TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sexta-feira, 10 de abril de 2020

18 mil desembarcaram da Europa e dos EUA na Capital do Ceará em fevereiro

Quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados no Brasil ao fim de fevereiro, o Aeroporto Internacional de Fortaleza ainda operava normalmente voos para Europa e Estados Unidos, onde o novo coronavírus já vinha se alastrando. Segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o terminal da Capital recebeu em fevereiro pouco mais de 18 mil passageiros provenientes do exterior, com exceção de Buenos Aires (Argentina) e Caiena (Guiana Francesa), que ainda não tinham histórico de casos.

O número de passageiros internacionais que passaram em Fortaleza, contabilizando as origens na Europa e Estados Unidos, é o maior entre os aeroportos do Nordeste. Em igual período, desembarcaram no Aeroporto Internacional do Recife 13 mil viajantes, enquanto que em Salvador, passaram pouco mais de 10 mil pessoas vindas do exterior, com exceção da América do Sul e Central.

Na Capital, neste período, a maioria dos passageiros teve origem em Lisboa (5.025), Miami (3.812), Paris (3.003) e Amsterdã (2.754). Embora Portugal e Holanda não tivessem registrado, em fevereiro, muitos casos confirmados de Covid-19, grande parte dos viajantes vem de outros países e faz conexão nestes locais, o que significa dizer que boa parcela pode ter transitado por regiões que, naquela época, já sinalizavam muitas ocorrências da doença.

De acordo com a plataforma digital IntegraSUS, montada pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), até às 17h10 de ontem (9), o Estado já contabilizava 1.445 casos confirmados da Covid-19 e 57 óbitos em decorrência dessa infecção viral. Fortaleza concentra a maioria dos registros: 1.283 confirmações e 45 mortes.

Nenhum comentário: