TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

domingo, 2 de fevereiro de 2020

Mercado de energia solar deve gerar 4,8 mil empregos no CE em 2020

Após encerrar 2019 com cerca de 284 megawatts (MW) instalados, a potência de energia solar no Ceará deve praticamente dobrar ao longo de 2020 e gerar novos 4,8 mil empregos diretos, de acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia-CE), Benildo Aguiar.

Aguiar revela que já são cerca de 500 empresas no Estado que geram 2,5 mil empregos diretos hoje. "Em 2019, nós superamos as metas. Queremos superar as projeções para este ano também", afirma.

Em 2019, o número de instalações de geração distribuída (tipo de instalação para residências, comércios e pequenas indústrias) cresceu 142%, passando de 1,7 mil em 2018 para 4,3 mil, número que já cresceu para 4,4 mil em janeiro, segundo monitoramento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Já na geração centralizada (correspondente às grandes usinas de geração de energia solar fotovoltaica), o potencial instalado no Estado avançou 59%, com mais 81 MW em 2019, totalizando 218 MW. Nos próximos anos, ainda haverá o acréscimo de 1 GW de potência com construção de mais 29 usinas fotovoltaicas.

Potencial

Apesar do avanço, Aguiar ressalta que o Estado ainda tem muito espaço para crescer. "Nós somos um bebê ainda. Apenas 0,2% do nosso potencial já está sendo explorado".

Ele aponta a redução dos custos como um dos grandes impulsionadores do setor. "As novas tecnologias elevam a eficiência dessas placas. Nos últimos cinco anos, o preço para o consumidor final caiu cerca de 60%. Está bem mais acessível. E vai continuar caindo, talvez não na mesma proporção", pondera.

Outra facilidade que ele destaca é o aumento do número de linhas de financiamento ofertadas pelos bancos.

Nenhum comentário: