TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Preso suspeito de atirar em festa de aniversário da prefeita de Quixelô

Foi preso na manhã desta sexta feira, 11, depois de se apresentar ao delegado regional de Polícia Civil de Iguatu, Marcos Sandro Nazaré de Lira, na delegacia da cidade Acopiara, Gilderlânio Alves de Araújo, 40 anos, pecuarista, conhecido por Lânio. Ele é suspeito de ter atirado em festa de aniversário da prefeita de Quixelô, Fátima Gomes, no último domingo, 6, à noite, no sítio Cavaco, entre Iguatu e Quixelô. Para a Polícia, o ato foi classificado como tentativa de homicídio.

O suspeito sacou uma pistola calibre 9mm e teria atirado contra o marido da prefeita, João Araújo, e o irmão dela, Francisco Gomes, além de ter indagado onde estava a gestora. Houve corre-corre e ambos saíram ilesos dos disparos porque se esconderam atrás de pilastras. O suspeito fugiu em seguida.

De acordo com o delegado regional de Iguatu, Marcos Sandro de Lira, a motivação para o fato decorre da insatisfação de Lânio sobre a falta de apoio mais efetivo a candidatura para conselheira tutelar de uma sobrinha dele, que não foi eleita.

A pistola usada naquela noite do dia 6 foi apreendida no mesmo dia na casa da mãe do suspeito. Segundo o delegado Marcos Sandro, a prefeita foi procurada naquela noite por Lânio, que estava embriagado em todos os ambientes da festa, e ela somente não foi encontrada porque estava no local dentro de um carro acalentando uma criança no colo.

Várias testemunhas já foram ouvidas pela Polícia Civil de Iguatu, que representou ao poder judiciário pela prisão preventiva de Gilderlânio Araújo. Ele será transferido nas próximas horas para um presídio da região. O fato causou perplexidade em Quixelô e teve repercussão regional.

Defesa

Em depoimento prestado na delegacia de Solonópole na última segunda-feira, o suspeito disse estar arrependido, estava embrigado e negou que quisesse matar a prefeita ou qualquer outra pessoa, pois teria atirado para o alto para se defender de agressões (empurrões) do marido e do irmão da prefeita, Fátima Gomes.

Com colaboração de Richard Lopes

Nenhum comentário: