TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Camilo anuncia operação tapa-buraco para rodovias estaduais

O governador Camilo Santana anunciou investimento de R$ 150 milhões para recuperar as rodovias cearenses que foram danificadas pelas chuvas em 2019. Ao todo, o intitulado Programa Emergencial de Recuperação deverá abranger uma extensão de 1.754 km de estradas, dividida em 64 trechos, com início das obras marcado para depois da quadra chuvosa. As informações foram divulgadas, ontem, 16, pelo governador Camilo Santana, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

De acordo com o chefe do Executivo, o planejamento do programa foi elaborado em parceria com o Departamento Estadual de Rodovias (DER). No estudo, foram avaliadas as condições atuais das estradas que sofreram com as fortes chuvas no Estado, bem como a melhor forma de realização dos reparos necessários para cada uma das vias.

”Muita chuva traz fartura, produção no campo e sorriso para nossas famílias cearenses. Mas também acaba trazendo alguns prejuízos, e um deles são os danos às estradas. Rompimentos, buracos, desgaste. Por isso solicitei que o DER fizesse um relatório das estradas que precisariam de uma intervenção imediata do Estado. Recebi o relatório ontem (segunda-feira), e quero anunciar que estou destinando R$ 150 milhões para, assim que terminarem as chuvas, fazermos uma maratona geral para recuperar as estradas que foram danificadas no Ceará”, explicou o governador.

Entre as estradas a serem recuperadas, o governo cita trechos das CE-040 e CE-453 (Aquiraz), que compreendem 9,21 km; da CE-060, entre Aracoiaba e Baturité, em 8,2 km de extensão; e mais 47 km da Camocim-Chaval. “Todas as rodovias estão especificadas e cada uma terá o seu valor de investimento”, garantiu Camilo.

O governo ainda destaca que alguns dos 64 trechos já possuem contratos em curso para a recuperação funcional de estradas, dentro do Ceará de Ponta a Ponta, Programa de Logística e Estradas do Governo do Ceará. Outros precisarão de processo licitatório.

Nenhum comentário: