TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 7 de maio de 2019

Azul vai voar de Fortaleza para Juazeiro do Norte

A Azul Linhas Aéreas vai disponibilizar trecho Fortaleza-Juazeiro do Norte em junho e julho para atender a demanda das festas juninas e da alta estação. No próximo mês, serão quatro frequências semanais (segundas-feiras, quartas-feiras, quintas-feiras e sextas-feiras). Em julho, será apenas uma vez, mas a frequência pode aumentar, dependendo da demanda. Os voos serão realizados em aeronave A320 e as vendas já se iniciaram ontem. A informação foi confirmada pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur).

O bilhete por trecho custa cerca de R$ 700. Em junho, o voo sairá 1h20min da Capital chegando 2h25min. O retorno decola 5h e pousa em Fortaleza 6h5min. A partir de 1° de julho, decola 15h15min e pousa 16h20min em Juazeiro do Norte. Retorna às 17 horas e decola de volta às 18h05min.

Para o dia 1° de junho, a passagem de ida está à venda por R$ 712,88 (sem bagagem). A tarifa para o retorno no dia 3 (segunda-feira) é de R$ 707,69 (sem bagagem).

Desde o dia 18 de abril, após a Avianca Brasil, que está em recuperação judicial, cancelar quatro voos para Juazeiro do Norte, que a Prefeitura do município e a Setur negociam com outras companhias aéreas. Isso porque, de acordo com o Executivo municipal, a situação não prejudica apenas Juazeiro Norte, mas todo o Cariri. Logo depois, na última quinta-feira, 2, a empresa anunciou o encerramento das atividades em Fortaleza.

Outra companhia que já se manifestou foi a Gol Linhas Aéreas. Ela também deve realizar voos que interligam Fortaleza e Juazeiro do Norte. O vice-presidente Comercial e de Marketing da aérea, Eduardo Bernardes, anunciou na última sexta-feira, 3, pelo menos quatro voos por semana, no evento de comemoração de um ano do hub Air France-KLM/Gol no Ceará. Estão previstas ainda mais três rotas para outros estados, completando sete voos.

Uma delas seria feita pela própria Gol interligando o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes com o de Guarulhos (SP). À época, o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, informou que a Azul também deve colocar mais uma frequência para São Paulo e a Latam incrementar uma para Brasília.

Mas, o início das operações da Gol dependem da liberação do Boeing 737 Max pelas autoridades internacionais. Acontece que a fabricante da aeronave revelou ontem que sabia de falha no equipamento um ano antes de tragédia com um avião da Ethiopian Airlaines, em março deste ano, que causou a morte de 157 pessoas e marcou a saída da aeronave de operação no mundo. Com isso, a previsão de retorno do 737 fica mais distante. Por enquanto, em nota, a empresa afirma que está trabalhando na atualização do software de alerta aos pilotos para que as autoridades aéreas permitam que os modelos possam voar novamente.

Outro impedimento para a companhia aérea é que, segundo Arilado disse na última sexta-feira, não há espaço para que mais de uma empresa realize a rota Fortaleza-Juazeiro do Norte.

Nenhum comentário: