TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Taxa de desemprego no Ceará se mantém estável em 12,1% no segundo trimestre

A taxa de desemprego no Ceará se manteve estável em 12,1% no trimestre que corresponde aos meses de abril, maio e junho, repetindo o resultado observado no primeiro trimestre de 2020, quando o desemprego também havia ficado em 12,1%. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e foram divulgados na manhã desta sexta (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Considerando os números absolutos, dentro da força de trabalho - pessoas com idade para trabalhar (14 anos ou mais) -, 431 mil pessoas foram consideradas pelo IBGE desocupadas. Outros 3,9 milhões de cearenses estavam fora da força de trabalho. Para o IBGE, estão fora da força de trabalho pessoas como donas de casa e estudantes, por exemplo.

De acordo com o IBGE, 1,9 milhão de pessoas no Ceará estavam ocupadas no segundo trimestre de 2020, sendo 1,2 milhão no setor privado e 518 mil no setor público.

Considerando as pessoas ocupadas, 124 mil foram indentificados como empregadores e 944 mil como trabalhadores por conta própria. De acordo com o IBGE, o número de trabalhadores por conta própria caiu entre o primeiro e o segundo trimestre de 2020, passando de 1,05 milhão nos primeiros três meses para 944 mil no segundo trimestre.

Desalento

O número de desalentados foi de 376 mil pessoas, mantendo-se estável com relação ao ano anterior e ao mesmo trimestre de 2019. O percentual de pessoas desalentadas (em relação à população na força de trabalho ou desalentada) no 2º trimestre de 2020 no Ceará foi de 9,5%.

Os desalentados são pessoas que gostariam de trabalhar, porém desistiram de procurar emprego.

Nenhum comentário: