TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Jovem restaurador de imagens sacras torna-se referência em Iguatu

Em Iguatu, no Centro-sul cearense, um jovem rapaz aprendeu sozinho a restaurar imagens sacras. O trabalho de restauro pelo jovem estudante, João Víctor Primo, desperta a atenção de curiosos.

A oficina é na casa dele. Com pincel de ponta fina e tinta dourada, faz os últimos retoques na pintura rica em detalhes de uma imagem de São Pedro.

Quebradas, rachadas e com pintura envelhecida, outras bastante danificadas são assim que muitas imagens chegam até as mãos do jovem artista plástico.

O processo de restauração de imagens mudou a rotina do estudante. Ele aproveita o contraturno das aulas do curso de Letras, feriados e finais de semana.

A atividade de restauração requer muita paciência, tempo, habilidade e concentração. “Começou como brincadeira, desde a infância tinha muitas imagens, colecionava como objeto de devoção e tentava restaurar, mudar a cor”, contou. “Depois que fiz postagem em rede social, muita gente traz imagens para eu restaurar”.

O móvel cheio de imagens de santos faz parte da coleção do restaurador. O espaço também abriga uma Bíblia e outros livros religiosos. “É um trabalho muito gratificante, exige paciência, tempo”, disse. “É muito bom ver o dono, a comunidade alegre ao receber a imagem de volta restaurada”.

O gosto de João Víctor por santos vem da infância. Valdeano Ferreira Silva, professor, e pai do artista, relembra: “Ele sempre teve esse gosto, não gostava muito de brinquedo”, contou. “Encontramos com o bispo dom José Mauro, que soube por meio da gente a vontade dele e pediu que a gente não tirasse essa tendência que nasceu com ele”.

Os pais incentivam, dizem que tem orgulho do filho e ressalta o trabalho que ele faz com afinco e por isso tem recebido muitas encomendas.

João Víctor tem seus santos de devoção. Há também uma história ligada a Padre Cícero, como relembra Valdeano Silva, pai do artista. “Ele teve um sonho e tinha um certo receio, mas cresceu conheceu melhor a história do padre de Juazeiro do Norte e mudou de ideia, passou a ser devoto”.

A brincadeira do tempo de criança se tornou uma atividade para o estudante de 19 anos de idade. Ele lembra que fez o restauro da primeira imagem há cerca de quarto anos e sempre recebeu o apoio da família.

O trabalho de restauração das imagens tem se tornado referência. Desde quando começou há cerca de quatro anos últimos anos já restaurou mais de cem imagens sacras.

João Víctor é detalhista, realiza cada restauração com capricho. O trabalho é minucioso. O valor cobrado pelo serviço depende do estado e tamanho de cada imagem.

Para o jovem artista plástico autodidata o que prevalece também é o valor religioso e histórico que tem cada peça. Muitas delas acabam se tornando um grande desafio. “Todas as imagens têm suas histórias e é um desafio para mim, que busco o aperfeiçoamento”, pontuou. “Há técnicas que usei que não uso mais”.

O artista busca aperfeiçoar seus conhecimentos na arte da restauração na Internet. O jovem também recebe acompanhamento e orientação do padre Carlos Roberto Alencar, pároco da Igreja Matriz de Senhora Sant’Ana, em Iguatu, que também faz restauração de imagens sacras.

Com colaboração de Wandenberg Belém

Diário Centro Sul

Nenhum comentário: