TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

'Vai apodrecer na cadeia', afirma avó de criança morta por mãe e padrasto

O assassinato de Maria Esther Farias Campelo, a menina de um ano e dez meses que foi encontrada morta em um matagal na cidade de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza, gerou revolta e indignação principalmente para os familiares da vítima. A avó dela, Raimunda Farias, disse na manhã desta quinta-feira (22) que a filha deve pagar pela morte da criança. “Eu quero que ela pague. Por mim ela vai apodrecer na cadeia e eu não vou nem lá. Vai morrer lá”, afirmou.

Ana Cristina Farias Campelo e Franciel Lopes de Macedo, respectivamente mãe e padrasto de Maria Esther, foram presos na quarta-feira (21), suspeitos de assassinar a criança e forjar o desaparecimento da menina para ocultar o crime.

A avó da criança esteve nesta manhã na Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para reconhecer o corpo de Maria Esther. Inconformada desde que o caso foi esclarecido, Raimunda disse que, logo depois do desaparecimento da criança, começou a suspeitar de Franciel, mas nunca imaginou que Ana Cristina poderia matar a própria filha. O pai biológico da criança não mantém contato com a família e não se manifestou sobre o crime.

Antes de o crime ser descoberto, o casal registrou um boletim de ocorrência na terça-feira (20), informando que a criança havia sido raptada. A polícia questionou a versão após depoimentos da irmã de Franciel e de Raimunda, que afirmaram ter ouvido o choro da menina na madrugada de terça e visto o casal saindo com a criança enrolada em um lençol.

Nenhum comentário: