TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Morre secretária-executiva da Secretaria da Educação do Ceará nesta quarta-feira (9)

A secretária-executiva de Planejamento e Gestão Interna da Secretaria da Educação do Ceará (Seduc), Rita de Cássia Tavares Colares, morreu nesta quarta-feira (9), em Fortaleza. Segundo uma familiar, Rita faleceu por infarto repentino, à 1h da manhã, aos 51 anos. O velório iniciou às 9h desta manhã, enquanto a missa ocorrerá às 15h. O enterro será realizado no Parque da Paz, às 16h30.

Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (UFC), atuava também na gestão interna da secretaria da educação básica do Ceará. Através de manifestações nas redes sociais, conhecidos e amigos lamentam sua morte. Em posicionamento no Instagram, o governador Camilo Santana destacou o trabalho de Rita Colares.

“Recebi com muita tristeza a notícia. Rita era uma entusiasta e grande lutadora pela educação do nosso Ceará. Uma enorme perda. Minha solidariedade aos familiares e amigos”, diz Camilo.

A vice-governadora do Estado, Izolda Cela, também se posicionou com a notícia inesperada de Rita, agradecendo por seu trabalho e desejando paz para ela e à família. “Nosso time sofre uma perda irreparável! Querida Rita Colares partiu sem aviso prévio. Anos de competente trabalho, dedicação à causa, lealdade às pessoas, seriedade no trato da administração pública, amizade”.

A secretária de educação, Eliana Estrela, declara seu pesar pela morte da amiga. “Sou grata a Deus por ter conhecido e convivido com Rita Colares. Uma grande amiga, exemplo de mulher, mãe, profissional. Admirável por tantas qualidades, especialmente, a lealdade, ética e confiança”, pontua.

O Conselho Estadual de Educação (CEE) também ressaltou o trabalho prestado pela profissional à educação cearense e solidarizou com a família e amigos da secretária-executiva.

Na semana passada, Rita se reuniu a direção do Sindicato Apeoc, representante da categoria dos professores, buscando dar continuidade ao diálogo acerca da política remuneratória dos profissionais.

Nenhum comentário: