TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

terça-feira, 3 de março de 2020

Eduardo Girão defende manutenção do veto presidencial ao orçamento impositivo Fonte: Agência Senado

O senador Eduardo Girão (PODEMOS-CE) declarou, na tarde desta segunda-feira (2), ser a favor do veto presidencial ao orçamento impositivo (VET 52/2019). Para ele, não é aceitável deixar R$ 30 bilhões sob a responsabilidade dos congressistas.

— Não é papel de parlamentar ficar gerenciando dinheiro. O parlamentar está aqui, e foi eleito pelo povo brasileiro, para fazer leis, para fiscalizar, e não para gerenciar dinheiro. Isso é transcender o papel de um parlamentar. Não tem cabimento — afirmou o senador durante pronunciamento em Plenário.

Girão afirmou que, sem a verba a ser destinada ao orçamento impositivo, o governo federal ficará "engessado" a tal ponto que não terá "mobilidade" com os recursos limitados que terá à disposição.

O senador disse ter recebido diversos questionamentos sobre sua posição no caso do veto. Para ele, o povo brasileiro "está começando a gostar de política e a cobrar os parlamentares".

Lava Jato
Em seu pronunciamento, Girão também fez comentários sobre a Operação Lava Jato. Ele afirmou que a operação é "um trabalho que colocou o Brasil, pela primeira vez, no patamar de país de primeiro mundo na luta contra a impunidade".

— O brasileiro se cansou de ser roubado, de ser lesado. A Operação Lava Jato, pela primeira vez, virou uma referência positiva do Brasil no combate à corrupção, não apenas recuperando os bilhões de reais ou de dólares desviados, mas trazendo esperança — disse.

Fonte: Agência Senado

Nenhum comentário: