TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 8 de março de 2018

Para Ciro, eleição presidencial será decidida entre ele e Geraldo Alckmin no segundo turno

ciro
Pré-candidato do PDT à Presidência da República, o ex-ministro Ciro Gomes disse duvidar da possível candidatura à reeleição do presidente Michel Temer e acredita que o segundo turno das eleições presidências deste ano será disputado entre ele e o tucano Geraldo Alckmin.

Sobre a possibilidade de Temer tentar voltar ao Planalto em 2019, Ciro ironizou: "Eu duvido bastante por indigência eleitoral aguda", disse o ex-ministro. Entre os possíveis candidatos, Temer é o que tem atualmente o maior índice de rejeição e menos de dois dígitos de aprovação popular de seu governo.

Ciro, no entanto, também aparece com menos de dois dígitos nas pesquisas de intenção de voto, mas ainda assim segue na frente do emedebista. Após participar de reunião da bancada na liderança do PDT na Câmara, Ciro disse que além dele, há outros quatro candidatos com chances de crescimento nas pesquisas sem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva: o tucano Geraldo Alckmin, o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ), os três no mesmo campo, e a de Marina Silva (Rede), disputando o mesmo eleitorado com ele. "Parece que a disputa será entre nós (grupo de Ciro) e Alckmin", previu.

Em um afago público a Lula, Ciro disse que o petista segue na frente das pesquisas por merecimento, que Lula é o único a liderar uma candidatura hegemônica e que ele não deixará de ser ouvido em qualquer circunstância. O ex-ministro fez questão de dizer que sempre esteve próximo de Lula nos últimos.

"Faz 16 anos que ajudo Lula, melhor que qualquer retórica é o testemunho de vida", disse. "Se isso não falar por si, é porque há muita intriga tentando desfazer uma realidade de vida", completou. O PDT lançará a pré-candidatura de Ciro nesta quinta-feira (8) em evento na sede do partido.

DN Online

Nenhum comentário: