TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

sexta-feira, 6 de março de 2020

Mais de 60% dos homicídios registrados em fevereiro no CE ocorreram durante motim de PMs

O Ceará registrou 312 mortes mortes violentas durante o motim realizado por parte de policiais militares, entre os dias 19 de fevereiro e 1º de março.

Conforme a Pasta, as mortes violentas que ocorreram entre os dias 19 e 29 do mês passado correspondem a 63,4% de todos os assassinatos de fevereiro. O motim foi encerrado somente no dia 1º de março, quando foram registradas mais 23 mortes.

Os números oficiais sobre o índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) registrados no mês de fevereiro de 2020 foram consolidados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e divulgados somente nesta sexta-feira (6) .

Em relaçao ao mês de fevereiro de 2020, como um todo, houve um aumento de 178% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) quando comparado com igual mês do ano passado.

Neste ano, foram registrados 456 homicídios (dolosos/feminicídios, latrocínios e nas lesões corporais seguidas de morte) no período contra 164 de fevereiro de 2019, fechando 292 mortes a mais do que o registrado em 2019.

Escalada da violência

O motim repercutiu nos índices de mortes violentas em todas as regiões do Ceará. A Região Metropolitana de Fortaleza, por sua vez, puxou o crescimento de CVLI no Estado. Nos municípios da região, o número de mortes saltou de 40, em fevereiro de 2019, para 150 em igual período deste ano, com uma variação de 275%.

O aumento é seguido pelo Interior Sul, com 107 casos em 2020 contra 38 de 2019, um aumento de 181,6%. A Capital cearense vem em seguida, com uma variação de 164,8% entre os meses de fevereiro de 2019 e 2020, saindo de 54 casos no ano anterior para 143 deste ano. Por fim, o Interior Norte, subiu 75% o número de CVLI, passando de 32 em 2019 para 56 em fevereiro de 2020.

CVP e Furto

Os números de Furtos e Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP), que contabiliza os roubos, também cresceram ao longo das quase duas semanas do motim.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, no acumulado de fevereiro de 2020, o CVP 1, que engloba roubos a pessoa, de documentos e outros, teve um acréscimo de 95,3%. Foram 6.507 ocorrências do tipo registradas, em 2020, contra 3.331, em 2019. Ao todo, foram 3.176 roubos a mais do que no ano passado.

Já o CVP 2, que abrange roubo de carga, com restrição de liberdade da vítima, a residência, de veículos e contra instituições financeiras, a variação foi ainda maior, com 168,3% roubos a mais do que no ano passado. Foram registrados 1.280 casos contra 477 quando se compara fevereiro de 2019 e 2020. Portanto, uma alta de 803 ocorrências.

Os furtos também aumentaram em 15% em relação a fevereiro de 2019. Foram 4.902 casos contra 4.263 do ano anterior, uma elevação de 639 ocorrências.

Nenhum comentário: