TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

segunda-feira, 30 de março de 2020

68% dos cearenses afirmam que coronavírus impactou a renda familiar

Pesquisa do Instituto Opnus, encomendada pelo Sistema Verdes Mares, mostra que 68% dos entrevistados cearenses afirmam que a crise ocasionada pela disseminação do novo coronavírus impacta de alguma forma a renda familiar. Desse universo, 24% disseram que o orçamento ficou totalmente prejudicado com a pandemia e outros 16% afirmaram que a doença compromete metade dos rendimentos.

O economista Ricardo Eleutério diz que os números da pesquisa revelam o lado mais dramático do problema, que são os trabalhadores com menos renda. "Nós temos uma situação em que o coronavírus e o isolamento social zeram a renda de cerca de um quarto dos entrevistados. Isso é extremamente dramático. Todavia, o isolamento social vai achatar mais rapidamente a curva dos contaminados. Portanto, quando houver o achatamento (da linha de casos confirmados), nós voltamos (à atividade), saímos gradativamente do isolamento e a economia se recupera com todas as dificuldades".

Eleutério também afirma que a pesquisa reforça que é preciso criar uma renda mínima de proteção social. "Nós vivemos em um País com muita desigualdade e muitos pobres. O Brasil não é um país pobre, mas com muitos pobres. A renda mínima vai ser fundamental para amparar e criar uma proteção para aqueles que perdem toda a renda ou grande parte dela quando a economia paralisa", avalia.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: