TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 4 de junho de 2020

Energia: obras de transmissão no CE devem ser antecipadas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que obras de transmissão no País poderão ter entregas adiadas em até quatro meses por conta da pandemia do coronavírus. Mas, no Ceará, nenhuma das duas operações em andamento deverão ser postergadas. Segundo o secretário executivo de energia e telecomunicações do Governo do Estado, Adão Linhares, a perspectiva é, na verdade, que as obras sejam antecipadas por determinação das empresas responsáveis pelos projetos.

Linhares explicou que as duas grandes obras em andamento no Ceará (em Tianguá e Pacatuba) têm o início de operação previsto para o começo de 2023. Contudo, as companhias que tocam esses projetos já sinalizaram que deverão seguir os trabalhos normalmente para que os projetos sejam entregues antes do previsto. As indicações estariam focadas, segundo o secretário executivo, em buscar mais celeridade para o retorno dos investimentos feitos no leilão da Aneel ainda em 2018.

Linhares, contudo, afirmou que o Estado não se opôs à medida da Aneel que dá a possibilidade a empresas adiarem a entrega de obras de transmissão no País. A justificativa para corroborar com a medida é o fato de que apenas obras sem grande impacto no sistema nacional de energia poderão ser adiadas.

"Não há preocupação e a gente apoia a medida, que é sensata, de permitir a postergação de quatro meses. Atrasar quatro meses significa atrasar a receita do investidor, mas devido ao cenário, isso é saudável, então não há questionamento quanto ao Estado", explicou Adão.

Pandemia

O secretário executivo ainda destacou que todas as obras em andamento estão seguindo as recomendações de saúde necessárias. Além disso, segundo Linhares, não foram registrados casos de coronavírus nos canteiros de obras ligados ao setor de energia, o que reforça o cuidado que as empresas e o Estado vêm aplicando nesses projetos.

Nenhum comentário: