TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Juiz federal no Ceará determina que seja suspensa nomeação de novo presidente da Fundação Palmares

A Justiça Federal no Ceará determinou que seja suspensa a nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo como presidente da Fundação Palmares. A decisão é do juiz Emanuel José Matias Guerra, que aceitou pedido de ação popular.

Jornalista e autodefinido "negro de direita", Sérgio Nascimento de Camargo já se posicionou classificando o racismo no Brasil como "nutella" e disse que o feriado do Dia da Consciência Negra é uma "vergonha" e "precisa ser abolido nacionalmente por decreto presidencial". Em outro posicionamento, já afirmou que escravidão foi terrível "mas benéfica para os descendentes".

Na decisão, o juiz afirma que há "diversas publicações" feitas por Sérgio Nascimento que têm o "condão de ofender justamente o público que deve ser protegido pela Fundação Palmares".

Em nota, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que ainda não houve intimação sobre a suspensão da nomeação do sr. Sérgio Camargo para o cargo de presidente da Fundação Zumbi dos Palmares. "Contudo, a instituição já estuda o recurso cabível que irá apresentar com vistas à manutenção do ato", ressaltou a AGU.

A nomeação de Sérgio Nascimento de Camargo foi publicada no Diário Oficial da União no dia 27 de novembro. A Fundação Palmares faz parte da Secretaria Especial da Cultura, o antigo Ministério da Cultura. Quando questionado, Jair Bolsonaro se esquivou de perguntas sobre as bandeiras o presidente da Fundação Palmares defende.

Nenhum comentário: