TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Legislativo outorga títulos de cidadão iguatuense a 11 personalidades

O título de Cidadão Iguatuense foi outorgado a 11 homenageados em solenidade na quinta-feira, 05, na Câmara Municipal de Iguatu (CMI). A outorga é entregue a pessoas que se destacaram ao longo dos anos pelos relevantes serviços prestados na sua área ao município. A ocasião contou com a participação de familiares, empresários, políticos e convidados.

Para o líder da base de situação, Rubenildo Cadeira (PRB), o sentimento de gratidão pertence à Casa devido aos homenageados terem escolhidos Iguatu para viverem. “Eles escolheram Iguatu e nos deram em troca o esforço nos seguimentos em que atuam dando desenvolvimento e boa convivência”, disse.

Vice-presidente do legislativo, Diego Felipe (PHS), ressaltou cada história dos agraciados que, segundo ele, se estabeleceram e contribuíram para o crescimento local. “Todos são merecedores do nosso respeito. Nós, que no momento fazemos o poder legislativo, fomos brindados com belas histórias de vida e superação. O momento traduz a responsabilidade da câmara municipal de reconhecer oficialmente essas pessoas”, citou.

Grande número

Essa foi a segunda solenidade de outorga de título de cidadão iguatuense nesse ano de 2018. O legislativo entrará em recesso parlamentar no próximo dia 17. Até lá mais três sessões devem ocorrer com intuito de limpar a pauta prevista para o semestre.

Mário Rodrigues (PDT) justificou o grande número de agraciados com a comenda. “Muitos questionam o porquê de tantas homenagens. Iguatu é uma cidade polo de uma região muito populosa. Aqui recebemos gente que finca raízes e deixa o seu legado de grande significância e que constantemente deve ser reconhecida com essa importante lembrança”, pontuou.

Francisco Duarte, policial militar há 17 anos, ex-atleta de futebol e futsal, atua há nove anos como instrutor do PROERD (Programa Educacional de Resistencia às Drogas e a Violência) formando mais de 15 mil alunos. O sargento da PM afirma que o combate à violência usando a educação é sua maior batalha diária. “Tento combater as drogas e violência com essa ferramenta chamada educação. Essa luta me rendeu esse reconhecimento que anima a seguir em frente. Já me sentia iguatuense, mas agora sou de direito”, afirmou o também bacharel em direito.

Natural de Acopiara, Margarida Marleuda Gonçalves, atual diretora operacional do Hospital Regional de Iguatu, foi uma das homenageadas. Ela citou a responsabilidade da titulação que agora a obriga, conforme ela, a participação nas decisões de uma sociedade. “A atitude de reconhecer e homenagear é um ato de desprendimento e profunda de demonstração. E nada na vida é mais gratificante que o reconhecimento dos serviços prestados”, discursou.

Homenageados e proponentes

Alan Gutierri Brasiliano de Souza (Ronald Bezerra), Antônio Soares Ferreira (Marconi Filho), Damião Eduardo de Oliveira (Rômulo Fernandes), Francisco Duarte da Silva Jr (Vicente Reinaldo), José Pereira do Nascimento (Marciano Lopes), Manoel de Souza Ciríaco (Eudisvan Silva), Margarida Marleuda Gonçalves (Pedro Lavor), Maria das Vitórias da Silva (Antônio Baixinho), Pastor Edson Henrique da Costa (Rubenildo Cadeira), Paulo Sérgio de Pinho Ferreira (Louro da Barra) e Tayanna Batista Vieira Teixeira (Diego Felipe).

Diário Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: