TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Com avanço da Covid-19, Estado anuncia nova ampliação de leitos e renova decreto de calamidade

Com 81,17% dos leitos de terapia intensiva (UTIs) destinados a pacientes com Covid-19 ocupados atualmente e os casos e óbitos pela doença aumentando dia após dia, o Governo do Ceará decidiu, na noite dessa terça-feira (2), endurecer medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Além da renovação do decreto de calamidade pública por mais seis meses, haverá um aumento da capacidade de assistência dos hospitais públicos a infectados graves. Serão 100 leitos de UTI a mais só no Hospital Leonardo da Vinci, de acordo com o secretário estadual da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, dr. Cabeto.

"Acompanhamos as solicitações de internação hora a hora", assegurou o gestor. Segundo ele, em até dois meses, contando com as estruturas disponíveis hoje, o Estado pretende ter, ao todo, 900 leitos exclusivos para tratar infectados graves - 700 só em Fortaleza. "Temos, também, um número aumentado de internações de crianças", alertou, sem detalhar em números a gravidade desse aumento, mas cogitando ter relação com variantes do vírus. "Pode, sim, estar havendo uma mudança no comportamento do vírus e, talvez, na gravidade".

Além de mudanças no horário de funcionamento de serviços não essenciais e incremento no número de leitos ativos de UTI, o governador Camilo Santana (PT) anunciou em transmissão ao vivo na noite de ontem (2) que vai solicitar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) controle do fluxo de passageiros no aeroporto da Capital. "Não temos autonomia pra isso, mas queremos exigir o exame negativo, pra que pessoas que cheguem a Fortaleza não tragam esse vírus de outros locais", disse o governador.

DN

Nenhum comentário: