TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

Rádio Nova FM - 104,9

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Artigo - Acopiara, 100 anos...100-20 anos...

100 anos de história sem nada a comemorar! O curioso é que um dos poucos símbolos da história de Acopiara era a Estação Ferroviária e por incrível que pareça, aquele equipamento foi demolido este ano pela atual gestão municipal. É bom lembrar que o prédio da RFSSA era um patrimônio da sociedade acopiarense através de tombamento realizado em 2012 pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico Nacional.

Sem querer me aprofundar no assunto até porque não sou técnico, um prédio quando é tombado, seja ele federal, estadual ou municipal, sua estrutura não pode ser alterada, sendo permitida apenas algumas melhorias de conservação.

O que aconteceu pode ser considerado um dos maiores golpes à memória dos acopiarenses. “É um equívoco jogar por terra a história deste equipamento, principalmente a minha história que vinha para Acopiara a bordo de um trem há 50 anos atrás. Na época me hospedava do hotel do seu Pedroca”.

O prédio que ora está sendo construído no local é apenas uma réplica da antiga estação, ou seja, a história está descendo de água abaixo.

Como o atual prefeito é conhecido por não concluir obras, cabe nos fazer algumas indagações para uma profunda reflexão dos senhores acopiareses. Será que o gestor concluirá essa obra? Ou será mais uma que ficará lembrada através de outdoors ou placas como tantas outras?

Chega de oba, oba e propaganda enganosa. O povo não aguenta mais essa situação.

Para refrescar a memória de nossa gente vamos enumerar algumas que foram iniciadas pelo atual gestor e não concluídas ao longo de seus cinco mandatos.

·       Adutora do Trussu/Acopiara (grande desperdício de recursos públicos e falta de água por muitos anos).

·       Matadouro Público; (há cinco anos a população consome carne de moita)

·       Galpão dos Feirantes; (iniciado há 12 anos, estrutura em ruínas)

·       CRAS ao lado da torre da rádio Vale do Quincoê;

·       Fim do lixão; (propaganda enganosa através de outdoors

·       Creche da Nova Acopiara;

·       Reforma e ampliação do estádio Uchoão;

·       2 mil casas populares;

·       Ginásios poliesportivos dos Moreira e ao lado da Delegacia;

·       Distrito Industrial, etc, etc, etc...

Diante de tais situações, cabe uma metáfora: “o prefeito de Acopiara é igual ao pássaro pardal. É tão inoperante que pega o ninho feito pelos outros para criar seus filhotes”.

Exemplos: fatiou o CSU para não arcar com compra de novos terrenos e, desta forma, não permitindo o crescimento da cidade.

E tem mais: os prédios que foram construídos nas suas gestões foram com recursos oriundos dos governos Federal ou do Estado.

A sede do BPRaio é outro exemplo, além de tantos PSF’s, como o da Rodoviário e Vila Esperança. Em relação a UBS da vila Esperança, na época, a obra foi construída dentro de um matadouro junto ao abate de animais.

Só para exemplificar a falta de amor do atual gestor para com o município de Acopiara, até o “Ícone” colocado na Marechal Deodoro, simbolizando a Terra do Lavrador, o senhor prefeito fez questão de modificar a sua estrutura colocando no local algo que não tem nada a ver com a nossa história.

Na área da educação, não conheço uma escola de importância ou hospital construído por esse prefeito ao longo de 20 anos de mandato.

“Não venham me dizer que o IFCE – Instituto Federal do Ceará foi obra dele. Lembro-me bem que, na época, conversando com amigos da mesma instituição em Iguatu, eles me indagavam: será que Acopiara vai perder a oportunidade de ganhar uma grande escola técnica federal, simplesmente porque o senhor prefeito não compra um terreno para viabilizar a construção do equipamento”? O terreno era a única contrapartida do município e por falta de compromisso com sua terra perdeu a escola em duas oportunidades.

Lembro-me que na administração referente ao período de 2013/2016, foi feita uma renegociação com o governo federal objetivando trazer de volta a escola. A partir daí, um terreno foi adquirido, lançado a pedra fundamental e em seguida o início da obra (participei desse ato).

Por pouco o município não perdeu um equipamento que mudaria para sempre a realidade educacional da cidade.

Outro fato semelhante está relacionado com a Escola Técnica do distrito de São Paulinho. O atual gestor perdeu o equipamento por falta da doação de um terreno, sendo necessário a gestão posterior, conseguir uma área de terra para viabilizar a edificação. Na época, o terreno foi doado pelo agropecuarista de saudosa memória, Jacinto Florentino. Vale lembrar que esta escola seria construída em Trussu, porém como o gestor da época não conseguiu adquirir a área de terra pretendida, a escola foi levada para São Paulinho.

E a famosa Areninha, porque a mesma não foi construída ainda?

É bom que a população saiba que a obra da Areninha não saiu do papel por falta da doação de uma área de terra. É mais uma que já deveria está servindo a juventude do município através da prática esportiva.

Para explicar a manchete deste texto, deixo claro para os acopiarenses, que durante os 100 anos de história do nosso município, o gestor que aí estar administrou Acopiara por cinco mandatos o que equivale a 20 anos de administração. “É o único gestor da nossa Terra que não conseguiu deixar uma marca de governo. Por isso afirmo, não temos nada a comemorar vindo do cidadão que hoje administra a Terra do Lavrador”. Mesmo assim, parabéns Acopiara pelos seus 100 anos de história menos 20.

Autor: Raimundo Carlos de Abrantes

Nenhum comentário: