sexta-feira, 17 de maio de 2024

Blockchain Sports: Quarto episódio do reality show O Grande Jogo será gravado em Pinheiral.

As gravações do quarto episódio do reality show O Grande Jogo, produzido pela Blockchain Sports, já foram iniciadas, no centro de treinamentos João Havelange. O episódio terá participação de ex-jogadores conhecidos do povo brasileiro, como Lugano, Sorin, Cicinho e Gabriel Gubela, que irão atuar como mentores dos jovens jogadores que foram selecionados para participar do episódio. As gravações vão até o dia 21.

O reality, que está sendo apresentado pelo influenciador digital Negrete, terá sete episódios e visa descobrir talentos do futebol brasileiro e prepará-los para o esporte profissionalmente, contando com jovens entre 14 e 16 anos, de todo o Brasil, que sonham em ser jogadores de futebol. Os vencedores irão dividir um prêmio de um milhão de reais.

“Estamos chegando no final da primeira parte do reality O Grande Jogo. Está tudo indo como planejado, já temos três times selecionados, que já passaram pela experiência de treinar com grandes nomes do futebol mundial e estão na briga por um milhão de reais. Os garotos estão ansiosos para a fase final, nós também. É um grande marco para o futebol de base brasileiro”, afirmou Lucas Mapurunga, diretor de projetos da Blockchain Sports.

O Grande Jogo terá sete episódios no total. Os dois primeiros episódios foram gravados nas cidades de Sobral e Acopiara, no Ceará, já o terceiro e quarto estão sendo filmados em Pinheiral, RJ, formando a etapa da “peneira”. A cada episódio, um time é selecionado e avançam de fase. Os episódios cinco e seis serão as semifinais. As equipes vencedoras avançam para a grande final, sétimo episódio, que irá ao ar ao vivo em setembro.

Para o quarto episódio, os ex-jogadores Lugano, Sorin, Cicinho e Gabriel Gubela se juntam a outros astros que já participaram como mentores dos episódios anteriores, como os brasileiros Dunga, Lúcio, Bebeto, Amaral, o francês David Trezeguet e o italiano Marco Materazzi.

Projetos sociais
Desde agosto de 2023, a Blockchain Sports já investiu cerca de R$ 50 milhões em projetos sociais no Brasil, com foco no futebol. No Rio de Janeiro, a multinacional europeia está investindo cerca de R$ 2 milhões na reforma de quatro campos de futebol em comunidades cariocas. Os espaços esportivos ficam nas favelas do Dendê, Jacarezinho, Complexo do Alemão e Rocinha.

Cada “escolinha” será uma espécie de “peneira”: os jogadores que se destacarem nos treinamentos e jogos vão ser selecionados para treinar no CT da Blockchain, localizado em Pinheiral. O local tem capacidade para receber até 80 atletas. “Acreditamos que o esporte tem o poder de transformar vidas e construir um futuro melhor para as comunidades”, afirma Saksonau Dzmitry, CEO da Blockchain Sports. “Com esse investimento, queremos apoiar projetos para gerar impacto positivo na vida das pessoas, especialmente crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.”

Blockchain Sports
A Blockchain Sports visa achar talentos espalhados pelo território brasileiros e no mundo, para lapidá-los, através do suporte e da estrutura oferecida, até se tornarem jogadores profissionais. A plataforma irá auxiliar no processo dando aos atletas mais visibilidade; e aos agentes, empresários e dirigentes, informações e estatísticas atualizadas sobre cada jogador, incluindo posições, características no campo, mapa de calor e números como chutes, desarmes, movimentos com a bola, etc.

Para isso, a empresa está construindo um centro de treinamento em Acopiara, interior do Ceará. O complexo terá alojamento, campos de grama natural e sintética, prédio administrativo, casas geminadas, escola, dormitórios, SPA, hotel, estádio para 10 mil pessoas, arquibancada e vestiários.

Fila por perícia médica do INSS cai quase pela metade em oito meses, após medidas da Previdência

Em cerca de oito meses, o número de pessoas que aguardam perícias médicas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) caiu 46%, após o Programa de Enfrentamento à Fila, do Ministério da Previdência Social. Em setembro do ano passado, 1.178.123 requerentes esperavam a data do agendamento para realização da perícia. Já em maio deste ano, a fila tem 636.911 pessoas.

As informações foram solicitadas pelo jornal EXTRA ao Ministério da Previdência Social, após o ministro Carlos Lupi exaltar o que considera um “resgaste da pasta”, em reunião nesta quarta-feira, em Brasília, com a direção nacional e as coordenações regionais do setor. O levantamento de dados mostra ainda que, em setembro, foram requeridas 492.203 perícias presenciais, enquanto em abril deste ano foram 466.594 pedidos. Ou seja, há uma celeridade maior nos atendimentos, e não só redução da demanda, que caiu 5,2% comparando os dois meses.

— O trabalho humanizado dos peritos está gerando, a cada dia, resultados cada vez mais positivos. Teremos desafios e resistências, mas a construção de soluções viáveis permanecerá com a ajuda de cada perito. É uma categoria muito qualificada e comprometida — apontou Lupi, durante a reunião.

Ao EXTRA, o Ministério da Previdência Social elencou algumas medidas implementadas para acelerar os atendimentos dos segurados e reduzir a fila de espera em todo o país. Os dados de setembro, por exemplo, são os primeiros registros depois da implantação do Programa de Enfrentamento à Fila da Previdência Social, que paga valores extra aos servidores por análises feitas além da capacidade operacional regular das agências.

Além disso, sobre a agilidade na avaliação os processos, o ministério destaca a nomeação de 1.276 candidatos aprovados em concurso público, com mil já atuando diretamente na análise de requerimentos de benefícios, e a realização de mutirões de perícia médica. Desde o ano passado, já foram realizadas 58.800 perícias em 418 mutirões por todo o Brasil (350 em 2023 e 68 em 2024). Essas ações ocorrem com o deslocamento de servidores para atender regiões em que o tempo de espera por uma perícia está maior. Em geral, são locais em que há poucos médicos lotados nas agências.

Espera caiu de 70 para 39 dias, em média
O tempo médio de espera do agendamento da perícia médica também diminuiu, de acordo com o levantamento. Em setembro, as pessoas aguardavam 70 dias, na média. Atualmente, 39 dias; o que representa uma redução de 44% neste tempo.

O acesso a benefícios ficou ainda mais fácil desde o ano passado para muitos segurados que passaram a requerer benefícios por meio de análise documental e, este ano, passando pela telemedicina. E as medidas também ajudam quem precisa esperar a perícia médica presencial a ter um atendimento mais rápido.

A análise documental, dispensando a emissão de parecer conclusivo da Perícia Médica Federal, é cabível por meio sistema Atestmed para requerimentos de benefícios por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença). Assim, os segurados enviam laudos e atestados médicos por meio do Meu INSS, para análise à distância. Em 2023, 1,3 milhão de segurados recorreram a este procedimento. E somente no primeiro trimestre de 2024, o número de requerimentos já estava quase em 600 mil.

A quantidade de concessões por meio do Atestmed também tem apresentado aumento. No primeiro trimestre de 2024, 44,3% das concessões de benefícios previdenciários por incapacidade temporária no país foram por meio de análise documental. Na região Nordeste, esse percentual chega a 49,9%.

Em março deste ano, o Ministério da Previdência Social disciplinou ainda hipóteses em que as perícias médicas para recebimento de benefícios previdenciários podem ser realizadas utilizando tecnologia de telemedicina. Algumas dessas circunstâncias são: quando faltar perito médico lotado numa agência ou o tempo de espera por perícia estiver elevado na localidade. Nesses casos, os segurados são contatados pelo INSS para comparecer à agência da Previdência Social para suas consultas por telemedicina com servidores de outras regiões.

A meta da Perícia Médica Federal é, até o fim do semestre, realizar 50 mil perícias por mês no formato. O ministério, porém, ainda não divulgou dados de como vem sendo a performance.

Novo DPVAT: Lula sanciona com vetos lei do seguro obrigatório de veículos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou a lei que determina a volta do pagamento do seguro obrigatório de veículos. A Lei Complementar nº 207 cria o Seguro Obrigatório para Proteção de Vítimas de Acidentes de Trânsito (SPVAT) no lugar do antigo DPVAT. Lula vetou dois artigos que estabeleciam a penalidade de infração grave e multa para os motoristas que não pagarem o seguro no prazo previsto. A medida foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (17/5).

O seguro será cobrado dos proprietários de veículos anualmente. O valor ainda não foi especificado. No entanto, de acordo com o senador Jaques Wagner (PT-BA), um levantamento do Ministério da Fazenda indica que o SPVAT deverá ter o custo para o motorista entre R$ 50 e R$ 60. O novo DPVAT foi aprovado no Senado no último dia 8/5.

O SPVAT cobrirá indenização por morte, por invalidez permanente, total ou parcial, despesas com assistências médicas, serviços funerários e reabilitação profissional para vítimas de acidentes que resultem em invalidez parcial.

“O SPVAT tem a finalidade de garantir indenizações por danos pessoais relativos a acidentes ocorridos no território nacional em vias públicas urbanas ou rurais, pavimentadas ou não, causados por veículos automotores de vias terrestres, ou por sua carga, a pessoas transportadas ou não, bem como a seus beneficiários ou dependentes”, diz a lei complementar.

A indenização deve ocorrer no prazo de 30 dias depois do acidente. A Caixa Econômica Federal será responsável por cobrar o seguro e analisar os pedidos de indenização, podendo contratar empresas terceirizadas para auxiliar nas atividades relacionadas ao seguro.

Além disso, os estados que efetuarem a cobrança poderão receber até 1% do montante arrecadado. Aos municípios e estados onde houver serviço municipal ou metropolitano de transporte público coletivo serão repassados de 35% a 40% do montante do valor arrecadado do SPVAT.

(*)com informação da Agência Brasil

Combate a candidaturas laranjas: TSE aprova súmula com regras contra fraudes à cota de gênero

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) avançou e aprovou, nesta quinta-feira (16), uma súmula para estabelecer parâmetros que devem ser adotados pela Justiça Federal para casos que envolverem fraude à cota de gênero nas eleições municipais de outubro.

Segundo o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, as eleições municipais são marcadas por um número muito maior de fraude à cota de gênero se comparado com as eleições gerais e, por essa razão, neste ano, os tribunais regionais eleitorais e os juízes eleitorais estarão com um direcionamento importante para fazer aplicar em todo o território nacional o respeito à cota de gênero.

Para a ministra Cármen Lúcia, futura presidente do TSE, a medida é fruto de “uma luta de toda a vida”, pela igualdade de gênero. Conforme a ministra, essa consolidação da legislação facilitará muito a vida de juízes, tribunais e, principalmente, da sociedade, das candidatas e dos candidatos, para maior clareza sobre as decisões para enfrentamento das fraudes às candidaturas laranjas de mulheres.

Prefeitos ganham queda de braço e Governo mantém alíquota previdenciária de 8% sobre folha salarial dos Municípios

Os prefeitos dos municípios com até 156 mil habitantes ganharam a queda de braço com o Governo Federal e continuarão, em 2024, recolhendo uma contribuição previdenciária de 8% sobre a folha salarial.

A medida beneficia 179 cidades do Ceará que, neste ano, deixarão de recolher para o INSS, pelo menos, R$ 500 milhões. Em todo o Brasil, os 5.400 municípios contemplados com a desoneração salarial irão economizar R$ 10 bilhões.

ACORDO ENTRE LEGISLATIVO E EXECUTIVO

O consenso sobre a desoneração salarial para os municípios foi selado, nessa quinta-feira, em uma reunião do presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, o ministro Fernando Haddad (Fazenda), o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e o líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues.

Com o acordo entre Legislativo e Executivo, o Senado vota, na próxima semana, um projeto de lei com as novas regras da desoneração salarial para empresas e municípios.

O presidente da Aprece, Júnior Castro, acompanhou, em Brasília, ao lado de lideranças municipalistas, as negociações que encerraram uma semana vitoriosa para os prefeitos.

O texto do projeto de lei, apresentado pelo senador Efraim Filho, e relatado pelo líder do Governo, senador Jacques Wagner, mantém, em 2024, a alíquota previdenciária de 8% sobre a folha salarial, com um aumento gradual em 2025, 2026, 2027 e chegado, em 2028, a 20%.

quinta-feira, 16 de maio de 2024

Calendário de pagamento do Bolsa Família começa nesta sexta-feira; Cerca de 21 milhões de pessoas devem receber benefício

O governo federal começa a pagar nesta sexta-feira (17), mais uma parcela do Bolsa Família. O calendário de pagamentos é escalonado, começando em 17 de maio e seguindo até o dia 31, de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social dos beneficiários. No entanto, para moradores de todos os municípios do Rio Grande do Sul, os pagamentos acontecerão todos no primeiro dia.

Cerca de 21 milhões de famílias devem receber o Bolsa Família, em todo o país, em maio. No Ceará, quase 1 milhão e meio de pessoas fazem parte do programa.

O Bolsa Família é um benefício mínimo de R$ 600, que pode ser aumentado segundo a composição do lar. Por exemplo, famílias que têm crianças de até seis anos recebem mais R$ 150. Há ainda um adicional de R$ 50 para famílias com crianças de 7 a 11 anos e adolescentes de 12 a 18 anos ou para famílias com gestantes e lactantes. Ou seja, o depósito total pode chegar a R$ 850.

Como o programa visa a fornecer suporte financeiro a famílias em situação de vulnerabilidade econômica, o adiantamento do pagamento foi concedido para amenizar os impactos da tragédia no Rio Grande do Sul, em razão das enchentes.

Prazo para convocação da lista de espera do Fies termina na sexta-feira; Mais de 67 mil vagas são oferecidas neste semestre

Termina nesta sexta-feira (17) o prazo para as convocações da lista de espera da seleção do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do primeiro semestre de 2024. A previsão anunciada inicialmente pelo Ministério da Educação para este processo seletivo era 30 de abril.

Cinco chamadas de candidatos da lista de espera já foram feitas pelo MEC desde o dia 28 de março, atendendo à alta demanda dos estudantes interessados em ingressar na educação superior com um financiamento subsidiado pelo governo federal.

No primeiro semestre, o Fies oferece mais de 67.301 vagas aos estudantes. As vagas que não forem ocupadas nesta edição do primeiro semestre serão ofertadas, novamente, no processo seletivo do segundo semestre deste ano. A estimativa do MEC é a de oferecer 112.168 vagas nos dois processos seletivos de 2024.

Para concluir o processo e obter o financiamento, o estudante deve ir até a faculdade escolhida, procurar a comissão permanente que trata do Fies naquela instituição e apresentar a documentação exigida. Somente depois, deverá ir ao banco que vai conceder o empréstimo.

Fies
O Fies concede financiamento a estudantes de cursos de graduação em instituições de educação superior privadas que aderiram ao programa.

Para solicitar o financiamento, o candidato que está na lista de espera, deve ter participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 e ter conquistado a média de pontuação igual ou maior do que 450 pontos, e nota maior ou igual a 400 na redação. Outro critério é o da renda familiar mensal, de no máximo três salários mínimos por pessoa (R$ 4.236,00).

Por meio do programa, o beneficiado pelo financiamento público consegue estudar em uma faculdade e pagar o valor somente após a graduação. O início da quitação da dívida se dá logo após a formatura.

Se a renda da família for de até 1,5 salário mínimo (R$ 2.118) por pessoa, não é necessário apresentar fiador. A taxa de juros será zero para todos os estudantes.

(*) Com informações da Agência Brasil

Jogo entre Treze e Iguatu põe frente a frente o melhor ataque e a melhor defesa da Série D

O jogo entre Treze e Iguatu, neste domingo (19), válido pela 4ª rodada da Série D, terá muitos ingredientes para que seja um grande embate. Além de valer a liderança do Grupo 3, pois apenas dois pontos separam as equipes que são líder e vice-líder, terá o embate entre o melhor ataque e a melhor defesa da competição.

Após o fim do Campeonato Paraibano o Treze passou por uma grande reformulação, a começar pela mudança de comando técnico, com Waguinho Dias substituindo William De Mattia. Chegaram também cinco atacantes, que estão fazendo a diferença nesse início de Série D.

Dos 10 gols do Galo na competição, que fazem do Alvinegro o melhor ataque da quarta divisão, oito foram marcados por jogadores que chegaram justamente nessa reformulação pós Paraibano. Foram quatro de Thiago Alagoano, três de Jefinho e um de Wallace Pernambucano. Os outros dois gols, um foi contra, no jogo contra o Santa Cruz, e o outro foi de Thiaguinho, que já estava no time desde o Paraibano.

Acontece que o confronto contra o Iguatu vai ser um grande teste para esse super ataque, já que o adversário tem a melhor defesa ao lado da Inter de Limeira, que é líder do Grupo 7. O Azulão, do goleiro Mauro Iguatu, não sofreu nenhum gol em três jogos.

Reunião discute operacionalização e gestão do Campus Multi-institucional de Iguatu

Uma reunião liderada pela secretária Sandra Monteiro tratou da operacionalização e da gestão do Campus Multi-institucional Humberto Teixeira, localizado em Iguatu, no Centro-Sul cearense. O encontro, realizado nesta quarta (15), na Secitece, contou com a participação de representantes da Urca, da Uece e do Centec, instituições abrigadas no Campus que é de responsabilidade da Secitece.

Estiveram presentes, também, a secretária executiva, Adeline Lobão; e o coordenador da Educação Superior da Secitece, Cândido B.C. Neto. Na reunião, foram detalhadas as fases do processo de climatização do Campus, que conta com investimento do tesouro estadual já aprovado em R$ 3,5 milhões.

Sobre a gestão do local, a secretária Sandra Monteiro sugeriu a realização de um seminário, que deverá tratar do Regimento Interno do Campus, documento que assegura direitos e deveres das instituições que ocupam o espaço.

Pela Urca, participaram da reunião o pró-reitor de Planejamento e Avaliação, Marivando Barros, e a pró-reitora de Administração, Roberta Piancó. Pela Uece, esteve presente o coordenador de Orçamento, Custos e Projetos da Pró-reitoria de Planejamento, Thiago Costa. Representando o Centec, participou o diretor de Ensino e Pesquisa, Silas Alencar.

Pela Secitece, também estiveram presentes a coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Planejamento, Raísa Silvestre; a orientadora do Núcleo de Gerenciamento do Campus Multi-institucional Humberto Teixeira, Kelly Ferreira; e a assessora técnica da Coordenadoria da Educação Superior, Adeliene Lobão.

Veja os possíveis impactos com aumento de ICMS para compras na Shopee, Shein e AliExpress


O possível aumento da alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para compras em sites internacionais de e-commerce, como AliExpress, Shein e Shopee, pode acarretar diversos impactos para os consumidores e para a economia. Neste contexto, o Governo do Ceará defende elevação do imposto de 17% para 25%.

Fabrízio Gomes, secretário da Fazenda do Ceará (Sefaz) revelou, em entrevista ao Diário do Nordeste, que o assunto é trabalhado no Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz). Atualmente, o ICMS que incide nesses produtos é de 17%, em alíquota fixa em todas as unidades federativas do País. O Ceará não tem o poder de sozinho mudar a alíquota de ICMS para as compras internacionais.

O reajuste proposto pelos estados passaria a incidir inclusive sobre as compras até US$ 50 (cerca de R$ 250 na cotação atual), que não são taxadas com tributos federais, desde que a empresa estrangeira esteja inscrita no programa Remessa Conforme, do Governo Federal.

Na semana passada, o governador do Ceará, Elmano de Freitas, declarou que "não pode o Brasil cobrar imposto de quem emprega e gera economia aqui e não cobrar daquilo que vem de fora".

Para especialistas, a medida de fato traz certa proteção para o mercado local, pois os deixa mais competitivos frente à concorrência das empresas internacionais, mas cria um cenário de certo desequilíbrio na relação custo-benefício, podendo gerar mudanças significativas no modo de compra dos consumidores.

Motociclista colidiu duas vezes no carro de enfermeira antes de matá-la, no Ceará


A enfermeira Jandra Mayandra da Silva Soares, de 35 anos, foi morta a tiros por um motociclista durante uma discussão no trânsito na Avenida Presidente Castelo Branco, no Bairro Pirambu, em Fortaleza, na noite desta quarta-feira (15). 

Segundo testemunhas, ela estava voltando do trabalho, acompanhada de outra mulher, quando o motociclista bateu na traseira do carro dela em um semáforo. A vítima seguiu trafegando na via, porém momentos depois o mesmo motociclista atingiu o retrovisor do veículo.

A vítima e o suspeito trocaram insultos e próximo a um semáforo o homem atirou três vezes contra a enfermeira, que morreu no local. A passageira que estava com ela não ficou ferida e o assassino fugiu.

Jandra Mayandra era natural da cidade de Floriano, no Piauí. Ela trabalhava como gerente administrativa no Hospital Dr. Oswaldo Cruz (Hdoc), na capital cearense. A unidade emitiu uma nota de pesar pela morte da profissional de saúde.

Silvio Luiz, lendário narrador esportivo, morre aos 89 anos em SP

O narrador esportivo Silvio Luiz morreu nesta quinta-feira (16), em São Paulo, aos 89 anos. A informação foi confirmada pelo Hospital Oswaldo Cruz, onde ele estava internado desde o dia 8 de maio.

Segundo o hospital, o narrador faleceu às 9h40, em decorrência de falência de múltiplos órgãos. Ele deixa três filhos e a esposa.

"O Hospital Alemão Oswaldo Cruz informa que o paciente Sr. Sylvio Luiz Perez Machado de Souza, 89, faleceu nesta quinta-feira (16) às 9h40, em decorrência de falência de múltiplos órgãos. O narrador esportivo e jornalista estava internado na UTI do Hospital desde o dia 8 de maio. O Hospital Alemão Oswaldo Cruz lamenta o falecimento, a direção, equipe médica e assistencial se solidarizam com os familiares e amigos neste momento de dor."

Luto no esporte:

Antero Greco, jornalista esportivo, morre em SP aos 69 anos
Ele já havia sido internado em abril, após passar mal durante a transmissão da final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Santos.

Na ocasião, o narrador estava participando da transmissão online da Record ao lado dos humoristas Bola e Carioca quando um dos colegas sinalizou para a produção que ele não estava bem.

Silvio teve dificuldades para falar e precisou ser socorrido pelos bombeiros. Foi levado para o Hospital Oswaldo Cruz, onde ficou internado até 30 de abril, quando teve alta após passar por exames. Ele acabou voltando a ficar internado após passar mal no último dia 8.

Carreira
Foto de arquivo de 08/07/96 do narrador Silvio Luiz, de 89 anos, que morreu nesta quinta-feira (16) — Foto: ITAMAR MIRANDA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto de arquivo de 08/07/96 do narrador Silvio Luiz, de 89 anos, que morreu nesta quinta-feira (16) — Foto: ITAMAR MIRANDA/ESTADÃO CONTEÚDO

Silvio Luiz é um dos maiores nomes do jornalismo esportivo brasileiro. O narrador eternizou diversos bordões no mundo do futebol, dentre eles:

"Olho no lance";
"Pelo amor dos meus filhinhos";
"Foi, foi, foi, foi, foi ele!".

Silvio imortalizou pelo menos 10 bordões que, entre 2011 e 2016, foram utilizados no jogo de videogame Pro Evolution Soccer (PES). No game, ele narra e comenta as partidas online.

Durante um período, sua voz também pode ser usada para orientações de trânsito no aplicativo Waze de direção.

Outra marca de Silvio foi ter deixado as transmissões esportivas menos sérias. Ele protagonizou o primeiro palavrão da televisão no país.

"O Luizinho, que é o Pequeno Polegar, foi expulso num jogo do Corinthians e eu, naquele afã de repórter muito metido, falei: ´O que houve, Luiz´? Ele falou: 'Esse filho da p… me expulsou'. Porra, 1953! Filha da p… na televisão era um negócio que foi parar na Câmara de Vereadores, proibida a entrada dos repórteres. Agora, que culpa eu tenho se ele falou que o juiz era filho da p…?", contou Silvio Luiz em entrevista ao portal UOL.

Silvio participou da transmissão de seis Copas do Mundo e nove Olimpíadas e apresentou programas esportivos no Grupo Bandeirantes, na Record, no SBT e na RedeTV!.

Foi vencedor de dois prêmios Aceesp (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo), um como narrador de TV, em 2015, e outro pela indicação da diretoria do concurso, em 2010.

Em 2012, venceu o Prêmio Comunique-se como melhor locutor esportivo.

A ligação com o futebol foi além das telas e dos rádios: aos 31 anos, se formou como árbitro na Federação Paulista de Futebol e apitou partidas durante cinco anos.

Silvio também foi ator. No final da década de 1980, fez dois papéis em novelas da TV Record.

Repercussão
O humorista Carioca, colega de trabalho de Silvio, usou as redes sociais para prestar homenagens.

"Nossa ultima foto, Descanse em paz meu ídolo, amigo, pai, companheiro de trabalho. Muito obrigado Senhor por ter colocado o @silvioluizbarbas na minha vida… Inacreditavelmente era um menino que o amava pela TV, virei amigo e colega de trabalho. Silvio te amarei pra sempre, pra sempre. Vc é exemplo, quero ser como vc, trabalhar e fazer o q gosta até o final. Te amo. Um Bjo pra Marcia, Ale, Andre e Teca"

O apresentador Marcos Chiesa, conhecido como Bola e também amigo de profissão do narrador, lamentou o falecimento.

"Que dia triste tá loco. Graças a Deus tive a oportunidade de falar pra vc em vida a honra e o privilegio que tive em trabalhar ao seu lado. Que Deus te receba de braços abertos meu irmão @silvioluizbarbas e que conforte a família e amigos. Muito obrigado pelo carinho risadas e lições mestre. Que dia triste. Vai fazer muita falta", escreveu.

G1

Morre motorista que sofreu queimaduras graves após incêndio em carreta, no interior do Ceará


O motorista de caminhão, Maximiliano Almeida Morais, de 35 anos, morreu, em Fortaleza após complicações causadas por queimaduras.

O homem e o filho pequeno sofreram lesões graves após um incêndio em uma carreta na BR-116, na tarde do dia 5 de maio, em Jaguaribara, interior do estado.

Maximiliano foi transferido para o Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), na capital cearense, mas a morte foi confirmada nesta quarta-feira (15).

CBF suspende duas rodadas do Brasileirão por causa de cheias no RS


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou a suspensão das 7º e 8º rodadas da Série A do Campeonato Brasileiro, o Brasileirão, por causa das enchentes que atingem o Rio Grande do Sul. Os jogos estavam marcados para os dois próximos finais de semana. O período de suspensão - de 19 a 27 de maio - coincide com o anunciado pela CBF na semana passada, que contemplava apenas partidas de times gaúchos (feminino e masculino) em todos os campeonatos nacionais.

A medida foi tomada após a entidade receber pedido de 15 dos 20 times que participam da competição e da Federação Gaúcha de Futebol.

Os clubes que apresentaram a solicitação foram: Atlético Goianiense, Atlético Mineiro, Athletico Paranaense, Criciúma, Cruzeiro, Cuiabá, Bahia, Juventude, Vitória, Fluminense, Fortaleza, Grêmio, Botafogo, Sport Club e Vasco da Gama. 

Segundo a entidade, cinco clubes foram contra a paralisação da Série A nas rodadas 7 e 8: Flamengo, Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Bragantino.

A entidade afirma ainda que o Conselho Conselho Técnico Extraordinário da Série A se reunirá no dia dia 27 de maio. Entre as questões serem debatidas, estão a deliberação de aspectos técnicos das competições bem como a situação de registro e transferência de atletas.

Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira prêmio acumulado em R$ 25


As seis dezenas do concurso 2.725 da Mega-Sena serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº 750, em São Paulo.

O sorteio terá a transmissão ao vivo pelo canal Caixa no YouTube e no Facebook das loterias Caixa. O prêmio da faixa principal está acumulado em R$ 25 milhões.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet. Jogo simples, com seis números marcados, custa R$ 5.

Com 15 dias para o fim da quadra chuvosa, Ceará tem 55 açudes sangrando


Com 15 dias para o fim da quadra chuvosa de 2024, o Ceará tem 55 açudes com 100% da capacidade preenchida, de acordo com dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), que monitora os 157 reservatórios do Estado. Durante o período, o Ceará chegou a ter um pico de 72 açudes sangrando no último dia 25 de abril, a melhor marca registrada desde 2009. Além dos 55 açudes sangrando, o Estado tem 25 reservatórios com volume acima dos 90% e outros 19 com volume inferior a 30%. Ao todo, 56,7% da capacidade hídrica do Ceará está preenchida.

No mesmo período do ano passado, 56 açudes sangravam, 24 estavam acima dos 90% e 31 estavam abaixo de 30%. O Estado apresentava 51% da capacidade preenchida. Durante o período chuvoso, além disso, o açude do Castanhão, maior reservatório da América Latina, teve os melhores registros desde 2014, com 36, 43%. O segundo maior açude do Ceará, o Orós, apresentou o melhor volume desde 2012, com 77,47%.

Com relação às bacias hidrográficas, a do Baixo Jaguaribe está 100% preenchida e outras três estão acima dos 90%, são elas: Acaraú, Coreaú e Litoral. A bacia do Salgado, além disso, teve os melhores registros desde 2009. A bacia tem capacidade hídrica de 447,66 hectômetros cúbicos (hm³) e engloba 15 açudes. Hoje, ela está com 70,68% da capacidade preenchida. O pico foi de 71,04%.

Abril de 2024 é o mês com mais assassinatos no Ceará desde 2020


Com 320 mortes, abril de 2024 foi o mês mais violento do Ceará desde novembro de 2020, mês em que o estado contabilizou 343 homicídios, conforme os dados de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), da Secretaria da Segurança Pública (SSPDS), divulgados nesta quarta-feira (15). 

De janeiro a abril deste ano, houve 1.139 homicídios no território cearense. Os dados incluem Fortaleza, as cidades da Região Metropolitana e os municípios do interior. Segundo os números divulgados pela secretaria, nenhum mês em 2021, 2022 e 2023 teve tantas mortes quanto o último mês de abril.

O resultado geral dos primeiros quatro meses de 2024 também mostra, de modo geral, um aumento no número de mortes violentas em relação aos anos anteriores: em 2021, foram 1080 mortos de janeiro a abril; em 2022, foram 998 mortos no mesmo período; já em 2023, de janeiro a abril, foram 947 assassinados.

Os homens são a maioria das vítimas, representando 91,61% dos mortos, contra 8,38% de mulheres. Dos mortos, 0,02% não tiveram o gênero informado. Em relação à natureza dos assassinatos, 97,11% foram de homicídios dolosos, quando há intenção de matar.

A maioria dos crimes ocorreram aos domingos (17,9%) e sábados (16,94%). O período da noite teve a maior quantidade de crimes, com 40,22% dos casos.

Lula anuncia Pix de R$ 5,1 mil para cada família que perdeu bens na tragédia de Rio Grande do Sul


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou, nesta quarta-feira (15), que o governo irá oferecer um auxílio, via PIX, no valor de R$ 5,1 mil para famílias de baixa renda que ficaram desabrigadas e perderam bens materiais devido à tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul. A medida faz parte de um pacote de ações destinado às vítimas das chuvas e deve incluir a população em estado de vulnerabilidade na folha de pagamento do Bolsa Família.

Rui Costa, ministro da Casa Civil, detalhou que o benefício deve ser pago em parcela única para as famílias.

"Estamos aqui para anunciar outras medidas. Essas, voltadas ao cidadão, à pessoa física [...] Para as pessoas que perderam sua geladeira, seu fogão, sua televisão, seus móveis, seu colchão. Uma ajuda para essas pessoas. Será atestado pela Defesa Civil de cada município aquela poligonal, aquelas ruas onde as pessoas perderam seus objetos", afirmou o ministro.

"Essas pessoas [que perderam bens] terão de forma rápida, facilitada, via Caixa Econômica, a transferência nas suas contas, via PIX, de R$ 5,1 mil", garantiu Rui Costa.

Segundo o titular da Casa Civil, a medida deve beneficiar 200 mil famílias. A comprovação se dará apenas pelo endereço. "Quem perdeu todos os documentos vai lá, diz seu CPF. Vai ser via aplicativo da Caixa, com a autodeclaração das pessoas. E esse endereço, evidente, será checado", disse.

Enfermeira é morta após discussão de trânsito, no Ceará


Uma enfermeira foi morta após discussão de trânsito no bairro Pirambu, em Fortaleza, na noite desta quarta-feira (15). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que a ocorrência segue em andamento. 

Segundo testemunhas ouvidas no local, Jandra Mayandra da Silva Soares, de 36 anos, discutiu com um motociclista, após ele atingir o retrovisor do veículo dela. O desentendimento ocorreu por alguns metros e o suspeito teria disparado três tiros no carro da vítima.

Conforme imagens enviada à reportagem, a vítima teria sido baleada na cabeça. "Equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) foram acionadas ao local", diz a polícia em nota.

quarta-feira, 15 de maio de 2024

Brisanet recebe financiamento do BNDES de R$ 146 milhões para ampliar serviços 5G


O Grupo Brisanet, líder em provimento de serviços de internet e telecomunicações na região Nordeste, recebeu do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, através do Comitê de Crédito e Operações, crédito da ordem de R$ 146,1 milhões, provenientes do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (FUST), no âmbito do Programa BNDES FUST.

Os recursos levantados serão direcionados para a ampliação, aplicação e aperfeiçoamento das redes e serviços de telecomunicações, assim como para a pesquisa e implementação de novas tecnologias de conexão, com foco especial na tecnologia 5G/FWA. Essas iniciativas têm como objetivo a redução das disparidades regionais e o estímulo ao progresso econômico, social e tecnológico.

O projeto inclui 95 torres de telecomunicações e 95 ERBs (Estações Rádio Base) para a expansão da cobertura do Serviço Móvel Pessoal (SMP), através da propagação do sinal 5G, alcançando mais de 200 mil pessoas em 168 localidades de comunidades nas cidades de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú e Maranguape, todas localizadas no estado do Ceará. Além disso, o projeto contempla a instalação de 50.000 modens FWA (Fixed Wireless Access), que permitem fornecer banda larga sem utilização de fios, usando links de rádio entre uma torre de celular e o domicílio do cliente.

Para Roberto Nogueira, CEO da Brisanet, com essa novidade a empresa reafirma o seu compromisso em fornecer acesso à internet de qualidade a todas as localidades, independente da sua localização geográfica. “A inclusão digital sempre foi nosso maior propósito e o principal motivador da ascensão da Brisanet. Há mais de 25 anos, temos investido no Nordeste por enxergar o potencial e as oportunidades que essa região nos oferece. Agora, com o apoio dos recursos do FUST, estamos determinados a ir ainda mais longe, ajudando a levar, com inovação e tecnologia, conectividade onde ela é mais necessária. Este é apenas o primeiro projeto nessa parceria. Contamos com esse relevante apoio do Programa BNDES FUST para continuar e multiplicar esse impacto por todo Nordeste e Centro-Oeste do Brasil”, afirma.

Quase todos os estados brasileiros têm tendência de queda nos casos de dengue


Boletim divulgado nesta terça-feira (14), pelo Ministério da Saúde aponta que não há mais nenhum estado brasileiro com tendência de aumento de casos de dengue. Enquanto Maranhão e Mato Grosso registram tendência de estabilidade de casos da doença, todas as demais unidades da Federação apresentam tendência de queda.

“Nós já vimos que a ordem natural ou o padrão é que, na próxima semana, esses dois estados já entrem em tendência de queda. Entre uma e duas semanas., esse tem sido o padrão dessa epidemia de 2024 no Brasil”, avaliou a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde, Ethel Maciel.

Os números mostram que, atualmente, o país segue com 10 decretos de emergência por dengue nos seguintes estados: Amapá, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. “A tendência é que esses estados revoguem os decretos a partir do momento em que atingirem menos de 300 casos por 100 mil habitantes”.

Há ainda, segundo o boletim, 632 decretos municipais de emergência por dengue em vigência, sendo que a pasta revisa, neste momento, mais de 500 deles. “É uma situação muito diferente do que nós víamos há alguns meses. Estamos agora em outro momento dessa epidemia no Brasil”, completou Ethel. 

“Nossa estimativa é que, a partir do momento em que decretam emergência, eles devem ficar de três a quatro meses com esses decretos [em vigência]”, explicou. “Mesmo com essa tendência de queda da maioria dos estados, continuaremos a repassar [recursos] porque a tendência é que a epidemia, em cada um desses locais, dure de três a quatro meses”.

Mega-Sena não tem ganhador; prêmio acumula e vai a R$ 25 milhões


Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.724 da Mega Sena, sorteadas nesta terça-feira (14), à noite em São Paulo. O prêmio para o próximo concurso, na quinta-feira (16), será de R$ 25 milhões.

Foram sorteadas as dezenas 11 - 21 - 24 - 26 - 42 - 54

A quina teve 28 apostadores e cada um vai receber R$ 49.929,37. Os 1.955 ganhadores da quadra terão o prêmio individual de R$ 1.021,57.

As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. Para apostar pela internet, é preciso fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 5,00.

Principal indutor de chuva no Ceará ganha força e previsão é de precipitações nos próximos dias, diz Inmet


O Ceará deve receber chuvas até a próxima sexta-feira (17), segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). As precipitações atingirão Grande Fortaleza e faixa litorânea do estado.

O motivo das chuvas neste período é por conta da atuação da Zona de Convergência Intertropical, um dos principais sistemas meteorológicos causadores de chuva em parte das regiões Norte e Nordeste. A ZCIT é uma banda de nuvens com ventos que circula todo o globo terrestre na região equatorial.

Entre março e abril a ZCIT atinge a máxima aproximação da costa norte do Brasil, intensificando as chuvas nessa região. Nos primeiros dias de maio, a ZCIT permanece próximo do território do Ceará, ocasionando as chuvas principalmente na faixa litorânea.

Formada a partir da convergência dos ventos alísios (úmidos), aqueles vindos do Nordeste, com origem no Hemisfério Norte, e, também, do sudeste, com origem no Hemisfério Sul, a ZCIT fica posicionada entre, aproximadamente, 14 graus ao Norte e dois graus ao Sul da linha do Equador ao longo de todo o ano. 

Os ventos alísios são úmidos e, constantemente, seguem em direção à região equatorial. Além da convergência dos ventos alísios, as altas temperaturas da superfície do mar também influenciam no posicionamento da ZCIT e na intensidade dela, explica o Inmet.