quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Réu em 5 processos, Lula diz que "se necessário" será candidato outra vez

11.jan.2017 - Lula chega em evento do MST (29º Encontro Estadual do MST na Bahia) em Salvador
Apesar de não ter sido lançado oficialmente como pré-candidato do PT à Presidência da República nas eleições de 2018, lideranças do partido e do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que participam nesta quarta-feira (11) do 29º Encontro Estadual do MST, em Salvador (BA), afirmaram que Lula é "candidato permanente".

O próprio Lula disse que "se for necessário" vai ser candidato outra vez. "Se preparem, por que se for necessário, vou ser candidato outra vez. Não para disputar, mas para ganhar. E recuperar a autoestima desse país, a economia, a credibilidade", disse.

Ele afirmou ainda que vai percorrer o Brasil para recuperar a imagem do PT. "Eu não vou desonrar minha mãe, pois ela me ensinou a nunca pegar nada de ninguém. Eu ando de cabeça erguida", acrescentou.

Durante o evento, que acontece no Parque de Exposições Agropecuárias, na capital baiana o presidente nacional do MST, João Pedro Stédile, afirmou que ter Lula como candidato à presidência é a vontade do "povo brasileiro". "Aqui está o contingente de militantes que há 30 anos lutam para ver a terra dividida. Nós não precisamos desse evento para lançar o Lula presidente, porque ele é o candidato permanente do povo pobre brasileiro", afirmou.

Folha
Postar um comentário