TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sexta-feira, 6 de março de 2020

Em apenas dois meses, Ceará já igualou quantidade de mortes por raios registradas em todo o ano passado

No ano passado, o Ceará foi o estado do Nordeste com maior número de mortes ocasionadas por descargas atmosféricas. Foram oito acidentes registrados e quatro óbitos, segundo levantamento da Associação Brasileira de Conscientização Para os Perigos da Eletricidade (Abracopel). A atenção, no entanto, precisa ser redobrada. Apenas nos dois primeiros meses deste ano, já foram registrados pelo menos cinco acidentes e quatro óbitos decorrentes de raios.

O último incidente, ocorrido por volta das 8 horas do dia 15 de fevereiro, por pouco não se transformou em tragédia. Renato Alves, de 40 anos, foi atingido por uma descarga atmosférica na zona rural de Juazeiro do Norte, no Cariri. O agricultor sofreu queimaduras em 30% do corpo. “Eu estava num barraquinho protegido por uma coberta de lona que tinha na roça e, quando coloquei a cabeça para o lado de fora, eu recebi a descarga”, lembra.

Nenhum comentário: