TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

terça-feira, 2 de junho de 2020

Bares e restaurantes tentam antecipar abertura do setor no Ceará

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-CE) está negociando com o Governo do Estado a reabertura antecipada das atividades do setor. A proposta é que os estabelecimentos funcionam em horário comercial, com 50% da capacidade.

O plano apresentado pelo governador Camilo Santana prevê que o setor só deva retomar as atividades na segunda fase, em 22 de junho. O presidente da Abrasel-CE, Randolfe Trindade, justifica que os trabalhadores que vão voltar ao trabalho na primeira fase da retomada, prevista para o dia 8, dependem dos restaurantes para se alimentar.

“A partir do dia 8, vamos ter mais ou menos 200 mil novos trabalhadores de escritórios, indústrias nas ruas e esses trabalhadores vão ter de comer em algum lugar”, justifica Trindade.

Para Rodolphe, outros Estados que retornaram às atividades anteriormente devem servir de exemplo para o Ceará. “A experiência que nós tivemos de outras seccionais da Abrasel, as ruas ficaram cheias de ambulantes e houve superlotação supermercados e padarias, como ocorreu em Belo Horizonte e Porto Alegre, onde os restaurantes não entraram na primeira fase de abertura”, argumenta.

Outros segmentos que, segundo o representante da Abrasel-CE, dependem dos restaurantes são as lojas de shopping. “O trabalhador precisa almoçar nesse horário e não pode ficar 14 dias sem ter onde se alimentar com segurança e higiene. (...) Uma parte dos shoppings vai voltar e, com as praças de alimentação fechadas, esse pessoal vai almoçar onde?”.

A Abrasel-CE defende que o funcionamento no horário de almoço seja das 11h às 16h ou 17h, com 50% das mesas disponíveis. Trindade avalia que o horário prolongado ajudará manter a ocupação baixa enquanto atende o máximo de clientes possível.

Outro fator apontado por ele é que a antecipação da reabertura de restaurantes irá ajudar o setor a se adaptar às mudanças necessárias e às novas demandas dos clientes. “Temos que dar segurança ao nosso frequentador, para que ele se acostume de novo a nos visitar”, pontua o presidente da Abrasel-CE.

Nenhum comentário: