TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Com projeção de 3.734 casos de Covid-19, Ceará pode ter mais de 300 pessoas em UTIs dentro de 7 dias

Até 23 de abril, o Ceará deve ter 373 pessoas em unidades de terapia intensiva (UTIs) e 746 pessoas em enfermarias por infecção pelo novo coronavírus, conforme prognóstico divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesa) na noite desta quarta-feira (15). A projeção leva em consideração que o estado pode ter até 10% dos infectados precisandode UTIs e 20% das internações em enfermarias, sendo de menor complexidade. Além disso, projeta-se que o número de infectados pela Covid-19 no Ceará chegue a 3.734 pessoas até o dia 23 de abril.

Conforme o documento da Sesa, os leitos das UTIs podem atingir a ocupação total no dia 21 de abril, com 3.100 casos e até 10% dos pacientes (310) internados nestas unidades.

A simulação foi feita a partir de uma metodologia chamada Filtro de Kalman, que reuniu comparou dados do Ceará, do Brasil e de outros países escolhidos a partir do critério de maior número de dias no enfrentamento da pandemia.

Outro ponto do levantado prevê que o estado deve passar por uma elevação drástica no número de mortes por coronavírus a partir de 5 de maio. O prognóstico da Secretaria da Saúde (Sesa) aponta que nessa data os óbitos podem chegar a 250 por dia.

A plataforma IntegraSUS, atualizada pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) às 17h desta quarta, informou que mais 134 pessoas foram contaminadas pelo coronavírus, confirmando 2.291 casos. O boletim traz ainda o registro de mais oito mortes no Estado - totalizando 124 óbitos.

O aumento de casos do novo coronavírus no Estado já levou o Ceará a quase 90% de ocupação dos leitos de UTI nesta, declarou o secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, o Dr. Cabeto, em coletiva de imprensa nesta terça-feira (14).

UTI: internações dobram em 24h

Num período de 24 horas, entre segunda (13) e terça-feira (14), cresceu de 38 para 73 o número de hospitalizações em UTIs de Fortaleza para atender a casos confirmados de Covid-19, segundo dados divulgados pela Sesa nesta terça.

Impasse sobre decreto de isolamento

Um novo impasse sobre a abertura do comércio em Fortaleza fez o procurador-geral de Justiça do Ceará, Manuel Pinheiro, divulgar nota pública nesta quarta-feira (15) na qual afirma que o decreto de isolamento social do Governo estadual é "de cumprimento obrigatório em todo o Estado", ainda que não haja determinações municipais.

Na terça-feira (14), promotores de Justiça das varas da Fazenda Pública na Capital expediram recomendação conjunta ao prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), afirmando que era competência exclusiva do Município suspender as atividades do comércio.

Caso não houvesse decreto próprio da Capital, "restaurantes, bares, academias, empresas e setor de serviços, obras de construção civil de natureza privada, templos, igrejas e demais instituições religiosas, academias, clubes, centros de ginástica, lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada", poderiam funcionar normalmente. Além disso, não seria possível o fechamento ou imposição de multas, quer pelo poder público municipal, quer pelo poder público estadual”.

Nenhum comentário: