos negros: enquanto 18,5% dos brancos concluiu o Ensino Superior no Ceará, apenas 8,8% dos negros realizou a tarefa.

Diário do Nordeste

SiSU 2019 – Começa a convocação dos candidatos da lista de espera

A convocação dos candidatos que estão na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começou nesta quarta-feira, 19. A chamada é feita diretamente pelas instituições de ensino superior.

Quem foi selecionado deve conferir o prazo para a matrícula no cronograma e verificar junto à instituição de ensino em que foi aprovado os locais, horários e qual a documentação necessária.

Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas puderam manifestar interesse na lista de espera da seleção.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No segundo semestre de 2019, o Sisu registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486.

'Não tenho essas mensagens para afirmar se conteúdo é autêntico ou não', diz Moro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que não pode reconhecer a autenticidade de mensagens reveladas pelo site The Intercept Brasil com procuradores da Lava Jato e voltou a dizer que não há irregularidade nos conteúdos apresentados, mas "sensacionalismo". Ele declarou novamente que não praticou nada de ilícito enquanto era juiz responsável pelo julgamento de casos da operação em Curitiba.

"Evidentemente pode ter havido alguma troca de mensagens, mas nada que não tenha sido normal se fosse presencial. Não estou dizendo que reconheço autenticidade, não tenho como dizer disso. Do texto, como eu li particularmente e muitas outras pessoas que se pronunciaram sobre o assunto não viram qualquer espécie de infração." Ele ainda levantou a possibilidade de as mensagens terem sido alteradas antes de serem publicadas. Moro alegou não possuir mais o conteúdo das conversas.

O ex-juiz da Lava Jato registrou que seu celular foi atacado no dia 4 de junho e que informou o ocorrido à Polícia Federal. De acordo com informações citadas por ele, não houve captura do conteúdo do aparelho. Ele reconheceu ter usado o aplicativo Telegram durante um período e parado de usar o mesmo em 2017.

Engano

Moro ainda afirmou que se enganou quando pensou que, saindo do magistrado, os ataques contra seu trabalho iriam acabar. "Eu sempre agi conforme a lei", declarou. "Não foi algo fácil, fui sempre constantemente vítima de ataques. Pensei que, saindo da magistratura e vindo a assumir essa posição de ministro, tenha se passado esse revanchismo, esses ataques ao trabalho do juiz enfrentando ali a corrupção com aplicação imparcial da lei, teriam acabado, mas pelo jeito aqui me enganei."

O ministro classificou o caro como uma invasão feita por um grupo criminoso organizado. Ele levantou três possibilidades como objetivos de uma eventual organização criminosa: invalidar condenação por corrupção e lavagem de dinheiro, obstaculizar investigações em andamento ou "simplesmente" atacar instituições.

Governo manda para a Assembleia mensagem que regulamenta táxi intermunicipal

O secretário estadual de Relações Institucionais, Nelson Martins, informa que, na próxima segunda-feira, será encaminhada para a Assembleia Legislativa o projeto de lei que regulamentará a atividade dos táxis intermunicipais no Estado.

A resolução, segundo ele, resultou de uma reunião ocorrida na manhã de terça-feira, no Palácio da Abolição, que ele coordenou com representantes da Federação de Táxi Intermunicipal do Ceará, vindos de 30 municípios.

Segundo Nelson Martins, os trâmites para atender a reivindicação da categoria foram discutidos ainda com o governador Camilo Santana, o Detran e a Procuradoria-Geral do Estado.

Batalhão Bope é criado na Polícia do Ceará

O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) deixou de ser uma companhia, tornou-se batalhão e mudou de nome. Ele passa a se chamar Batalhão de Operações Especiais (Bope). A alteração ocorreu devido à mudança de companhia para batalhão. Atualmente, o Ceará possui quatro batalhões de choque, modelo que também é adotado em São Paulo.

O nome Bope foi escolhido por se tratar de um grupo que realiza missões específicas. São ações de gerenciamento de crise e ocorrências que necessitam da técnica de operações especiais. Até então, o Gate era uma companhia integrante do Batalhão de Choque. Ao tornar-se batalhão, ganha independência. Ao todo, quatro companhias da Polícia Militar do Ceará se tornaram batalhões.

O nome Bope é cercado de carga simbólica. Em particular pelo batalhão existente no Rio de Janeiro e que está na linha de frente das mais perigosas operações contra o tráfico nos morros. Os integrantes, no Rio, são chamados de "caveiras". O batalhão é retratado nos filmes Tropa de Elite, de José Padilha.

Atribuições e Lei de Organização Básica

As mudanças na organização da PM foram oficializadas no Diário Oficial e no Boletim de Comando Geral, o último deles de 20 de março de 2019. Além da mudança de Gate para Bope, é definido o papel de outros batalhões:

O 1º BPChoque da PMCE tem como atribuições o patrulhamento motorizado de alto risco da Capital e Região Metropolitana, segurança pessoal do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, do secretário executivo da SSPDS, do coronel comandante da PMCE, do subcomandante geral da PMCE e do diretor de planejamento e gestão interna da PMCE.

O 2º BPChoque une Controle de Distúrbios Civis, patrulhamento com cães e eventos em todo o Estado.

O 3º BPChoque, conforme o documento, atua em ocorrências de altíssimo risco, com retomada de reféns, ocorrências com explosivos e gerenciamentos de crises e demais operações de alta complexidade.

O 4º BPChoque executa o policiamento ostensivo rural de alto risco e atua também com policiamento especializado das divisas do Estado.

Essas mudanças fazem parte da Lei de Organização Básica da Polícia Militar do Estado do Ceará, que alterou a estrutura organizacional e dispõe sobre os cargos de provimento em comissão.

OPovo

Alô, Prefeituras! O segundo repasse do FPM está entrando na conta nesta quarta-feira

Prefeituras cearenses, bem como as demais gestões municipais de todo o País, estão recebendo, em suas contas, nesta quarta-feira, o 2º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O valor total a ser dividido entre os 5.568 municípios brasileiros soma R$ 1.333.202.247,97, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb). Em valores brutos, ou seja, incluindo o Fundeb, o montante totaliza R$ 1.666.502.809,96.

De acordo com os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o 2º decêndio de junho de 2019, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou uma queda de 5,17% em termos nominais, que são os valores sem considerar os efeitos da inflação. O acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, teve queda de 8,15%.

Já com relação ao acumulado do ano, os números do STN mostram que o valor total do FPM vem apresentando crescimento positivo. O total repassado aos municípios no período de janeiro até o 2º decêndio de junho de 2019, apresenta crescimento de 7,72% em termos nominais, que não consideram os efeitos da inflação, em relação ao mesmo período de 2018.

Blog do Eliomar

Suspeito de agressão a travesti é preso em Iguatu

O suspeito de agredir uma travesti em Iguatu, no centro-sul cearense, foi preso. O crime aconteceu no dia 8 de junho. O suposto agressor, de 39 anos, foi indiciado por lesão corporal dolosa.

Na delegacia, o homem alegou ser dependente químico e a confusão com a vítima aconteceu depois de um pedido de informação sobre onde ele poderia comprar drogas.

Conforme a apuração da polícia, contudo, o suspeito começou as agressões depois de se negar a pagar R$ 50, referentes a um programa sexual. Os golpes foram interrompidos por populares, que contiveram o homem. A travesti, de 35 anos, foi submetida a exames na Perícia Forense do Ceará.

Após derrota no Senado, Bolsonaro estuda medida pró-armas

O Governo Bolsonaro sofreu, nesta terça, uma derrota no Plenário do Senado, que derrubou os dois decretos que flexibilizam a posse e o porte de armas, uma das promessas da campanha eleitoral. A decisão ainda depende da análise pela Câmara dos Deputados, mas o Palácio do Planalto já estuda medidas para garantir o que chama de “direito à legítima defesa” dos cidadãos.

Questionado antes da votação no Senado, Bolsonaro já sinalizava a expectativa de uma derrota no Plenário, que acabou confirmada no fim do dia. O presidente disse que irá determinar ao ministro da Justiça, Sergio Moro, que a Polícia Federal não dificulte quem quiser ter armas em casa.

“Não tem plano B (caso o decreto seja derrubado). A Polícia Federal está sob meu comando. No Brasil, o grande reclamo do pessoal do passado era que a PF, na questão de efetiva necessidade, tinha dificuldade… Eu, como presidente, isso vai ser atenuado, porque vou determinar, junto ao ministro Sergio Moro, que tem a PF abaixo dele, para a gente não driblar, e não dificultar quem quer, porventura, ter arma em casa”, afirmou Bolsonaro.

O placar da votação mostrou o tamanho da desvantagem do Governo. Por 47 votos a 28, o Plenário do Senado decidiu derrubar os decretos do presidente. Na Câmara, o tema deverá tramitar em regime de urgência, indo direto para o Plenário. Não há, porém, prazo para a votação.

Se também for derrotado na outra Casa, o Governo cogita recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) por entender que o projeto de decreto legislativo (PDL), votado nessa terça-feira para sustar o decreto, é inconstitucional por interferir no mérito da norma editada pelo Executivo.

Mesmo assim, quando questionado o que faria se fosse derrotado, Bolsonaro respondeu nesta terça: “Eu não posso fazer nada. Eu não sou ditador, sou democrata, pô”.

Supremo

A validade do decreto também é questionada em três ações que serão analisadas na Suprema Corte em sessão marcada para o próximo dia 26. O regulamento do Executivo altera o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826, de 2003).

Assinado em maio pelo presidente, o decreto concede porte a 20 categorias profissionais e aumenta de 50 para 5 mil o número de munições que o proprietário de arma de fogo pode comprar anualmente. Medidas que facilitam o acesso a armas e munição faziam parte do discurso de Bolsonaro na campanha.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou, nesta terça, “ter certeza” de que o STF irá julgar procedentes os decretos do presidente. “Tenho certeza que o Supremo vai reconhecer a legitimidade do presidente de regulamentar, que na regulamentação não há nenhum ato inconstitucional e vai ser validado pelo STF um ato do Poder Executivo”, disse Onyx, durante uma audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara em que foi convocado para explicar os decretos sobre as armas.

Cearenses

Os três senadores cearenses, Cid Gomes (PDT), Eduardo Girão (PODE) e Tasso Jereissati (PSDB), votaram favoráveis à derrubada do decreto. “Respeito a posse que a pessoa possa ter em casa, mas andar nas ruas armados sou completamente contra”, disse Girão.

“Se o Presidente da República assumiu compromissos em campanha que envie para esta Casa um projeto de lei, que será analisado, aí sim será oportunidade de se discutir o apaixonante tema de violência”, comentou Cid Gomes.

Pareceres

Técnicos da Câmara e do Senado emitiram pareceres que indicavam que, nos dois decretos, Bolsonaro extrapolou limites legais, distorcendo o Estatuto do Desarmamento em vários pontos e exorbitando o poder regulamentar do Executivo. Entre outros pontos, os técnicos apontaram que o decreto extrapola seu poder regulamentar ao estabelecer uma presunção absoluta de que todas as 20 categorias que lista cumprem requisito básico para andarem armadas.

O texto em vigor aumenta a lista de munições de uso restrito no País, incluindo de canhões e de morteiros, e restringe rojões, foguetes, mísseis e bombas. O prazo para informar à PF e ao Comando do Exército a aquisição de armas de fogo também foi ampliado.

Ele passou de dois para sete dias úteis após a aquisição do aparato. Senadores disseram que há no Senado um projeto que trata de porte de arma em áreas rurais que tramita na Casa e pode ser pautado para resolver esta questão.

Apelos do presidente

Os apelos de Bolsonaro publicados em suas redes sociais, no último sábado, para a população cobrar os senadores pela manutenção dos decretos das armas geraram, ontem, críticas dos congressistas.

Diversos senadores reclamaram no Plenário da pressão causada por esse apelo, com alguns deles relatando inclusive ameaçadas, o que fez o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), defender a independência da Casa.

“Acho que o Senado Federal, no dia de hoje, dá uma demonstração de maturidade política e de grandeza. As suas manifestações foram livres, com convicção de cada um”.

Otto Alencar (PSD-BA), por exemplo, criticou os “robôs do Major Olímpio, em referência ao líder do PSL. “Senhor presidente, eu quero fazer um protesto aqui, hoje, no Senado Federal, contra os robôs do Major Olímpio. Os robôs do Major Olímpio erram muito no português, dizem muito palavrão, muito palavrão. E, além disso, os robôs do Major Olímpio erram muito na acentuação, na pontuação, é erro de português no meu celular que Vossa Excelência não pode imaginar”.

Randolfe Rodrigues (Rede-AP) leu em plenário mensagens que lhe foram enviadas, como “atenção, Senadores, aprovem o decreto de armas do Presidente Jair Bolsonaro e tomem vergonha na cara” e “senador Randolfe, nós sabemos por onde o senhor anda. Somos da segurança privada. Sabemos de suas viagens. O senhor tem segurança. Nós queremos arma”.

Major Olímpio disse que a população tem o direito de acompanhar as votações.

“O povo brasileiro tem que acompanhar, sim, como vota cada um dos seus deputados e cada um dos seus senadores. Quando o presidente fez uma mensagem, porque ele é direto e faz uma mensagem para que a população acompanhe a posição do Senado, acompanhe a posição da Câmara. Se está incomodando tanto, é exatamente porque causa incômodo mesmo discursar de uma forma e votar de outra”.

Universidades brasileiras pioram em pesquisa sobre ranking das melhores do mundo

As dezenove universidades brasileiras classificadas entre as mil melhores instituições de ensino do mundo apresentaram piora em índices de qualidade,. ´E o que revela a última edição do QS University Ranking 2020. De acordo com o estudo, houve queda na empregabilidade de formandos, no desempenho das pesquisas acadêmicas, no nível de ensino e na atratividade para estudantes e professores estrangeiros. As informações são do O Globo desta quarta-feira.

A tendência, segundo o diretor de pesquisas da QS, é de piora dos índices do país nos próximos anos. “Existem poucos pesquisadores no mundo capazes de lidar com a perda de quase metade de seu orçamento (…). Dado que nosso indicador de pesquisa é baseado em cinco anos de dados, leva tempo para que as decisões políticas afetem o desempenho nos rankings”, afirma Ben Sowter. “É provável que o status do Brasil com líder de pesquisa regional seja cada vez mais ameaçado nos próximos anos”, completa.

Agências da Caixa abrem mais cedo para quem quer renegociar dívidas

Nesta quarta-feira, as agências da Caixa Econômica Federal terão horário ampliado para negociar contratos em atraso no Ceará. O atendimento começa a partir das 9 horas. As dívidas, de acordo com a Instituição, somam em torno de R$ 109 milhões. A iniciativa faz parte da campanha Você no Azul e vai beneficiar 109 mil clientes cearenses, entre pessoas físicas e empresas, oferecendo desconto em até 90% do valor da dívida.

Os contratos variam entre atraso no cheque especial, empréstimo pessoal, cartão de crédito e financiamento de veículos para pessoas físicas e negociações com empresas. A Caixa já negociou mais de R$ 7 milhões em dívidas, com desconto médio de 74%.

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e no Interior, as agências vão ampliar o horário de atendimento, das 15 às 16 horas. Os horários diferenciados são exclusivos para renegociação de dívidas.

Sergio Moro vai à CCJ do Senado dar explicações sobre conversas vazadas com Dallagnol

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, será ouvido nesta quarta-feira (19) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A expectativa é que esclareça troca de mensagens, por meio do aplicativo Telegram, entre ele e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, sobre procedimentos e decisões em processos, incluindo os que levaram à condenação do ex-presidente Lula.

As mensagens, segundo o site The Intercept Brasil, foram trocadas entre 2015 e 2018 e obtidas a partir da invasão de aparelhos dos procuradores por hackers ainda não identificados.

Após os vazamentos das conversas, será a primeira vez que Sergio Moro irá ao Congresso Nacional para falar sobre o assunto. Na semana passada, o ministro participou, no Senado, de um almoço com parlamentares no Bloco Parlamentar Vanguarda – DEM, PSC e PL – mas não falou com os jornalistas.

Regras

Segundo a presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), a reunião deverá contar com reforço na segurança.

Moro terá 30 minutos para fazer sua exposição inicial. Em seguida, os senadores inscritos, intercalados por ordem de partido, terão cinco minutos para réplica.

O ministro terá o mesmo tempo para resposta e, depois, os parlamentares terão prazo máximo de dois minutos para réplica e tréplica.

Simone disse que as regras de condução foram definidas seguindo as normas regimentais e que a lista de inscrição dos senadores será aberta às 9 horas, mesmo horário em que a reunião foi convocada.

Estratégia

Ao ser alertado de que no Senado, logo depois do vazamento das conversas, estavam sendo preparados requerimentos com pedidos para que ele se explicasse na CCJ e até de uma CPI pelo senador Ângelo Coronel (PSD-BA), o próprio Moro se adiantou e se colocou à disposição da Casa.

A intenção do ministro foi comunicada pelo senador Fernando Bezerra Coelho(MDB-PE), líder do governo no Senado. Em ofício enviado ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o líder destacou o desejo do ministro de esclarecer os fatos.

“Manifestamos nossa confiança no ministro Sergio Moro, certos de que esta será uma oportunidade para que ele demonstre a sua lisura e correção como juiz federal, refutando as críticas e ilações a respeito de sua conduta à frente da Operação Lava Jato”, ressaltou Bezerra no oficio.

A disposição do ministro surtiu efeito e a mobilização do senador Ângelo Coronel para reunir assinaturas para propor uma CPI parou ou, pelo menos, foi suspensa. Na avaliação de parlamentares governistas as explicações dadas por Moro serão suficientes para convencer a maioria e esvaziar uma tentativa de CPI.

Câmara dos Deputados

Uma semana depois ir ao Senado, no dia 26, será a vez de Moro dar explicações sobre o mesmo assunto aos deputados.

O presidentes das comissões de Direitos Humanos e Minorias; Trabalho, Administração e Serviços Públicos; Fiscalização Financeira e Controle e Constituição e Justiça da Câmara fecharam um acordo para aglutinar em um só os diversos requerimentos que convocavam o ministro da Justiça.

(Agência Brasil)

Mega-Sena pode pagar R$ 125 milhões nesta quarta

O concurso 2.161 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 125 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta (19) em São Paulo (SP).

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Com três gols anulados, Brasil empata com Venezuela e recebe vaias

A seleção brasileira foi vaiada mais uma vez na Copa América. Jogando na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Brasil produziu pouco e empatou em 0 a 0 com a Venezuela, nesta terça-feira (18). A equipe até marcou três vezes, mas teve todos os lances anulados, sendo duas vezes pelo VAR (árbitro de vídeo). No final do jogo, torcedores cantaram "Olé" para a troca de passe adversária.

O próximo jogo na competição é contra o Peru, sábado (22), às 16h, na Arena Corinthians. Com as duas equipes empatadas em quatro pontos, o jogo decide a liderança do Grupo A - que conta também com a Bolívia. O Brasil está na primeira posição devido ao saldo de gols: 3 a 2 contra os peruanos.


O jogo

A seleção brasileira teve o controle da posse, mas não a reverteu em perigo contra a Venezuela. Os primeiros minutos foram de muita intensidade, principalmente com os pontas David Neres e Richarlison, que criaram as principais chances de perigo.

Passada a pressão inicial, o ritmo caiu e os comandados de Tite passaram a insistir na bola aérea. Em um lance, até marcaram com Firmino, em gol anulado por falta do ataque.

Os visitantes exploraram bem o contra-ataque e chegaram a ameaçar a meta de Alisson com Rondón, em cabeçada que tirou tinta da trave. Jogo movimentado no começo e morno no fim, balanço que rendeu vaias e aplausos por parte da torcida baiana ao término do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, Tite colocou Gabriel Jesus no lugar de Richarlison. Aos 15 minutos, o atacante conseguiu um gol após passe de Firimino, mas a arbitragem assinalou impedimento no início da jogada. Buscando ser mais incisivo, o técnico brasileiro lançou Everton e tirou David Neres.

O cearense entrou bem, criou oportunidades e conseguiu um passe para Jesus, que finalizou para defesa de Fariñez. O rebote ficou com Coutinho que chutou para o fundo da rede. O VAR entrou novamente em ação e anulou mais um tento brasileiro porque a bola resvalou em Firmino no momento que entrava no gol, aos 41 da etapa final.

A arbitragem ainda assinalou nove minutos de acréscimo, mas o tempo não foi suficiente para o Brasil furar a retranca venezuelana. No fim, os torcedores cantaram "Olé" para a troca de passes adversária e vaiaram a saída do elenco brasileiro.

terça-feira, 18 de junho de 2019

Presidente da AL, Dr. Sarto explica o processo contra André Fernandes na Casa

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Sarto (PDT), concedeu nesta terça-feira (18) uma coletiva de imprensa na qual explicou como será o processo no Conselho de Ética contra o deputado André Fernandes (PSL), na condição de quebra de decoro parlamentar.

O deputado cita o artigo 18 do Conselho de Ética da Casa para o formalização da denúncia. Os partidos, portanto, formalizarão a ação. “Os documentos já falam por si que há uma denúncia no MP que vincula o projeto de lei do deputado Nezinho [Farias – PDT] que trata da prática esportiva eletrônica que não tem nenhuma relação com jogo do bixo, com o jogo de azar”, disse.

Caso

André Fernandes protocolou na segunda-feira (17) um denúncia no Ministério Público do Ceará contra Nezinho na qual cita o projeto de regulamentação dos jogos eletrônicos como favorecimento de “lavagem de dinheiro” para facções criminosas por meio do “jogo do bicho”.

Com gol de Marta, Brasil vence Itália e avança às oitavas da Copa do Mundo feminina

O Brasil está classificado às oitavas da Copa do Mundo feminina. Com gol de Marta, de pênalti, a seleção venceu a Itália por 1 a 0, neste terça-feira (18), e garantiu a terceira posição do Grupo C, com seis pontos - mesma pontuação da Austrália, mas saldo de gols inferior. O chaveamento terminou com a Jamaica eliminada.

Na próxima fase, a seleção enfrenta França ou Alemanha. O adversário será definido com o fechamento da terceira rodada. Caso o time francês, o jogo será domingo (23), às 16h. Já se a combinação indicar o time alemão, a partida vai para sábado (22), às 12h30.

Gol histórico

Marta chegou ao 17ª gol em Mundiais ao deslocar a goleira italiana Giuliani e finalizar no canto esquerdo. O lance entrou para a história da Fifa pois fez a brasileira se tornar a maior artilheira de Copas do Mundo, tanto masculino quanto feminino. A marca era do alemão Klose, que balançou as redes 16 vezes.

UFC teve 12º maior corte entre 106 instituições federais

Com contingenciamento anunciado de R$ 45 milhões, a Universidade Federal do Ceará (UFC) teve o 12º maior corte imposto pelo Ministério da Educação (MEC) entre 106 instituições de ensino superior federais do Brasil.

A informação foi divulgada pelo MEC em resposta a um pedido da Lei de Acesso à Informação (LAI) do portal Fiquem Sabendo, uma agência de dados independente. Antes do corte, a base discricionária da UFC (ou seja, recursos que poderiam ter aplicação manejada pelo reitor da universidade) era de R$ 150,1 milhões.

O Instituto Federal do Ceará (IFCE) também aparece entre um dos principais órgãos prejudicados pelo contingenciamento no País. Com redução de despesas em R$ 34 milhões, a instituição teve o 19º maior corte do País. Por conta da restrição, o reitor do órgão já afirmou que corre risco de fechar as portas em agosto.

Já a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), com cortes em R$ 11,5 milhões, aparece como a 85ª instituição mais atingida. Completando a relação das instituições federais de ensino, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) aparece em 94ª posição, com redução de R$ 8,8 milhões.

Senadores querem anular decisão do STF sobre homofobia

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir enquadrar a homofobia e a transfobia como racismo, senadores se movimentam para tentar anular o julgamento. Parlamentares reagiram ao julgamento do STF, que avaliou omissão do Congresso por não ter aprovado até hoje uma lei sobre o tema.

Aliado do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o senador Marcos Rogério (DEM-RO) protocolou um projeto de decreto legislativo para derrubar os efeitos da decisão do STF. O argumento do parlamentar não é contra o mérito do julgamento, mas contra o papel de o Supremo “legislar” enquanto o Parlamento discute o tema.

“O que se coloca, portanto, não é um posicionamento em relação ao mérito da decisão adotada pela Suprema Corte, mas, sim, o de resguardar o papel constitucional do Parlamento como o principal foro da democracia, no qual as opiniões de todos os setores da sociedade podem se fazer ouvir, seja diretamente, seja por meio de seus representantes eleitos”, diz o senador na justificativa do projeto.

A proposta foi encaminhada para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Para que um decreto seja anulado pelo Congresso, um projeto como esse precisa passar pelo Senado e pela Câmara.

Na semana passada, após o julgamento do STF, o presidente do Senado emitiu uma nota para defender o papel do Congresso em se posicionar sobre o assunto. Alcolumbre escreveu que a Constituição Federal assegura aos deputados e senadores a atribuição de legislar.

“O Parlamento respeita a decisão do Poder Judiciário na sua independência e autoridade para dirimir conflitos constitucionais, mas não pode aceitar a interpretação de que é omisso, uma vez que se guia pela devido respeito à democracia e à pluralidade de opiniões, representadas nos diferentes parlamentares eleitos pelo povo”, afirmou o presidente do Senado.

Um projeto que enquadra a discriminação por orientação sexual ou de identidade de gênero ao crime de racismo está pendente de votação na CCJ do Senado e, depois do colegiado, deverá seguir diretamente para a Câmara dos Deputados. O Senado chegou a encaminhar um parecer ao STF para informar a aprovação da proposta na CCJ. Outra votação, no entanto, deve ser feita no colegiado por emendas terem sido apresentadas.

(Agência Estado)

Resultado da primeira chamada do ProUni está disponível

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) está disponível na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir de hoje (18), comparecer nas instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição.

No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária. Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 25 de junho.

Aqueles que não foram selecionados têm ainda outras chances. No dia 2 de julho será divulgada a lista dos aprovados em segunda chamada. Os candidatos podem, ainda, participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

ProUni

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode participar

Podem participar do ProUni candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem se inscrever no programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

(Agência Brasil)

Nezinho abre seus sigilos fiscal e telefônico e desafia André Fernandes a renunciar se estiver errado

O deputado estadual Nezinho Farias (PDT) anunciou, nesta terça-feira, 18, durante pronunciamento na Assembleia Legislativa, que abriu mão de seus sigilos fiscal e telefônico e se colocou à disposição do Ministério Público do Estado. A medida foi tomada depois dele ser acusado de envolvimento com facções criminosas por seu colega de parlamentar, André Fernandes (PSL),

Dizendo-se “indignado” com as acusações “irresponsáveis” do colega, Nezinho disse que está disposto a ser investigado e desafiou Fernandes a renunciar ao mandato caso a apuração do MP não aponte qualquer irregularidade contra ele. “Se tiver um indício de ligação minha com facção, eu renuncio (…). Agora, quero ver se ele renuncia se estiver errado”, disparou.

“Eu não cheguei ontem aqui por redes sociais”, diz Nezinho Farias (PDT), em resposta contra acusações feitas pelo deputado André Fernandes (PSL). “Até quando vamos aceitar isso?”

“Não cheguei ontem aqui por causa de redes sociais (…) eu tenho 60 anos, mais de 30 anos de vida pública, para ter meu nome jogado na lama dessa maneira? Eu não posso aceitar isso, em respeito a essa Casa e ao meu mandato”, disse Nezinho, em fala no plenário da Assembleia.

O deputado lembrou ainda do histórico de ataques de André Fernandes contra outros parlamentares e cobrou resposta do Conselho de Ética da Assembleia no caso. “Ontem foi com a deputada Dra. Silvana (PR), depois com o Fernando Hugo (PP), agora é comigo. Até quando? Até quando vamos aceitar isso?”, questiona.

“Facções criminosas”

Na última sexta-feira, André Fernandes apresentou denúncia contra o colega junto ao MPCE. Na ação, o deputado do PSL diz que já vinha recebendo denúncias contra o deputado Nezinho Farias, mas decidiu levar o assunto à Justiça após o mesmo parlamentar apresentar um projeto de lei que teria relação a essa acusação.

“Este parlamentar tomou conhecimento de que haveria algumas irregularidades envolvendo colega deputado da Assembleia Legislativa, supostamente envolvido com o fortalecimento de Facções Criminosas, inclusive com a lavagem de dinheiro por meio da realização de ‘Jogo do Bicho’”, diz a proposta.

Acontece que a proposta citada por Fernandes não trata de jogo do bicho, mas sim da regulamentação dos E-sports, modalidade esportiva de jogos eletrônicos. “Isso é um absurdo. O próprio deputado que me acusa votou a favor dessa matéria na Comissão de Constituição e Justiça. Não faz nem sentido”, diz.

OPovo

ProUni 2019 – Resultado sai nesta quarta-feira

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado hoje (18), na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir desta terça-feira, ir às instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição.

No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária.

Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 25 de junho.

Aqueles que não foram selecionados têm ainda outras chances. No dia 2 de julho seja divulgada a lista dos aprovados em segunda chamada. Os candidatos podem, ainda, participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode participar

Podem participar do ProUni candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.

Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem.

O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação. Também podem se inscrever no programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

(Agência Brasil)

Prefeito de Deputado Irapuan Pinheiro, Claudenilton Pinheiro participa de importantes reuniões em Fortaleza

Do Facebook do prefeito de Deputado Irapuan Pinheiro, Claudenilton Pinheiro:

"Em Fortaleza, nesta segunda-feira, 17 de junho de 2019, participando de eventos importantes. Num primeiro momento na Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará, participando da assinatura do Termo de Adesão ao Programa Garantia Safra 2019. Comigo esteve o Secretário de Agricultura, Pecuária, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Vanier Silva. Em seguida, na Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, discutindo com Prefeitos e Secretários de Saúde da nossa região, Secretário de Saúde do Estado do Ceará Doutor Cabeto e técnicos da área, as problemáticas do nosso Hospital Regional de Iguatu. Comigo esteve o Secretário de Saúde de Irapuan Pinheiro, Natanael Alves".

Colisão entre motocicleta e micro-ônibus deixa pai, mãe e filho feridos, no Ceará

Uma colisão entre uma motocicleta e micro-ônibus deixou pai, mãe e o filho de aproximadamente três anos feridos na na rua Brás Vidal, em Messejana, na noite desta segunda-feira (17), por volta das 21h.

A criança não usava capacete e estava sendo conduzida entre os pais.

Ainda conforme pessoas que testemunharam o acidente, o motociclista não observou a preferencial e foi atingido pelo micro-ônibus.

Policiais Militares e agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) acompanharam a ocorrência.

Região do Cariri do Ceará registra chuva de até 75 milímetros

Municípios do Cariri voltaram a registrar chuvas no intervalo entre as 7h desta segunda-feira (17) e as 7h desta terça-feira (18), conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

As maiores precipitações da região foram no Crato (75 milímetros), Missão Velha (75 milímetros), Brejo Santo (72 milímetros), Abaiara (67 milímetros), Milagres (61 milímetros), Mauriti (61 milímetros), Barbalha (60,5 milímetros) e Juazeiro do Norte (58 milímetros). Os dados do intervalo das últimas 24 horas ainda são parciais e devem ser atualizados o longo do dia.

Houve também precipitações na Região Sertão dos Inhamuns: Arneiroz (44 milímetros), Araripe (38,4 milímetros) e Quiterianópolis (34 milímetros). Registros no Vale do Jaguaribe: Potiretama (22 milímetros) e Morada Nova (11,4 milímetros).

Com as precipitações das últimas 24 horas ruas e avenidas de Juazeiro do Norte ficaram alagadas. Avenida Leão Sampaio que liga Juazeiro do Norte e Barbalha ficou cheio de água. Trânsito ficou congestionado. O Triângulo Crajubar que liga os municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, também ficou comprometido por causa do acúmulo de água.

Instabilidades atmosféricas
Segundo a Funceme, essas precipitações que ocorrem na Região do Cariri como também Centro-Sul são provocadas pelas áreas de instabilidade provocadas por um Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL) localizado sobre os estados da Paraíba e de Pernambuco.

O DOL é um sistema atmosférico típico deste período do ano e provoca chuvas mais intensas nos estados do leste da região Nordeste, como Pernambuco e Paraíba. Quando sua atuação é mais expressiva, acaba trazendo chuvas para o Ceará também. Junho e julho é conhecido por Pós-Estação.

“Com o afastamento da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), se inicia o período caracterizado por uma sensível e progressiva redução do volume médio mensal das chuvas no estado. Historicamente, em junho e julho, o leste do Ceará e o litoral recebem algumas chuvas que, em geral, são rápidas e não muito intensas, mas eventos mais intensos não são fora do comum”, explica o pesquisador da Funceme, Raul Fritz.