TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Educação em Acopiara: A bem da verdade

A Educação em Acopiara

Contribuição para o debate

Nas duas últimas semanas, a educação em Acopiara voltou ao centro das discussões. Motivado pelo momento de pré-campanha eleitoral, o debate ganhou as redes sociais.

Isso é bom, é saudável. Ficou notório, porém, que no ir e vir das mensagens circulavam dados e informações que não correspondem à realidade. Talvez informações precisas possam evitar que os acopiarenses se desgostem mutuamente.

Uma longa e infrutífera discussão se deu a respeito do fechamento de escola. Todo bom gestor sabe que nem sempre é viável manter escola aberta. Uma escola com apenas 3 alunos, por exemplo, e um quadro inteiro de professores e servidores é impraticável, não se consegue manter essa estrutura. Além disso, existe a solução do transporte escolar para atender a esses três alunos. Todas as administrações recentes tiveram que fechar escola em razão da redução do número de alunos, causada pela diminuição da nossa taxa de natalidade. Mas como as pessoas querem saber os números, aqui vão os números.

Sobre o então prefeito de Acopiara, Dr. Vilmar, ter fechado 30 escolas, oferecemos o chá da verdade que acalma. De 2013 a 2016, foram fechados 6 escolas e 17 ANEXOS, num total de 23 unidades.

Já no período de 2008 a 2012, foram fechadas 36 escolas e nenhum anexo, assim distribuídas por região: sede rural (14); Isidoro (02); Santo Antônio (03); Solidão/Serra Nova (02); Santa Felícia (04); São Paulinho (02); Quincoê (02); Trussu (02); Barra/Ebrom (04); sede urbana (01). 

Se necessário se fizer, serão publicados os nomes das escolas para evitar dúvida e ajudar na lembrança daqueles de memória seletiva.

Acho que trabalhar com a verdade e não espalhar notícias falsas ajudará a sairmos dessa
disputa ensandecida incentivada por certas pessoas.

Observando apenas as escola, Dr. Vilmar fechou 6 e seu antecessor, 36. Uma diferença de 30 escolas. Acho que alguém andou usando o número 30 sem saber de que se tratava. A administração antes do Dr. Vilmar fechou 30 escolas a mais do que o Dr. Vilmar.

Do total de 83 escolas municipais existentes em 2008, Dr. Vilmar fechou 6 (7,22%) e seu antecessor, 36 (43,37%). Se considerarmos as escolas e os anexos, em 2008, Acopiara tinha 108 unidades escolares, das quais a administração do Dr. Vilmar fechou 23 (21,29% do total) e a administração anterior, 36 unidades (33,33%).

Fica a dica. Antes de ir para as redes sociais esbravejar furor, conheça, leia, estude, fica mais bonito e mais honesto. Sobre a não autorização de comercialização de pipoca, pirulito e congêneres à porta das escolas, o Prefeito Dr. Vilmar acatou recomendação do Ministério Público. Cumpridor da lei e zeloso da saúde das crianças, Dr. Vilmar atendeu a recomendação. Hoje, parece que tudo está liberado. O entendimento do Ministério Público pode ter mudado, o que pode acontecer, e acontece.

Finalmente, sobre a compra de merenda escolar em outras cidades que não Acopiara, parece que essa prática é a mesma atualmente. 

Porém, cabem algumas informações:

Conforme noticiado neste blog em 03 de abril de 2020, a prefeitura comprou gêneros alimentícios da DLA Comercial de Alimentos Eireli, localizada na Travessa Nossa Senhora das Graças, 180 - Zona Rural, Iguatu/CE, CEP 63500-970. É curioso que essa empresa vende alimentos, roupas, calçados, tubos, canos, peças de carro, produtos farmacêuticos, livros, produto hospitalar, laboratorial, etc. Não quer dizer que isso seja ilegal, é apenas curioso que uma empresa trabalhe nos mais diversos ramos da atividade econômica.

Também como noticiado neste blog, a prefeitura de Acopiara comprou R$ 1,3 milhão de reais de merenda escolar da empresa F. Elio Ferreira Pontes ME, localizada na Rua A (Loteamento Sítio Lemos), 45, Bairro São João, Quixadá/CE, CEP 63900-410. O fato curioso é que essa empresa, criada em 04 de outubro de 2016, um dia após o resultado das eleições, já tenha esse volume de negócios com o município de Acopiara.

Fica a dica: use mesma régua para medir as questões de quaisquer lados. Se é errado, feio ou antiético um gestor comprar em outro município, o mesmo deve ser entendido para todos os gestores.

Fica nossa contribuição para o debate: serenidade, coerência e, mais que tudo, conhecimento. Conheça antes de falar.

Nenhum comentário: