TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Primeiro dia do ano registra nascimento de 386 mil bebês; Unicef alerta para riscos

Recém-nascido de apenas 1 dia de idade, em Cobán, na Guatemala
O primeiro dia de 2018 deverá registrar o nascimento de cerca de 386 mil bebês em todo o mundo, de acordo com o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que fornece assistência humanitária a crianças.

A Ilha do Natal, em Kiribati, no Pacífico, deve testemunhar o nascimento do primeiro bebê de 2018. Na Índia, país com maior registro de nascimentos programados para 1º de janeiro, 69 mil crianças deverão nascer nesta segunda-feira.

A agência, entretanto, faz um alerta para um problema que não aparece nesses números: a alta mortalidade de recém-nascidos. No mundo, em todos os dias de 2016, cerca de 2.600 crianças morreram nas primeiras 24 horas após o nascimento, sendo que aproximadamente 80% dessas mortes poderiam ter sido prevenidas com um atendimento médico adequado.

O Brasil, em tese, seria o décimo país a registrar o maior número de bebês nascidos no mundo em 1º de janeiro --7.900--, mas a estimativa é prejudicada devido à alta taxa de realização de partos cesarianos. Isso porque as cesárias são normalmente agendadas e é improvável que os nascimentos sejam marcados para o primeiro dia do ano.

Segundo os dados do Unicef, o Brasil é campeão mundial de cesárias: 56% de todos os partos (rede pública e privada) são feitos com esse procedimento cirúrgico, enquanto no mundo a média é de 18%.

Uol

Nenhum comentário: