TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sábado, 22 de agosto de 2020

Duas mil pessoas são evacuadas de entorno de barragem em Jati após rompimento na tubulação

Duas mil pessoas que moram no entorno da barragem de Jati foram evacuadas da região após rompimento da tubulação na tarde de sexta-feira, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional. O reservatório recebe água da Transposição do Rio São Francisco e a direciona para o Açude Atalho, em Brejo Santo.

Conforme o Ministério, ainda não foi possível avaliar se a barragem sofreu danos com o forte fluxo de água que ocorreu durante o vazamento, reparado ainda na noite de sexta. No entanto, o evacuamento foi feito de forma preventiva para evitar riscos às famílias que moram próximo ao local.

O governador Camilo Santana visita a área da obra para acompanhar a situação. Agentes dos Bombeiros e da Defesa Civil foram enviados à area para reforçar as ações.

A evacuação foi feita com pessoas que moram a até 2 km da barragem, conforme o ministério. A medida está prevista no Plano de Ação Emergencial (PAE) do empreendimento. Segundo a pasta, o vazamento foi contido, durante a noite, a falta de iluminação dificultou a avaliação técnica.

"Com o apoio do MDR, essas famílias estão sendo transportadas para hotéis, pousadas e alojamentos na região ou poderão ir para casas de parentes e amigos até que sejam feitas todas as avaliações técnicas das estruturas do reservatório", afirmou o Ministério do Desenvolvimento em nota. Profissionais da defesa civil e da empresa operadora eram os responsáveis por informar os moradores.

A tubulação se rompeu após a abertura de uma comporta da barragem, após a sangria do reservatório. De acordo com o secretário de Recursos Hídricos do Ceará, Francisco Teixeira, o jato d'água causa um pequeno processo erosivo, mas que não aparenta comprometer a estrutura.

"Na ombreira direita, tem uma tubulação que se incia em concreto e depois um bloco, onde está a emenda da tubulação em concreto com a tubulação em aço. Então, parece que nessa emenda houve um rompimento, um vazamento da tubulação. Então, esse jato d'água é devido à pressão", explicou o secretário.

Nenhum comentário: