sábado, 30 de setembro de 2017

Minha Acopiara (um poema de Moreira de Acopiara, nos 96 anos dessa cidade)

A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco e show

Acopiara querida,
Gigantesca, inquebrantável.
Aurora da minha vida,
Meu pedestal memorável.
Amiga superiora,
Infalível, sedutora
Que embeleza os meus sonhares.
Como são bons os descansos
Sentindo teus ventos mansos
À sombra fresca dos lares!

Adoro teu sol dourado
Se pondo silencioso,
Rompendo teu céu pintado
Com um vinil misterioso.
Que lindo escutar as aves
Com seus gorjeios suaves
Embelezando os quintais...
Isso, pra mim, são canções
Que trazem recordações
Dos meus tempos aurorais.

Até o Onipotente
Vendo tão grande beleza
Vem contemplar do nascente
A tua delicadeza,
Todas as praças, as ruas,
A mais bonita das luas,
Os filhos hospitaleiros,
Seus caminhos, seus destinos,
Orgulho dos nordestinos
E inveja dos brasileiros.

Nos horários matutinos
Com teus céus opalizados
Os teus inúmeros meninos
Andam por todos os lados.
De noite veem-se casais
Devagar, andando em paz,
Num clima bom de alegria.
E no rumo do nascente
A camada transparente
Que se desprende macia.

Outra camada de lã
Percorre as vegetações,
Que passam toda a manhã
Em constantes mutações.
Em seguida um manto enorme
Protege o povo que dorme
O sono dos elegantes.
E a brisa invade a cidade
Como a chorar a saudade
Dos filhos que estão distantes.

Acopiara, o meu poema
É como o sangue das veias
Do terreno onde Iracema
Caminhou sobre as areias.
Que bom pisar nas calçadas
Das avenidas ornadas
Com rosas, com bogaris,
Sempre-vivas, violetas,
Colibris e borboletas,
E os alegres bem-te-vis!

Foste a fonte do sucesso
Dos meus pais e meus avós.
Por isso, ó cidade, peço
Proteção pra todos nós,
Porque já sei que teus brilhos
Hão de guiar os meus filhos
Para o rumo da grandeza.
Com tua força imponente
Tu serás eternamente
Fonte de amor e beleza.

E te peço mil perdões
Em todas as minhas preces,
Pois poemas e canções
Sem fim eu sei que mereces.
Eu posso te dar apenas
Essas palavras amenas
Tiradas do coração
Para te dizer sorrindo:
Tu és o quadro mais lindo
Da nossa linda nação.

Um comentário:

Raposinha Gamer disse...

Grande poeta Acopiarense, grande poeta nordestino, muito bom o poema.
Aqui vai o meu mine verso;
Acopiara cidade pequena
Menina morena do meu coração
Tenho saudades de ti
Tenho saudades do teu sertão.