TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TRE do Ceará disponibiliza nova ferramenta de comunicação com o cidadão

A Ouvidoria do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará já disponibiliza mais uma ferramenta de comunicação entre o cidadão e o tribunal: o aplicativo de mensagens WhatsApp. Direcionando a mensagem ao número (85) 99430-6318, o cidadão pode fazer reclamações e denúncias relativas à violação dos direitos e liberdades fundamentais, ilegalidades ou abuso de poder, mal funcionamento dos serviços judiciários e administrativos do TRE, bem como comunicar irregularidades praticadas pelos gestores públicos, solicitar informações nos termos da Lei de Acesso à Informação, sugerir melhorias e reclamar ou elogiar servidores e serviços prestados pela Instituição.

De acordo com a assessoria de imprensa do TRE, uma vez recebida a “mensagem via WhatsApp”, a equipe da Ouvidoria Regional Eleitoral (ORE) cadastrará a manifestação e os anexos enviados pelo cidadão no sistema SOU. Após o cadastro, o demandante receberá uma mensagem informando o número da ocorrência e os meios para acompanhamento da demanda, o qual pode ser feito por telefone ou no site do TRE-CE (Sistema SOU). O objetivo é oferecer aos cidadãos um resultado efetivo no menor tempo possível.

Papa Francisco condena ações de intolerância contra imigrantes

O papa Francisco apelou hoje (20) para que as pessoas evitem sentimentos negativos, como desconfiança, medo e desprezo em relação aos imigrantes. O pedido foi feito durante audiência com integrantes da Conferência Mundial sobre Xenofobia, Racismo e Nacionalismo Populista no Contexto da Migração Global. Segundo ele, os que exploram os estrangeiros “devem fazer um profundo exame de consciência” porque terão de prestar contas a Deus.

Na audiência, o papa mencionou os ensinamentos do Novo Testamento, que destaca que todos os homens são iguais independentemente de sua etnia e credo religioso. “[Aquele que mantém] sentimentos de desconfiança, medo, desprezo e até ódio contra indivíduos ou grupos considerados diferentes por causa de sua etnia, origem e religião, como tal, não é digno o suficiente para participar plenamente na sociedade.”

O papa ressaltou que esses sentimentos são inspirados pela intolerância, afetando a dignidade das pessoas envolvidas e seus direitos fundamentais. “Infelizmente acontece também na política quando cede à tentação de explorar os medos e as dificuldades de alguns grupos e usar as promessas ilusórias a interesses eleitorais míopes.”

Francisco lembrou que todos estão vinculados ao Criador e que Deus criou o homem à “imagem e semelhança” Dele. Citando as Cartas de São Paulo, o papa defendeu o respeito à dignidade como “unidade fundamental” entre os seres humanos.

“Não há judeu ou grego; não há escravo ou livre; não há homem nem mulher, porque todos [somos] um em Cristo Jesus”, disse o pontífice, citando o Novo Testamento.

(Agência Brasil)

Hoje tem debate: Candidatos à Presidência se enfrentam nesta quinta-feira na TV Aparecida

A TV Aparecida e a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) realizam nesta quinta-feira (20), às 21h30, um debate entre candidatos à Presidência da República nas eleições 2018.

O HuffPost Brasil fará a cobertura em tempo real, com live tweeting. Propostas e embates serão detalhados nas postagens e também na página do HuffPost no Facebook e em textos no site.

Este será o primeiro debate com a presença de Fernando Haddad, enfim oficializado candidato do PT após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter a candidatura barrada.

Também participarão os candidatos Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSol), Henrique Meirelles (MDB) e Marina Silva (Rede).

Patrícia Pillar assume voto em Ciro Gomes e desmente fake news

A atriz Patrícia Pillar abriu seu voto, em sua página no Facebook.

Ela diz que vota em Ciro Gomes para presidente, no que afasta de vez o fake news difundindo nas redes sociais de que apanhava do ex-marido.

Eliomar 

Dólar abre em baixa nesta quinta-feira: cotado a R$ 4,1010

A cotação da moeda norte-americana abriu o pregão de hoje (20) registrando baixa de 0,56%, cotada a R$ 4,1010 para venda, mantendo a tendência do fechamento de ontem (29) quando fechou em R$ 4,12.

O Ibovespa, índice da B3, começou o dia operando em alta de 0,14%, com 78.280 pontos às 10h50min.

As ações da Petrobras iniciaram valorizadas em 0,45%.

(Agência Brasil)

Lia Gomes está otimista e espera reverter o indeferimento de sua candidatura

Incluída na lista de candidaturas indeferidas pelo Tribunal Regional Eleitoral, a médica Lia Ferreira Gomes (PDT), que tenta vaga na Assembleia Legislativa, está otimista. O caso dela diz respeito ao fato de não ter feito a biometria em seu domicílio eleitoral, em Caucaia (RMF).

A situação da pedetista ainda está no TRE, que julgará embargos. Em caso de resultado negativo para a candidata, ela afirma que recorrerá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Advogados de Lia Gomes argumentam que, no processo, há “uma série de erros”. O prazo para biometria em Caucaia haveria se encerrado antes do previsto. Segundo o site do TRE, o último prazo para regularização do título foi 9 de maio de 2018. Outro argumento da candidata é que postulações em situações semelhantes já foram aprovadas em outros Estados.

Eleições 2018 – Mais de 10,6 mil brasileiros votarão em cédula de papel no Exterior

A votação em cédulas de papel ainda é uma realidade para eleitores brasileiros que moram no exterior, mas nem todos. A Justiça Eleitoral informou que 10.698 brasileiros votarão em cédulas em 171 cidades fora do país. O uso das urnas de lona foi opção diante das dificuldades de acesso à energia elétrica e dos embaraços alfandegários para a entrada de equipamentos eletrônicos.

As 64 urnas de lona (quatro delas de reserva) serão enviadas para países da África, do Caribe, da América Central, da América do Sul, bem como para países europeus com poucos brasileiros. O transporte de todas as urnas ficará a cargo do Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Com um total de 2.353 eleitores brasileiros aptos a participar do pleito eleitoral, a cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra é a que tem o maior colégio eleitoral entre as que farão votação manual. Nos locais em que serão utilizadas as urnas de lona, a apuração ficará a cargo das equipes das embaixadas, cabendo ao embaixador o papel de juiz eleitoral. Às equipes de servidores das embaixadas serão oferecidos treinamentos a distância para uso do equipamento.

Dados

No total, segundo a Justiça Eleitoral, 500.727 brasileiros estão aptos para votar em 171 cidades no exterior. O maior colégio eleitoral é Boston, nos Estados Unidos, para onde serão enviadas 46 urnas eletrônicas. Depois, Miami (EUA), com 45 urnas. Os Estados Unidos, Japão e Portugal são os países com maior número de eleitores brasileiros.

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) iniciou o processo de preparação de 680 urnas que serão usadas no exterior durante as eleições presidenciais.

Perfil

De acordo com a Justiça Eleitoral, 58,4% dos eleitores brasileiros no exterior são mulheres, e 41,6% homens. A faixa etária mais predominante é a compreendida entre 35 e 39 anos.

Em relação ao nível de escolaridade, 34,26% dos brasileiros aptos a votar têm nível superior completo; 28,51% têm ensino médio completo; e 13,46% superior incompleto.

(Agência Brasil)

Camilo promete, se reeleito, construir 100 novas creches

Em ritmo de campanha pró-reeleição, nesta manhã de quinta-feira, pelas ruas do bairro Vila Velha, em Fortaleza, o governador Camilo Santana 13 assumiu um compromisso com moradores: construir 100 novas creches em todo o Estado. Em Fortaleza, prometeu, serão 30 novas unidades, dentro do objetivo de zerar a espera por vagas.

“As mães e pais que precisam trabalhar e não têm onde deixar os filhos pequenos precisam desse apoio. Esse é um compromisso que assumo com as famílias cearenses, principalmente as que mais precisam”, afirmou Camilo.

No percurso, Camilo fez pausa para café da manhã na Panificadora Pane Flores: café com bolo.

Eliomar 

Datafolha: em simulações de 2º turno, Ciro Gomes venceria todos os adversários

datafolha
As simulações do Datafolha para segundo turno mostram que Ciro é o único candidato que venceria todos os rivais.

Ele bateria Bolsonaro com 45% das intenções, vantagem de 6 pontos sobre o capitão. Nos outros cenários, Bolsonaro empata com Haddad, Alckmin e Marina.

A rejeição a Bolsonaro continua alta, e a de Haddad cresceu. Segundo a pesquisa, 43% dos eleitores dizem que não votariam de jeito nenhum no capitão e 29% rejeitam o petista.

Os eleitores de Bolsonaro e Haddad são os mais convictos. Apenas um de cada quatro apoiadores dos candidatos admite escolher outro nome.

No conjunto do eleitorado, 40% dizem que podem mudar o voto. Entre eles, 15% indicam Ciro como segunda opção, 13% apontam Marina, 12% optam por Haddad e Alckmin e 11% indicam Bolsonaro.

O instituto entrevistou 8.601 eleitores de 323 municípios na terça (18) e na quarta (19). A margem de erro é de dois pontos percentuais, e o nível de confiança é de 95%.

A pesquisa foi contratada pela Folha de S. Paulo e pela TV Globo e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR-06919/2018.

Ciro diz em entrevista que alterará política de preço da Petrobras

Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira, 19, para a CBN e G1, o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse que se eleito vai mudar a política de preços em vigor hoje na Petrobras, que ele classificou de "perversa".

De acordo com o candidato, a política tem o governo Temer "protegendo a perversão dos acionistas minoritários" ao privilegiar a cotação internacional, em dólar, levando a "alta nos preços do combustível ao consumidor e no preço do botijão de gás para as donas de casa".

Ciro destacou ainda que os preços incluirão os custos lastreados no real, somado aos gastos da estatal e o que ela precisa para investir. "Junto com a Venezuela, o Brasil é a maior reserva de petróleo das Américas. Podemos ser a maior reserva do mundo. Dá pra transformar o Brasil em uma grande sociedade de classe média em poucos anos", avaliou.

Segundo Ciro, uma das propostas é acabar com a importação de combustível. "Temos capacidade ociosa de produção", disse.

MP do Ceará requer na Justiça que Governo e Prefeitura forneçam dietas enterais para pacientes do SUS

A 1ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde Pública, organismo do Ministério Público do Estado, ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o Estado do Ceará e o Município de Fortaleza forneçam dietas enterais para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), sem necessidade de judicialização individual. Segundo a promotora de justiça Ana Cláudia Uchôa, muitos pacientes no Ceará precisam destes suplementos alimentares para garantia da sobrevivência básica e, mesmo com prescrição de médicos e nutricionistas do SUS, os cidadãos só recebem o insumo após decisão judicial.

Consta na ação, que o Estado e o Município não possuem política pública para fornecimento das dietas “apesar de imprescindíveis ao tratamento de enfermos que não podem se alimentar da forma natural ou ao tratamento daqueles que necessitam de dietas hipercalóricas devido à desnutrição ocasionada por tratamentos a que são submetidos”. Com isso, os pacientes recorrem, individualmente, ao MPCE ou à Defensoria Pública para conseguir as dietas enterais. A justificativa dada pelos dois entes públicos é a mesma: ausência de recursos específicos para aquisição das dietas, pois elas não são contempladas no elenco de insumos fornecidos pelo SUS.

O Ministério Público cearense argumenta que, “tal justificativa não pode perseverar, quando se trata do dever do Estado em garantir o mínimo existencial. As dietas enterais possuem custo elevado, não suportável para a maioria da população, pois contêm um mix de diversos nutrientes, muitos deles extraídos de matéria importada. Sendo, portanto, imprescindível a pronta intervenção judicial para que o Poder Público implemente uma política pública para assistência aos pacientes do Sistema Único de Saúde que necessitam fazer uso de dietas enterais”.

O MPCE solicitou a concessão de liminar para ordenar ao Município de Fortaleza e ao Estado do Ceará que adotem providências, em até 90 dias, para implementar um programa de assistência aos pacientes que necessitam de dietas enterais e insumos necessários à administração destas dietas. Para isso, os entes públicos devem cadastrar adequadamente todos os pacientes do SUS que precisam desta suplementação, disponibilizar as dietas, garantir a continuidade do serviço, dentre outros pedidos. A ACP (Nº 0162867-65.2018.8.06.0001) foi ajuizada no dia 12 de setembro e distribuída para a 15ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza.

Dietas enterais – É classificado como dieta enteral domiciliar/ou para paciente institucionalizado: “um conjunto de procedimentos cujo objetivo é manter e/ou recuperar o estado nutricional do paciente, por meio de via oral, sondas ou ostomias, através do fornecimento de energia e nutrientes. A indicação de terapia nutricional enteral domiciliar (TNED) é similar à indicação hospitalar e corresponde àqueles pacientes que não conseguem atingir suas necessidades nutricionais exclusivamente pela via oral, sendo utilizada principalmente em distúrbios de deglutição associados a fraturas, doenças neurológicas, câncer, gastroparesia e síndrome de má absorção, desnutrição e pós-operatório.”

Eliomar

Sem chuvas, Semace reduz de 31 para 11 os trechos de praia monitorados em Fortaleza

O número de amostras coletadas no litoral de Fortaleza para análise de balneabilidade diminuiu, passando de 31 para 11, no dia 14 de maio deste ano. A data coincidiu com o fim da quadra chuvosa, quando são menos frequentes as alterações da condição de banho na orla de Fortaleza, de acordo com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). A mudança está de acordo com o exigido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

“Durante o período de estiagem, existe pouca variação entre alguns pontos. A escolha dos trechos veio de 20 anos de monitoramento realizado pela Semace, quando observamos que quando não chovia certos trechos apresentavam poucas variações”, explica Lincoln David, diretor de Controle e Monitoramento da Superintendência.

O número de pontos de monitoramento será mantido até que um novo período de chuvas indique a necessidade de ampliação. Segundo ele, com a chuva, a água escorre pelas galerias pluviais, deságua no mar e acaba levando lixo despejado inadequadamente nas ruas e esgotos ligados clandestinamente nas galerias. “É preciso que a população preserve a balneabilidade, evitando essas ligações clandestinas”, alerta.

A Semace recomenda que o cidadão evite o banho em dias que o mar esteja apresentando manchas de coloração vermelha, marrom ou azul-esverdeada, mesmo que esse ponto esteja sendo considerado como próprio pelo boletim de balneabilidade. Nesse caso, a autarquia recomenda também que não haja contato com a água, e que seja evitado o consumo de frutos do mar desses locais.

Vergonha em Acopiara: merenda de péssima qualidade é oferecida nas escolas, e o pior: funcionários pressionam a população a não denunciar

A jovem Thasyaney Aquino expôs em sua rede social facebook o descaso que tem a Prefeitura de Acopiara com a merenda escolar, mais precisamente na Escola Padre João Antonio. 

Como se não bastasse tamanho absurdo, chama a atenção na denúncia o fato de funcionários públicos coagirem a população a não mostrar o que se passa no ambiente escolar. A secretária disse não ser função dela consertar o problema, enquanto a diretora escolar está viajando. O caso será levado ao Ministério Público para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas. Vergonha! 

Homem é morto a tiros enquanto é atendido em hospital, na Grande Fortaleza

Um homem foi morto a tiros logo após dar entrada em hospital de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, na noite desta quarta-feira (19).

Segundo agentes da polícia que atenderam a ocorrência, Rodrigo Breno Bandeira de Sousa, de 26 anos, chegou ao Hospital Municipal Abelardo Gadelha reclamando de um ferimento no pé. Tão logo deu entrada na unidade, um homem apareceu e disparou vários tiros contra a vítima, que morreu na mesma hora.

Uma das atendentes do hospital se jogou ao chão, tentando se proteger das balas, e acabou fraturando o braço. Uma enfermeira também foi atingida por um tiro no braço. As duas foram atendidas no próprio hospital e passam bem.

Ainda conforme a polícia, a vítima já respondeu por ato infracional relativo a um assalto praticado ainda adolescente. O responsável pelos tiros permanece foragido.

Homem de 35 anos é morto a bala em Saboeiro (CE)

Agrimar Ferreira da Silva, 35 anos, tombou sem vida na manhã de ontem (19) após ser alvejado com disparos de arma de fogo, na travessa Enéas Braga, saída para o sítio Caldeirões, em Saboeiro (CE). 

O crime foi praticado por dois elementos que estavam numa motocicleta Broz, placa não anotada. A polícia abriu investigação para apurar o caso.

Estudantes cearenses desenvolvem foguete para ser lançado no Rio Grande do Norte

Uma parceria entre estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC) e a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) pretende construir e lançar um foguete, que deve chegar a uma altura de 5 km.

O convênio foi assinado na manhã de terça-feira (18). O projeto vai integrar os alunos de graduação dos cursos de engenharia da UFC e os estudantes dos cursos técnicos em mecânica, automação, mecatrônica e soldagem do Senai Ceará.

Segundo o coordenador do Grupo de Desenvolvimento Aeroespacial (GDAe) da UFC, Claus Franz Wehmann, a intenção é que o foguete esteja pronto em janeiro de 2019 e seja lançado no Centro de Lançamento Barreira do Inferno (CLBI), base da Força Aérea em Parnamirim (RN). O projeto também será levado para o Festival de Minifoguetes em Curitiba, em 2019.

Com confusão no VAR, Cruzeiro perde para Boca na Argentina

Foi com uma grande polêmica que o Boca Juniors venceu o Cruzeiro, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, na Argentina, em duelo válido pela Copa Libertadores. A partida de volta será no dia 4 de outubro, no Mineirão.

Chamou a atenção a utilização do árbitro de vídeo feita pelo árbitro da noite. Em um lance normal, o zagueiro Dedé trombou com o goleiro Andrada. Ninguém do Boca reclamou, o defensor cruzeirense percebeu a situação e rapidamente pediu atenção para que os médicos entrassem em campo. O juiz após alguns minutos decidiu ver o lance novamente e expulsou o defensor cruzeirense.

De todo o resto do jogo, o confronto válido pela ida das quartas de final da Libertadores, teve um Cruzeiro em alguns momentos apático, com pouca força ofensiva e tentando se aplicar taticamente. Já o Boca Juniors fez valer sua força dentro de seu estádio e garantiu o resultado.

PSB vai ao Supremo para evitar cancelamento de títulos sem biometria

O PSB deu entrada, nessa noite de quara-feira, com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar o cancelamento dos títulos de eleitores que não realizaram o cadastramento por biometria em todo o país. Segundo os advogados do partido, cerca de 4 milhões de eleitores não poderão votar nas eleições de outubro porque não cumpriram o prazo de recadastramento.

Segundo a legenda, as resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que disciplinaram o cancelamento do título, como penalidade ao eleitor que não realizou o cadastro biométrico obrigatório dentro do prazo, são inconstitucionais porque resultaram no indevido cerceamento do direito de votar. Na avaliação do partido, “tudo indica que a maioria dos eleitores privados do direito ao voto é de cidadãos humildes” e que não tiveram acesso à informação para cumprir a formalidade.

“Os prováveis mais de 4 milhões de títulos eleitorais cancelados representam a totalidade de eleitores de estados como Goiás e Maranhão. Equivalem à soma do total de eleitores dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Para ilustrar a magnitude do volume de eleitores excluídos das próximas eleições, convém recordar que a diferença de votos entre os candidatos a presidente da República no 2º turno das últimas eleições gerais foi de menos de 3,5 milhões de votos”, argumenta o PSB.

Nas eleições de outubro, o cadastramento biométrico foi obrigatório para eleitores de cerca de 2,8 mil municípios. O objetivo da Justiça Eleitoral com a biometria é prevenir fraudes, já que o cadastro limita a intervenção humana no processo eleitoral.

A expectativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é de que toda a população brasileira esteja cadastrada até 2022. Atualmente, mais de 81 milhões de eleitores já fizeram o cadastro biométrico e 10 estados já completaram o cadastramento de seus eleitores.

De acordo com dados atualizados do TSE, 5,5 milhões de títulos foram cancelados pela falta de recadastro biométrico.

(Agência Brasil)

Mega-Sena pode pagar R$ 17 milhões nesta quinta

O concurso 2.080 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 17 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quinta (20) no município de Oliveira (MG).

Excepcionalmente, serão três concursos nesta semana, como parte da "Mega Semana do Apostador": o primeiro foi na terça; o último será no sábado (22). Normalmente, os sorteios ocorrem às quartas e sábados.

Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades
A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Datafolha: Bolsonaro lidera; Haddad e Ciro estão empatados tecnicamente

Saiu a pesquisa Datafolha sobre o desempenho dos presidenciáveis. Foi divulgada na madrugada desta quinta-feira, 19. Jair Bolsonaro (PSL) cresceu chega aos 28% de preferência, bem como o petista Fernando Haddad (PT), que aparece com 16% das intenções de votos. Mas Ciro Gomes (PDT) está tecnicamente empatado com Haddad na segunda colocação, com 13%.

Confira os números

Jair Bolsonaro (PSL): 28%
Fernando Haddad (PT): 16%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 9%
Marina Silva (Rede): 7%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Vera Lúcia (PSTU): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 12%
Não sabe/não respondeu: 5%

Comparativo com levantamento anterior do instituto, divulgado na terça-feira (11):

Jair Bolsonaro foi de 26% para 28%;
Haddad passou de 13% para 16%;
Ciro se manteve em 13%;
(Haddad e Ciro estão empatados dentro da margem de erro)
Alckmin se manteve com 9%;
Marina foi de 8% para 7%.

O Datafolha também questionou em quais candidatos o entrevistado não votaria no primeiro turno das eleições deste ano.
Neste levantamento, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Confira os resultados da rejeição

Bolsonaro: 43%
Marina: 32%
Haddad: 29%
Alckmin: 24%
Ciro: 22%
Vera: 19%
Cabo Daciolo: 19%
Boulos: 18%
Eymael: 17%
Meirelles: 17%
João Goulart Filho: 15%
Alvaro Dias: 15%
Amoêdo: 15%
Rejeita todos/não votaria em nenhum: 4%
Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%
Não sabe: 5%

Simulações de segundo turno

Bolsonaro 42% x 41% Marina (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)

Ciro 41% x 34% Alckmin (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)

Alckmin 40% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 19%; não sabe: 2%)

Alckmin 39% x 36% Marina (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)

Ciro 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 14%; não sabe: 2%)

Alckmin 39% x 35% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 3%)

Haddad 41% x 41% Bolsonaro (branco/nulo: 15%; não sabe: 2%)

Ciro 45% x 31% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)

Marina 37% x 37% Haddad (branco/nulo: 24%; não sabe: 2%)

Ciro 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

*Foram entrevistad so 8.601 eleitores em 323 cidades nos dias 18 e 19 de setembro. A margem de rro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

*Registro no TSE: BR-06919/2018
Nível de confiança: 95%

*Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo” .

Duplo homicídio em Iguatu. Homem mata ex-esposa e ex-sogra com golpes de faca. Uma delas era natural de Acopiara

A imagem pode conter: 2 pessoas, criança e close-up
O plantão de polícia registrou na madrugada de hoje (20) um duplo homicídio na localidade de Fomento, em Iguatu.

As vítimas foram duas mulheres identificadas como Maria Genaci Pereira, 57 anos, natural de Acopiara e Patricia Vieira da Silva, 34 anos, natural de Iguatu.

Os crimes foram praticados por Irisvan Rodrigues da Silva, conhecido por Maluco. Segundo informações, Irisvan Rodrigues não aceitava o fim do relacionamento e por isso teria matado a ex-esposa e a ex-sogra com golpes de faca.

A polícia está trabalhando no sentido de prender o infrator.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Centrais sindicais anunciam apoio a Ciro Gomes

A Força Sindical, a Confederação dos Sindicatos Brasileiros (CSB), a União Geral dos Trabalhadores (UGT), e a Nova Central Sindical anunciaram na tarde desta quarta-feira, 19, o apoio conjunto ao candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes.

De acordo com um dos assessores da campanha do pedetista, o apoio tem como objetivo fazer frente ao suporte que a Central Única dos Trabalhadores (CUT) dá ao candidato do PT, Fernando Haddad.

A aproximação de Ciro com sindicalistas já vem de longa data, mas foi estreitada pela presença de Antônio Neto na chapa do PDT ao Senado por São Paulo. Neto é presidente licenciado da CSB.

O anúncio do apoio é feito na sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Materiais de São Paulo, entidade ligada à Força Sindical.

“Nós trabalhadores temos a sorte de que pela esquerda há dois candidatos que estão bem. O companheiro Haddad, da CUT, e o Ciro, que tem o nosso apoio. Mas nós não vamos pelo Datafolha ou pelo Ibope. Vamos com Ciro”, afirmou o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna.

Exame Abril 

BC mantém juros básicos em 6,5% ao ano pela quarta vez seguida

Pela quarta vez seguida, o Banco Central (BC) não alterou os juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve hoje (19) a taxa Selic em 6,5% ao ano. A decisão era esperada pelos analistas financeiros.

Com a decisão de hoje, a Selic continua no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018.

Em comunicado, o Copom, que é composto pelo presidente e pelos diretores do BC, informou que o nível de ociosidade da economia contribui para manter a inflação em níveis baixos. O texto, no entanto, ressaltou que poderá subir os juros caso aumentem os riscos de frustração de reformas estruturais que reduzam o déficit nas contas públicas e de instabilidade na economia internacional.

“O Copom reitera que a conjuntura econômica ainda prescreve política monetária estimulativa, ou seja, com taxas de juros abaixo da taxa estrutural. Esse estímulo começará a ser removido gradualmente caso o cenário prospectivo para a inflação no horizonte relevante para a política monetária e/ou seu balanço de riscos apresentem piora”, destacou a nota do Copom.

Em maio, o BC interrompeu uma sequência de quedas da Selic e manteve a taxa em 6,5% ao ano, numa decisão que surpreendeu o mercado financeiro. Na ocasião, o BC alegou que a instabilidade internacional, que se manifestou na valorização do dólar nos últimos meses, influenciou a decisão.

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA acumula 4,19% nos 12 meses terminados em agosto, abaixo do centro da meta de inflação, que é de 4,5%. O índice foi o menor para meses de agosto desde 1998, depois de a inflação ter subido em junho e julho por causa da greve dos caminhoneiros, que provocou escassez de produtos e alta de preços.

Até 2016, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabelecia meta de inflação de 4,5%, com margem de tolerância de 2 pontos, podendo chegar a 6,5%. Para 2017 e 2018, o CMN reduziu a margem de tolerância para 1,5 ponto percentual. A inflação, portanto, não poderá superar 6% neste ano nem ficar abaixo de 3%.

Inflação

No Relatório de Inflação, divulgado no fim de junho pelo Banco Central, a autoridade monetária estima que o IPCA encerrará 2018 em 4,2%. De acordo com o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo BC, a inflação oficial deverá fechar o ano em 4,09%.

Do fim de 2016 ao final de 2017, a inflação começou a diminuir por causa da recessão econômica, da queda do dólar e da supersafra de alimentos. Os índices haviam voltado a cair no início deste ano, afetados pela demora na recuperação da economia, mas voltaram a subir depois da greve dos caminhoneiros, que durou 11 dias e provocou desabastecimento de alguns produtos no mercado.

(Agência Brasil)

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 4,12

A cotação do dólar fechou o pregão de hoje (19) em baixa de 0,43%, cotada a R$ 4,1242 para venda. O Banco Central manteve a política tradicional de swaps cambiais (equivalentes à venda de dólares no mercado futuro), sem leilões extraordinários de venda futura da moeda.

O índice de ações do índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), terminou a sessão desta quarta-feira em leve baixa de 0,19%, com 78.168 pontos, invertendo as últimas três sessões seguidas em alta. As ações da Petrobras acompanharam a queda, terminando o dia em baixa de 1,33%, enquanto os papéis da Vale subiram 1,24%.

(Agência Brasil)

Sergio Moro defende sua competência para julgar ação sobre sítio de Atibaia

O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) manifestação em que defende sua competência para julgar a ação penal no qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu por supostamente ter recebido vantagens indevidas de empreiteiras na reforma de um sítio em Atibaia (SP).

Moro enviou ao Supremo decisão em que negou à defesa de Lula o envio do caso para a Justiça Federal de São Paulo. Os advogados alegam que a investigação não está relacionada a desvios na Petrobras e por isso não deve permanecer em Curitiba.

Na decisão, o magistrado reconhece ainda não ter ficado provado que dinheiro de contratos com a Petrobras foram diretamente utilizados na reforma do sítio, mas disse que essa ligação só poderá ser melhor examinada ao longo do processo, e não ser descartada antecipadamente.

“Se os elementos probatórios citados são suficientes ou não para a vinculação das reformas do sítio a acertos de corrupção em contratos da Petrobras, ainda é uma questão a analisar na ação penal após o fim da instrução e das alegações finais”, escreveu o magistrado.

Moro fez duras críticas à defesa e a Lula. Para ele, em vez de tentar esclarecer os pagamentos das obras, a defesa prefere “apelar para a fantasia da perseguição política”. O juiz escreveu ainda que Lula “ao invés de esclarecer os fatos e os motivos, prefere ele refugiar-se na condição de vítima de imaginária perseguição política”.

Reclamação

O caso chegou ao STF depois que a Segunda Turma decidiu, por maioria, em abril, que trechos sobre o sítio que constam nas colaborações premiadas de ex-executivos da Odebrecht, uma das empreiteiras envolvidas no caso, deveriam ser remetidos para a Justiça Federal de São Paulo, de modo a serem melhor apurados.

Mesmo com a decisão do STF, Moro decidiu dar prosseguimento à ação penal, por entender haver outras provas no processo suficientes para sustentar o caso. A defesa de Lula reclamou ao Supremo. Por duas vezes, o relator da reclamação, ministro Dias Toffoli, negou liminares para que o processo fosse retirado de Moro.

Com a posse de Toffoli, neste mês, como presidente do STF, a reclamação foi encaminhada para a ministra Cármen Lúcia, nova relatora. Ela deverá decidir sobre como proceder para o julgamento do mérito da questão. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu que o caso do sítio em Atibaia (SP) permaneça nas mãos de Moro.

Bradesco, Banco do Brasil e Cielo fazem acordo com Cade na área dos cartões de crédito

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) homologou hoje (19) três Termos de Compromisso de Cessação (TCCs) com a Cielo e seus controladores, o Banco do Brasil e o Bradesco. Os acordos foram celebrados em investigação que apura supostas práticas de discriminação e recusa de contratar, em relação à oferta de serviços bancários e de credenciamento no mercado brasileiro.

Pelos TCCs, serão recolhidos ao todo R$ 33,8 milhões ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDD). O Banco do Brasil e o Bradesco pagarão, respectivamente, R$ 1,9 milhão e R$ 2,2 milhões. A Cielo, por sua vez, terá de arcar com R$ 29,7 milhões. Esta é a maior contribuição nominal já recolhida pelo Cade em TCC envolvendo condutas unilaterais em sede de inquérito administrativo, informou o Cade. Segundo o órgão de defesa econômica, com a celebração do acordo, o procedimento fica suspenso em relação às partes até que o Cade ateste o cumprimento integral do acordo.

O inquérito administrativo foi instaurado em março de 2016. De acordo com apurações iniciais, o Banco do Brasil, Bradesco e Itaú estariam praticando discriminação e recusa de contratar na concessão de operações de crédito, relacionadas a recebíveis de cartões, aos clientes de credenciadoras concorrentes de suas controladas Cielo (BB e Bradesco) e Rede (Itaú).

O Cade explica que a soma de diversas vendas realizadas pelos lojistas na função de crédito forma uma “previsão” de valores a serem recebidos, chamada agenda de recebíveis. A partir desta agenda, é comum que bancos e credenciadoras ofertem uma linha de crédito ao estabelecimento comercial, denominada antecipação de recebíveis (pré-pagamento). Para isso, no entanto, é preciso que a instituição financeira seja capaz de “ler” a agenda de recebíveis da credenciadora com a qual seu cliente realiza as transações.

Segundo a Superintendência-Geral do Cade, indícios apontam que os grandes bancos, em sua maioria controladores de alguma credenciadora, estariam se recusando a “ler” a agenda de recebíveis de pequenas credenciadoras. A ação impõe dificuldades para que os clientes dessas empresas antecipem recebíveis. Por outro lado, as credenciadoras líderes, controladas por esses bancos, estariam dificultando o acesso de suas agendas de recebíveis aos pequenos bancos, também impedindo os clientes desses bancos de receber o pré-pagamento.

No TCC firmado com o Cade, BB e Bradesco se comprometem a manter disponível a leitura de agendas de recebíveis de cartões às credenciadoras participantes do Sistema de Controle de Garantias (SCG).

Após a instauração do inquérito, a superintendência teve conhecimento de outras práticas relacionadas ao mecanismo de trava de domicílio bancário, retaliação e venda casada, discriminação da cobrança de tarifas de trava bancária e contratos de incentivo.

Segundo o Cade, a trava de domicílio bancário é um mecanismo utilizado pelos bancos para reter os recebíveis de um determinado cliente em sua instituição. O uso da trava é importante para que os recebíveis oferecidos em garantia, por um determinado cliente, para a obtenção de uma operação de crédito, sejam creditados naquela instituição financeira enquanto perdurar a trava.

Apesar da justificativa para a existência da trava (impedir o consumidor de migrar o fluxo de recebíveis para outra instituição), a superintendência apurou que é usual no mercado a prática da “trava de relacionamento” pelos bancos. A trava de relacionamento é utilizada para manter o consumidor na instituição bancária, mesmo que não haja qualquer operação de crédito ativa que justifique o seu uso.

Com a homologação do TCC, BB e Bradesco se obrigam a formalizar a contratação da trava apenas em operações de crédito cujos recebíveis de cartões tenham sido dados em garantia (no caso do BB, presencialmente ou via canais de autoatendimento disponibilizados pelo banco; no caso do Bradesco, em documento escrito com disposições específicas).

Segundo a apuração do Cade, Cielo e Rede estão impondo custos de rescisão elevados para manter os clientes. Por meio do TCC, a Cielo se compromete a adotar prazo de até 24 meses, sem renovação automática, salvo no caso de o estabelecimento comercial optar pela renovação automática e/ou por prazo superior, entre outros pontos.

Itaú e Rede

Em julho deste ano, o Tribunal do Cade também homologou TCC com o Itaú Unibanco e sua controlada Redecard no mesmo inquérito administrativo. À época, ambas se comprometeram a recolher R$ 21 milhões ao FDD.

(Agência Brasil)

PGR insiste, em parecer ao STF, para que Cunha continue no xilindró

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, insistiu, em manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF), que o ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha continue preso preventivamente em Curitiba, onde se encontra desde outubro de 2016.

Para Dodge, a prisão ainda é justificada para impedir que Cunha volte a delinquir. “Imaginar que uma vida criminosa, como a do paciente, será interrompida por mágica é algo muito pueril. Não é isso que a realidade demonstra”, escreveu em parecer encaminhado ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo.

“Pelo contrário, apenas a amarga, mas concretamente necessária, medida cautelar de prisão preventiva terá o condão de preservar a ordem pública, impedindo que o paciente, em liberdade, retome sua bem-sucedida carreira criminosa”, afirmou Raquel Dodge.

Em agosto, ela já havia usado argumentos similares ao recorrer de um habeas corpus concedido a Cunha pelo ministro Marco Aurélio Mello, em outro processo, no qual o ex-deputado é investigado por desvios na construção da Arena das Dunas, sede da Copa do Mundo de 2014 em Natal (RN).

Mesmo com o habeas corpus concedido por Marco Aurélio, Cunha permanece preso por pesar contra ele outros três decretos de prisão preventiva expedidos no âmbito da Operação Lava Jato.

(Agência Brasil)

Carro-forte é atacado no município de Saboeiro

Um carro-forte da empresa Prosegur foi atacado na tarde desta quarta-feira, 19, na CE-284, município de Saboeiro.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil (PCCE) foram acionadas para atender a ocorrência.

Houve confronto à bala entre vigilantes e bandidos.

“Nem a pau, Juvenal!, diz Ciro sobre possível apoio a Fernando Haddad no 2º turno

“O Brasil não suporta mais um presidente fraco que tenha de consultar o seu mentor. Foi assim com a Dilma, uma pessoa honrada, mas sem experiência e maturidade política, eleita na popularidade do Lula e que, na hora da crise, nomeou Lula ministro. Se apertar, o Haddad vai fazer o quê? Ir para Curitiba?”, disse Ciro Gomes, candidato a presidente da República pelo PDT, em sabatina, nesta quarta-feira, promovida pela Rádio O POVO/CBN e do Portal G1.

Haddad disse na sabatina do UOL em parceria com a Folha e o SBT que, caso eleito, manterá visitas a Lula na prisão. “Considero ele um grande conselheiro e terá [em um eventual governo] um papel destacado em aconselhamento”, disse. “Jamais dispensaria a experiência do presidente Lula. Ele será meu interlocutor permanente, é uma pessoa que admiro profundamente e vítima de uma injustiça será reparada o quanto antes”, completou.

Perguntado na sabatina desta quarta-feira (19) se pensa em apoiar Haddad em um eventual segundo turno entre o petista e Bolsonaro, Ciro disse que ainda não pensa neste cenário. “Nem a pau, Juvenal! Eu ser vice dele [Fernando Haddad]? Em nenhuma circunstância… O Haddad aceitou desenvolver um papel que eu considero que o diminui profundamente. Esse papel foi oferecido a mim, esse é um fato real. O Lula – via Dilma Rousseff, via Roberto Requião, via Gleisi Hoffmann– me cercou por todos os lados para eu aceitar ser o vice dele de araque”, disse.

Desde que foi oficializado como candidato do PT, em 11 de setembro, Haddad subiu de 8% para 19% nas intenções de votos segundo pesquisa Ibope divulgada na última terça-feira (18). Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 28% e Ciro aparece em terceiro com 11%.

TIM promove troca gratuita de chips 3G para 4G em Fortaleza

Dona da maior cobertura 4G do Brasil, a operadora TIM, segundo sua assessoria de imprensa, vem reforçando a importância da troca de chips 3G para 4G nos últimos meses em diversos estados do Nordeste, promovendo a troca gratuita dos dispositivos. Atualmente, quase metade da base de clientes da TIM no Ceará, ainda não trafega na rede 4G, apesar da ampla disponibilidade da tecnologia no estado.

A ação de troca continua a circular na capital cearense e desta vez chega à loja TIM do North Shopping, aberta no último dia 14 em formato de atendimento digital. Os consumidores que ainda não aderiram à rede de quarta geração da operadora, poderão trocar os antigos dispositivos gratuitamente até o dia 27 deste mês.

“Apesar da consolidação da rede de quarta geração no Brasil, ainda existem mitos sobre o uso da tecnologia, como a cobrança de um valor adicional. Estamos trabalhando no esclarecimento de informações acerca do 4G, pois queremos que nossos clientes usufruam de melhorias como maior velocidade de navegação e disponibilidade de sinal, além de ligações em alta definição através do VoLTE (Voice over LTE). Tudo isso pelo mesmo preço da oferta que o cliente já possui.” garante Juliana Marcolini, gerente de Marketing da TIM Nordeste.

Eliomar

Governo lança programa de crédito para hospitais filantrópicos

Uma resolução do Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), publicada no Diário Oficial da União de hoje (19), aprova o programa de crédito destinado a entidades hospitalares filantrópicas e sem fins lucrativos participantes do Sistema Único de Saúde (SUS).

A medida tem, entre outros objetivos, o de possibilitar operações de crédito para a reestruturação financeira, financiamento de construções, ampliação ou reforma de instalações, aquisição de equipamentos, bens de consumo duráveis e de tecnologia de informação

As taxas de juros a serem cobradas, por meio da linha de crédito, que conta com recursos do FGTS, será de 8,66% ao ano.

O acompanhamento da execução do programa de crédito ficará a cargo do Ministério da Saúde, bem como a tarefa de subsidiar o Conselho Curador com estudos técnicos necessários ao seu aprimoramento operacional e definir as metas a serem alcançadas.

(Agência Brasil)

Nasce Dom, filho de Wesley Safadão e Thyane Dantas

Nasceu na noite dessa terça-feira, 18, Dom, o filho mais novo de Wesley Safadão e Thyane Dantas. O cantor, que também é pai de Ysis, de 4 anos, e Yhudy, de 7 anos, acompanhou o parto da esposa, em uma maternidade de Fortaleza. Dom veio ao mundo pesando aproximadamente 3,8kg e medindo 51 centímetros.

“Meu coração está transbordando de tanto amor. Estamos realizados com a chegada de Dom. É mais uma benção que chega em nossas vidas para trazer cada vez mais felicidade à nossa família. É uma honra receber de Deus mais essa missão, que é cuidar e educar nosso Dom com todo o amor e dedicação”, afirmou Thyane.

Fortaleza ganha mais um voo para a Europa

Fortaleza ganhará um novo voo para a Europa, até o fim de outubro. Por enquanto, a Secretaria do Turismo do Estado evita detalhes.

Falando nisso, estava ontem, em São Paulo, na Equipotel, a maior feira do ramo de equipamentos para o setor da hotelaria, o titular da Setur, Arialdo Pinho.

Ele não tem dúvidas de que esse e as outras frequências que estão vindo para a Capital cearense são resultado não só de incentivos fiscais, mas da chegada principalmente da alemã Fraport, gestora do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Eliomar 

Dólar abre em alta de 0,52% cotado a R$ 4,1637

A cotação da moeda norte-americana abriu em alta de 0,52%, cotada a R$ 4,1637 para venda, depois de encerrar ontem (18) cotada a R$ 4,1422.

O Ibovespa, índice da B3, abriu o pregão da manhã em baixa de 0,53%, com 77.895 pontos, depois de encerrar ontem (18) em alta de 2%.

(Agência Brasil)

Desembargador do TJCE é punido pelo CNJ por venda de sentenças

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) condenou na esfera administrativa o desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) Carlos Rodrigues Feitosa à aposentadoria compulsória pela acusação de venda de sentenças em plantões judiciários. A decisão foi tomada nesta terça-feira (18), durante o julgamento do Processo Administrativo Disciplinar (PAD).

O magistrado vinha sendo investigado pelo CNJ desde 2015, quando a Corregedoria Nacional de Justiça iniciou a apuração que apontou o envolvimento do desembargador com esquema de venda de liminares por meio de troca de aplicativos de mensagens. A investigação é decorrente da operação "Expresso 150", deflagrada pela Polícia Federal, que investigou a participação de juízes e advogados em esquema de venda de habeas corpus para criminosos.

O desembargador foi condenado por unanimidade pelo Plenário do CNJ. Com isso, ele fica afastado das funções judiciais, mas continuará recebendo a remuneração do cargo. Carlos Feitosa ainda é investigado na esfera penal pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) sob acusação de venda de sentenças.

Na decisão, o conselheiro-relator do processo, Luciano Frota, afirmou que os fatos demonstraram "clara violação dos deveres da magistratura".

“A conduta do desembargador é incompatível com a honra, o decoro, a ética que devem nortear a judicatura. As provas não deixam dúvidas e impõem a pena de aposentadoria compulsória por violação aos deveres do magistrado”, afirmou Frota, em citação do artigo 35 da Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman).

G1

TRE-CE indefere 110 candidaturas

Passado o último dia para substituições e julgamentos de candidaturas (última segunda-feira, 17), foram indeferidos 110 registros. Do total, conforme o TRE-CE, 86 já tiveram recursos julgados. Outros 24 nomes ainda podem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre os nomes que não podem mais recorrer, aparece Lia Ferreira Gomes (PDT), indeferida por não ter realizado biometria e ter tido o título de eleitor cancelado.

Outro nome é Domingos Filho, por ocupar cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), mesmo que em situação de disponibilidade. Ele deve apoiar a esposa, a ex-prefeita de Tauá Patrícia Aguiar (PSD).

O candidato ao Palácio da Abolição, Mikaelton Carantino (PCO) também teve registro indeferido, além de cinco correligionários. Carantino afirmou que seu recurso já está no TSE. Outra sigla, o PTC, chamou atenção pelo número de indeferimentos: 45.

O POVO 

Ciro Gomes: Traficantes propuseram acordo com Governo do Ceará para reduzir homicídios

O candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou, durante sabatina promovida pela Rádio O POVO/CBN nesta manhã de quarta-feira, que pessoas ligadas a facções criminosas que comandam o tráfico no Ceará propuseram um acordo com o Governo do Estado. Segundo ele, os criminosos solicitaram que o Governo “fechasse os olhos” para o tráfico de drogas e, em troca, fariam com que os números de homicídios diminuíssem no Estado. No entanto, o governador Camilo Santana (PT) não teria aceitado, afirmou o postulante pedetista.

Para Ciro, isso explica o porquê do número de assassinatos no Ceará ser tão alto. De janeiro a junho de 2018, foram 2.380 pessoas mortas no Estado, de acordo com dados da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Ciro afirmou que já houve esse tipo de acordo entre governo e traficantes para a diminuição da taxa de homicídios no estado de São Paulo.

Especialistas em Segurança Pública afirmam que um acordo entre facções já aconteceu em 2016 no Ceará e foi responsável pela queda das mortes violentas em presídios e comunidades. Em 2017, o pacto organizado pelos traficantes teria sido quebrado, o que justificaria o aumento no número de assassinatos.

Ainda sobre o tráfico de drogas no País, Ciro Gomes alegou na sabatina que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) teria pedido a soltura para 14 “barões do narcotráfico”. Os suspeitos teriam sido presos pelo Governo do Ceará.

Supremo absolve Renan Calheiros do crime de peculato

Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem (18) absolver o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e rejeitar denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo crime de peculato, que consiste no desvio de dinheiro público.

De acordo com a denúncia, recebida pelo STF em dezembro de 2016, Renan foi acusado de desviar recursos da verba indenizatória de seu gabinete para pagar pensão alimentícia de uma filha que teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso.

Segundo a PGR, o suposto desvio teria ocorrido por meio da simulação do aluguel de carros, com a apresentação de notas fiscais fraudulentas. O caso foi revelado em 2007, quando Renan teve de renunciar à presidência do Senado.

Ao julgar o caso, o colegiado seguiu o voto do relator, ministro Edson Fachin, pela absolvição de Renan. Segundo o ministro, a PGR somente indicou indícios e não conseguiu provar, durante o andamento da ação penal, que houve o desvio de recursos da verba indenizatória e a falta da prestação do serviço de locação.

"Não há como taxar de ilícita a conduta do denunciado apenas pelo fato de ter adimplido a obrigação contratual com a entrega de dinheiro em espécie, ainda que, tal forma não fosse e não é corriqueira em situações análogas”, disse Fachin.

O entendimento pela absolvição foi seguido pelos ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Cármen Lúcia não participou da sessão.

Em seu voto, Mendes disse que a PGR demorou seis anos para fazer a denúncia e não conseguiu provar as acusações. "A mim me parece cabalmente provado que de fato o contrato existiu, que o serviço foi prestado. É estranho alguém tirar recursos para pagar dessa forma, em dinheiro? Eu pago alguns empregados meus com dinheiro, retiro da minha conta".

Durante o julgamento, o subprocurador da República Juliano Baiocchi, representante do Ministério Público Federal (MPF), defendeu a condenação do senador por entender que Renan cometeu o crime de peculato. Segundo Baiocchi, o parlamentar não apresentou extratos bancários para comprovar pagamento das despesas pessoais. "Imponderável aquela frequência de pagamentos de R$ 6,4 mil durante 14 meses para justificar renda que, coincidentemente, era a que ele precisava para as despesas da pensão alimentícia", disse.

O advogado Luiz Henrique Machado, representante de Renan, disse que a denúncia do Ministério Público foi vazia e afirmou que os serviços de locação de veículos foram prestados pela empresa Costa Dourada e pagos com a verba indenizatória a que os parlamentares têm direito para despesas com a atividade parlamentar.

"Eu não venho aqui pedir a absolvição do senador Renan Calheiros por insuficiência de provas, mas venho pedir pela atipicidade da conduta. O que prestou foi altamente regular, efetuou o pagamento, de acordo com amplas provas, produzidas neste processo", disse o advogado.

Suspeitas sobre as urnas são “descoladas da realidade”, diz Rosa Weber

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, afirmou que acusações de falta de segurança nas urnas eletrônicas são “descoladas da realidade”. A ministra falou com jornalistas antes da sessão da Primeira Turma da Corte. As declarações foram divulgadas na página oficial do TSE.

“As pessoas são livres para expressar a própria opinião. Mas, quando essa opinião é desconectada da realidade, nós temos que buscar os dados da realidade. Para mim, as urnas são absolutamente confiáveis”, afirmou.

Em vídeo, o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) denunciou suposta possibilidade de fraude na votação de outubro com voto eletrônico por falta de comprovante impresso em tordas as urnas. O voto eletrônico seria, nas palavras dele, “o caminho para o poder” do PT. Bolsonaro, contudo, não apresentou indícios ou fatos para endossar a afirmação.

A presidente do TSE destacou que a legislação eleitoral permite a representantes de candidaturas participar de processos de fiscalização como as auditagens. Contudo, Rosa Weber lembrou que, em geral, representantes das candidaturas não comparecem nesses momentos. “Ninguém vai lá para ver. Me parece que há uma confiança”, comentou.

A ministra citou como exemplo o pleito de 2014. Após o resultado que terminou com a vitória de Dilma Rousseff (PT), o partido de seu adversário, o PSDB de Aécio Neves, levantou a possibilidade de fraude. Após um exame de cerca de um ano, não foi constatada qualquer alteração externa ou problema no sistema de votação.

As urnas eletrônicas são utilizadas desde 1996 no Brasil. O país foi pioneiro na adoção deste tipo de tecnologia, segundo o TSE.

Código-fonte
O Tribunal também negou hoje em nota que tenha repassado o código-fonte das urnas eletrônicas para qualquer empresa, nacional ou estrangeira.

Conforme o comunicado da Corte, em razão da Lei 13.488, de 2017, (a chamada Minirreforma Eleitoral) foi necessário ajustar os sistemas para a impressão dos votos. Por isso, o Tribunal publicou o Edital 106/2017, que teve como objetivo assegurar a implantação dos módulos impressores.

"Em momento algum do documento, está prevista a entrega dos códigos das urnas, especialmente os módulos criptográficos, que são os responsáveis por garantir a identidade e a segurança do processo eleitoral", pontuou o texto. Mas, segue o informe, haveria apenas o repasse de parte do sistema operacional Linux, que é de código aberto e conhecimento público.

"Vale ressaltar que a Smartmatic, empresa referida, foi desclassificada do processo licitatório por não atender a requisitos técnicos estabelecidos no edital. Dessa forma, a Justiça Eleitoral não manteve nenhum tipo de relacionamento com a empresa em questão no que se refere a esse objeto", complementou a nota.

Agência Nacional do Petróleo interdita 19 postos de combustíveis no Ceará

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou 19 postos de combustíveis depois de realizar a fiscalização do 1º semestre de 2018. No Ceará, a ANP fez 259 ações de fiscalização, além de fazer 118 autos de infração. O estado cearense é o sexto do Brasil que mais recebeu interdições e o quarto do Nordeste.

Ações de fiscalização
A maior parte das ações de fiscalização foi realizada em revendedores de combustíveis, seguidos dos revendedores de GLP e distribuidores de combustíveis. Também foram fiscalizados agentes de todos os segmentos regulados pela ANP, como transportador-revendedor-retalhista (TRR), ponto de abastecimento, revendedor e distribuidor de combustíveis de aviação, produtor de etanol etc.

A Região Nordeste foi a que mais registrou infrações somando 830. Seguido pela Região Sudeste com 776 infrações, Centro-Oeste (403), Região Sul (250) e Norte (180). No Brasil, de janeiro a junho, a agência realizou 9.912 ações de fiscalização, somando 2.439 autos de infração, 324 autos de interdição e 106 autos de apreensão.

Neymar grava vídeo apoiando Romário para o governo do Rio

Neymar gravou um vídeo de apoio a Romário, candidato ao governo do Rio de Janeiro. Diz o jogador do PSG na propaganda:

— Fala, Romário. Estou aqui para falar que eu te apoio. Você e todos que estão contigo.

Em outro momento do vídeo, Neymar menciona o seu carinho pela cidade do Rio — embora Romário seja candidato ao governo:

— Espero que você possa melhorar muito o Rio de Janeiro, que eu sou um frequentador e amo muito essa cidade.

Ibope indica que, se não houver fato novo, Alckmin e Marina estão fora

A menos que aconteça uma reviravolta ou alguém tenha uma carta na manga que não esta mostrando para fazer suspense (e, em se tratando do roteirista insano da sitcom chamada ''Brasil'', isso não pode ser descartado), a pesquisa Ibope, divulgada na noite desta terça (18), afasta Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede) de suas pretensões presidenciais.

Com 7% e 6%, respectivamente, estão em curva descendente, perdendo votos. Apesar do recall de eleições passadas, a ex-senadora conta com um exíguo tempo de rádio e TV e não possui uma aliança partidária que lhe garanta estrutura de campanha. O mesmo não pode ser dito do ex-governador, que detém 44% de todo espaço de propaganda eleitoral, providenciado por um amplo arco de alianças e, mesmo assim, não engrenou. Todo o seu latifúndio eletrônico perdeu força com a superexposição jornalística recebida por Bolsonaro após o (odioso) atentado, que também fez com que as peças negativas contra o ex-capitão fossem suspensas.

A transferência de votos de Lula para Fernando Haddad fez com que o ex-prefeito saltasse de 8%, em 11/9, para 19% em uma semana. A partir de agora, seu crescimento será usado pelo candidato do PSL para tentar chamar para si o voto útil antipetista. No período, Bolsonaro oscilou de 26% para 28%.

Ciro Gomes está em terceiro lugar, com surpreendentes 11%, tentando convencer o eleitorado da centro-direita à centro-esquerda que a polarização entre os dois primeiros colocados será negativa ao país. A tarefa de Ciro não é fácil: trazer votos de Alckmin e Marina e tirar parte dos que iriam para Haddad. É o equivalente a ter duas missões simultâneas no War, o famoso jogo de tabuleiro: ''Destruir os exércitos vermelhos'' e ''Conquistar na totalidade a Ásia e a América do Sul''.

Ele está tecnicamente empatado com Bolsonaro, dentro da margem de erro de dois pontos (40% a 39%), nas simulações de segundo turno. Alckmin e Bolsonaro contam com a mesma intenção de voto (38%). O ex-capitão venceria Marina por 41% a 36%, segundo o Ibope.

Bolsonaro e Haddad aparecem empatados em uma simulação de segundo turno, com 40%. Mas, considerando os índices de rejeição, o petista apresenta uma ligeira vantagem: ele conta com 29% (estava em 23%, a curva é ascendente à medida em que os eleitores perceberem que Lula é Haddad e Haddad é Lula). Bolsonaro ostenta 42% – um ponto a mais que a pesquisa anterior.

Isso sem contar que, se a polarização desidratar os demais candidatos, tudo pode se resolver até 7 de outubro.

Mas, se isso acontecer, é bem provável que o Brasil não se resolva tão cedo.

Uol

Ibope – Bolsonaro lidera com 28%, Haddad fica com 19% e vem em segundo e Ciro aparece com 11%

O Jornal Nacional divulgou, nesta noite de terça-feira, a mais recente pesquisa do Ibope, que ouviu, de domingo até esta terça, 2.506 votantes. A pesquisa foi registrada junto ao TSE por O Globo e Estadão. Se a eleição fosse hoje, a briga ficará entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Confira os números

Bolsonaro – 28

Haddad – 19

Ciro – 11

Alckmin – 7

Marina – 6

Álvaro Dias – 2

Meirelles – 2

Cabo Daciolo – 1

Brancos/Nulos – 14

Não souberam/Não opinaram – 7

*Vera Lúcia, João Goulart, Eymael e Boulos não pontuaram.

REJEIÇÃO

Bolsonaro – 42

Haddad – 29

Marina – 26

Alckmin – 20

Ciro – 19

Meirelles – 12

Cabo Daciolo – 11

Eymael – 11

Boulos – 10

Álvaro Dias – 10

Vera Lúcia – 9

Amoedo – 9

João Goulart Filho – 8

Vota em todos – 2

Não soube/não opinou – 9

SEGUNDO TURNO

Ciro – 40

Bolsonaro – 39
...
Bolsonaro – 38

Alckmin – 38
...
Bolsonaro – 41

Marina – 36
...
Bolsonaro – 40

Haddad – 40

Blog do Eliomar