TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 26 de março de 2019

Ceará entre os três estados com mais fibra ótica e melhor velocidade

Um documento da Agência Nacional de Telecomunicações, divulgado ontem (25), destaca o bom desempenho do Ceará no segmento de banda larga. Segundo o relatório, o Estado possui 85,9% dos municípios com cobertura de fibra ótica em 2018. Além disso, a velocidade média contratada (Mbps) é a terceira maior do País (27,23Mbps), no terceiro trimestre do ano passado, perdendo apenas para São Paulo (30,39Mbps) e Distrito Federal (27,61Mbps).

De acordo com o presidente da Teleco, Eduardo Tude, diversos fatores foram responsáveis por estes resultados satisfatórios do Ceará. "Na realidade quem está puxando o desenvolvimento da fibra ótica no Estado são os provedores de pequeno porte que são os regionais. Os incentivos que o Governo tem dado também tiveram um papel muito forte nesse desenvolvimento, seja com o anel de fibra ótica, seja com a redução do ICMS para esses provedores menores", explica.

Tude afirma que a chegada de diversos cabos submarinos ao Estado também contribuíram para a expansão da rede de fibra ótica. "Existe ainda o componente que é a chegada dos cabos submarinos em Fortaleza que ajudaram no desenvolvimento desse ecossistema. Isso tem levado ao crescimento de cidades com fibra ótica que o relatório da Anatel aponta". O presidente da Teleco atenta que para a velocidade subir não basta ter fibra ótica no município.

"É preciso que ele esteja ligado ao backbone de internet com fibra ótica porque muitas vezes você tem um município que foi fibrado, mas você ainda chega com rádio lá e é por isso que a velocidade fica tão baixa. Então o fato de Fortaleza ter as conexões de fibra com os cabos submarinos e de existir um anel ótico permite aos provedores aumentarem essas velocidades".

Backbone, na linguagem das telecomunicações, significa a 'espinha dorsal'. Este termo é utilizado para identificar a rede principal pela qual os dados dos clientes de internet passam. Esta rede também é a responsável por enviar e receber dados entre as cidades brasileiras ou para outros países. Para Tude, a disponibilidade de fibra diminui os preços de conexão.

"Se você não tem uma conexão de fibra que chegue na cidade você vai pagar mais caro por essa conexão. Então a falta de fibra encarece o preço por bit. Essa infraestrutura possibilita velocidades maiores a preços mais baixos".

O presidente da Teleco ainda destaca que, tanto o Ceará quanto o Brasil, estão numa fase de crescimento dessa rede de fibra. "Porque não basta ter uma rede que chega na cidade. Você tem que a expandir para mais domicílios. Nós vivemos no Brasil essa fase de expansão da fibra ótica em alguns lugares mais avançados como no Ceará. Do ponto de vista de telecomunicações como um todo é a banda larga que está em crescimento acelerado através das redes de fibra", acrescenta.

No País

O documento da Anatel ainda relata o crescimento significativo do mercado nos últimos anos no País, todavia com uma redução no ritmo de aumento, 1% ao trimestre já há alguns anos. O crescimento anual médio de acessos de banda larga fixa no Brasil (12,8%) é quase o mesmo ritmo do resto do mundo (13%).

O market share das Prestadoras de Pequeno Porte (PPP) no Brasil é bastante significativo, chegando a 26,45% em 2018, e com tendência de crescimento. O Brasil tem uma considerável quantidade de PPP, chegando a 9.486 em 2018. A maior parte dos municípios (78,2%) possui cinco ou mais prestadoras ofertando o serviço de banda larga fixa na localidade.

Foi constatado também que a tecnologia para conexão em cabos metálicos está em gradual declínio. Já a fibra ótica está em forte ritmo de crescimento, chegando a 18,5% em 2018 (com 5,74 milhões de acessos).

Satisfação

O grau de satisfação dos consumidores com os serviços de banda larga fixa no Ceará obteve a segunda maior nota do País (6,98). De acordo com a Anatel, as informações levam em consideração os serviços das prestadoras nos segmentos de telefonia móvel pré-paga e pós-paga, banda larga fixa e TV por assinatura.

Pelo segundo ano seguido, a operadora Brisanet tem a melhor avaliação no quesito de banda larga fixa no Ceará. A nota de 2018 (7,88) é 8,8% maior na comparação com 2017 (7,24). Tude diz que a Brisanet é uma empresa mais próxima dos consumidores.

Conduta: código em 6 meses

Prestadoras de serviços de telecomunicações e comunicação assumiram ontem (25), em reunião com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o compromisso de apresentarem, conjuntamente, no prazo de seis meses, um Código de Conduta para Ofertas de Serviços de Telecomunicações por meio de Telemarketing, com iniciativas e ações a serem implementadas para o uso do telemarketing, de modo a refinar os modelos de abordagem aos consumidores, ajustando horários, frequência de ligações e outros itens do relacionamento. Para a elaboração desse código, as prestadoras se pautarão, em especial, pelos princípios gerais do Código de Defesa do Consumidor e pela Lei Geral de Proteção de Dados, que entrará em vigor em 2020. O objetivo é inibir possível prática abusiva e invasiva das ferramentas de telemarketing no setor de telecomunicações.

Nenhum comentário: