TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Celso de Mello decide que depoimento de Bolsonaro sobre suposta interferência na PF será presencial

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) , determinou que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento presencial no inquérito que apura se houve suposta interferência na Polícia Federal. As informações são do portal G1.

Na decisão, o ministro afirma que o depoimento presencial só é permitido aos chefes dos Três Poderes da República que figurem como testemunhas ou vítimas, não, porém, quando ostentem a condição de investigados ou de réus, o que seria o caso de Bolsonaro.

Aberto em maio desde ano, o inquérito do caso foi prorrogado por mais 30 dias, e tem como base acusações do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro. O presidente nega ingerência na PF.

Nenhum comentário: