TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Ataque a subestação de energia marca 21º dia de ataques no Ceará

Uma explosão numa subestação de energia da Enel no Bairro Vila Pery marcou 21º dia seguido de ações criminosas contra prédios e veículos que prestam serviços públicos no Ceará. Outros dois casos também foram registrados durante a noite desta segunda-feira (21). Criminosos incendiaram um caminhão de lixo no Bairro Papicu e a sala de uma creche no Bairro Jurema, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, elavando o número de ataques para 228.

A subestação de energia da empresa Enel, localizada na Rua Leblon Maia com Rua Cônego de Castro, foi atacada por criminosos por volta de 2h. A polícia não soube informar os estragos ocasionados pela explosão.

Outro ataque registrado durante a madrugada foi o incêndio em uma escola municipal de Quixadá. Uma sala de aula ficou parcialmente destruída. Segundo o vigilante do local, seis homens chegaram em três motocicletas, jogaram combustível em uma das salas, atearam fogo e fugiram.

Em Caucaia, o incêndio atingiu a creche localizada na Rua Alaíde Mateus por volta de 23h da segunda-feira. Testemunhas contaram que o os suspeitos tentaram incendiar o prédio inteiro, mas apenas uma das salas, onde funcionava o almoxarifado, foi atingida.

A Creche Maria Corina Arruda atende crianças com idade a partir de 1 ano. Na sala incendiada estavam guardados materiais escolares que iam ser usados pelas crianças neste ano letivo. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para o local e as chamas foram controladas.

O primeiro ataque da noite foi registrado em Fortaleza. No bairro Papicu, criminosos incendiaram um caminhão de lixo na Rua Valdetário Mota.

A reportagem apurou que, enquanto profissionais de uma empresa privada, contratada pela Etufor, estavam colhendo lixo da rua, três homens armados abordaram e renderam os garis. Eles apontaram a arma para a cabeça de um dos trabalhadores, perguntando se o veículo era do Governo do Estado. Em seguida, atearam fogo e fugiram em um carro que dava apoio.

Após o ataque, a Polícia Militar prendeu dois homens e uma mulher.

Prisões e apreensões
Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 228 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 48 dos 184 municípios cearenses.A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 404 pessoas foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.

O Governo disponibilizou um número de WhatsApp para o qual as pessoas podem enviar informações, áudios, fotos e vídeos que levem à captura de criminosos. O número é (85) 98969.0182. As denúncias também podem ser feitas por meio do telefone 181, o Disque-Denúncia.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: