quinta-feira, 18 de maio de 2017

Após denúncias envolvendo Temer e Aécio, FHC fala em renúncia

Sem citar diretamente Temer nem Aécio, o ex-presidente disse que 'os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia'
Em seu primeiro pronunciamento após as denúncias contra o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pediu "gestos de renúncia" em caso de não esclarecimento das suspeitas. A mensagem, publicada em seu perfil no Facebook no início da tarde desta quinta-feira (18), fala que "os atingidos por elas têm o dever de se explicar e oferecer à opinião pública suas versões".

"Se as alegações de defesa não forem convincentes, e não basta argumentar são necessárias evidências, os implicados terão o dever moral de facilitar a solução, ainda que com gestos de renúncia. O país tem pressa. Não para salvar alguém ou estancar investigações", escreveu FHC sem citar nomes.

Para o ex-presidente, "a solução para a grave crise atual deve dar-se no absoluto respeito à Constituição".
Postar um comentário