terça-feira, 6 de junho de 2017

Temer pede, e Fachin dá até sexta para presidente responder à PF

O presidente Michel Temer pediu mais prazo para responder a questionamentos da PF
A poucos minutos de terminar o prazo para o presidente da República, Michel Temer (PMDB), responder às 82 perguntas feitas pela Polícia Federal, a defesa do presidente pediu, em petição enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), mais prazo para as respostas.

O ministro Edson Fachin, relator do caso na Corte, deu prazo até às 17h de sexta-feira (9) para o envio das respostas.

Segundo a petição assinada pelos advogados Antônio Mariz de Oliveira e Jorge Urbani Salomão, "o sr. Presidente da República considera que estará habilitado para a análise e para a deliberação sobre as questões ofertadas até o final da presente semana (dias 9 ou 10)."

Os questionamentos foram entregues nesta segunda (5) pela PF às 16h30 aos advogados de Temer, que tinham um prazo de 24 horas para devolvê-los, de acordo com a corporação. O prazo vencia às 16h30 desta terça.

Uol
Postar um comentário