TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Na pandemia, mulheres perderam mil empregos no Ceará, enquanto homens ganharam 10 mil vagas

As mulheres ganharam mais um lugar indesejável no ranking de penalizações sociais ao acumularem mais demissões do que os homens durante a pandemia, em 2020. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia revelam um saldo positivo de 10.063 postos de trabalho para homens de março a dezembro do ano passado, no Ceará, enquanto as mulheres perderam 1.054 empregos no mesmo período.

O analista de mercado de trabalho do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Erle Mesquita, frisa que, historicamente, mulheres estão em igual patamar a segmentos populacionais como pessoas com deficiência, com idade avançada ou egressos do sistema penal quando se trata de dificuldades no mercado de trabalho.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: