TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Vereador acusado de envolvimento na morte de Marielle é estreante na Câmara

Empresário da área de construção civil, novato na política, pouco conhecido até dos próprios colegas da Câmara e eleito com forte votação na zona oeste do Rio, um tradicional reduto das milícias. Esse é o vereador Marcello Siciliano, de 45 anos – acusado por uma testemunha de ser o mandante do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL). Ele nega.

Siciliano foi eleito com 13.553 votos, a maioria proveniente da Barra da Tijuca e de Santa Cruz, zona oeste. Nega que a Favela Cidade de Deus, citada no depoimento da testemunha como área de interesse do parlamentar, seja seu reduto eleitoral.

No site da Câmara, um vídeo apresenta Siciliano. Ele conta, sem disfarçar o orgulho, que teria sido indicado ao Nobel da Paz em 2010 por suas ações sociais em Vargem Grande e Vargem Pequena, zona oeste, onde mora há mais de 20 anos. No vídeo, se apresenta como “pai de família, com cinco filhos e três netos”. Atuou no ramo da construção civil, chegando a ser dono de uma empresa. “Faço política para ajudar as pessoas, não preciso disso para viver.”

Jovem Pan 

Nenhum comentário: