TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Em recuperação após tragédia no CT do Flamengo, cearenses devem retornar a Fortaleza

Cinco dias após a tragédia do Ninho do Urubu, centro de treinamento (CT) do Flamengo, que vitimou dez jovens colegas de time, os cearenses Dyogo Alves, 15, e Cauan Gomes, 14, ainda se recuperam dos ferimentos provocados pelo incêndio. Sem correr risco de morte, os dois devem retornar a Fortaleza em breve para visitar familiares e amigos, antes de retomarem o sonho de se tornarem jogadores profissionais no clube carioca.

O atacante Cauan Gomes recebeu alta ontem, após ter inalado fumaça no incêndio. O jovem está hospedado em hotel no Rio de Janeiro, junto a familiares. Segundo o pai dele, John Emanuel, 36, o filho segue tomando medicamentos.

"Vamos esperar mais um pouco antes de voltar para casa. Ele vai para Fortaleza passar um tempo lá e depois volta (ao Rio). Vai continuar as atividades (no futebol)", afirmou o pai de Cauan.

O goleiro Dyogo Alves, que além de ter inalado fumaça queimou as duas mãos, continua internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e seu estado de saúde é estável. O pai do adolescente, Francisco José, 52, acredita que o filho possa ser liberado até amanhã. O jogador das categorias de base do Flamengo ainda respira com ajuda de aparelhos.

"Ele está melhorando a cada dia", explica. "O encontro com ele foi excelente, emocionante. Ver meu filho vivo foi uma emoção sem tamanho. Ele falou pra mim que pensou que ia morrer com a quantidade de fogo e fumaça no alojamento dele", completou Francisco, que encontrou o filho pela primeira vez após a tragédia na noite de sexta-feira.

Dependendo a recuperação do filho, a ideia é que o goleiro possa retornar para Fortaleza até o fim de semana, segundo o pai. Apesar da tragédia, Francisco ressalta que o goleiro deve seguir a carreira e o sonho de se tornar profissional no Flamengo.

"A família vai apoiar qualquer decisão. Pelo que conheço do Dyogo, ele vai continuar a carreira no Flamengo."

De acordo com Francisco, o clube carioca tem prestado toda assistência possível. "O Flamengo nos passou que ele pode passar o tempo que quiser (em Fortaleza). Agora, na realidade, não vai demorar muito para ele querer voltar aos treinos", disse o pai do garoto".

Nenhum comentário: