TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Ceará precisa vencer fora o Bahia para deixar o Z-4

Um clássico nordestino com atmosfera de decisão. Hoje, quando entrar em campo para enfrentar o Bahia, às 19h30, em Pituaçu, o Ceará tem a obrigação de buscar um resultado positivo, uma vez que a zona de rebaixamento já é realidade para o Vovô.

Os resultados da 27ª rodada, incluindo o triunfo do Cruzeiro, o deixaram em 17º lugar, com 26 pontos. O CSA, empatado na pontuação, mas com saldo inferior, ainda duela com o Botafogo no mesmo dia. Cenários e combinações que aumentam a pressão em Porangabuçu.

Desde que chegou, o técnico Adilson Batista soma uma vitória e quatro derrotas, aproveitamento de 25%. O alento é vir da melhor partida à frente do time, diante do Santos, vice-líder, quando até abriu o marcador. No entanto, opções como Valdo, deixando o time com três zagueiros, desorganizaram o sistema defensivo e permitiram a virada.

A lição é de que também é preciso agredir e bater o Bahia passa por isso: o Tricolor de Aço perdeu apenas para Santos e Athletico-PR em casa, sendo o 7º melhor mandante. Justamente o oposto do Ceará, pior visitante da competição com uma vitória, dois empates e 10 derrotas.

Além de reverter o panorama fora, é chegado o momento de colocar o elenco à prova. Para o duelo, Adilson Batista não conta com três titulares absolutos, todos suspensos: o lateral-direito Samuel Xavier (segundo maior garçom do time, com duas assistências), o volante Fabinho (atleta alvinegro que mais vezes atuou na competição) e o meia Thiago Galhardo (artilheiro com nove gols).

A tendência é que a formação com três volantes se mantenha, prática comum quando o Vovô atua fora de casa. A expectativa é que Ricardinho retorne aos titulares, assim como um atacante de ofício seja utilizado desde o início, com Willian Popp e Leandro Carvalho brigando por uma posição. Na lateral, Cristovam é a opção principal para a direita.

"Independente de trabalhar com dois ou três (volantes), não me apego a sistema, o importante é que o atleta cumpra algumas funções. Acho que a gente teve o controle (contra o Santos) e não ficamos só atrás, também criamos. O comportamento do time é o mais importante. Passei um dia inteiro observando o Bahia e vamos trabalhar com as características dele", explicou Adilson.

Bahia

Com 41 pontos, a equipe baiana espera vencer o Vovô diante do torcedor e se firmar na briga pela Libertadores. A equipe de Roger Machado vem empolgada após bela vitória diante do Grêmio fora.

As únicas baixas são os laterais Nino Paraíba e Moisés, machucados. As ausências podem ser bem exploradas, uma vez que os suplentes João Pedro e Giovanni têm características menos ofensivas.

Ficha Técnica

Série A do Brasileiro - 27ª rodada
Pituaçu, em Salvador (BA)
21 de Outubro - 19h30
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira - SP; Transmissão: Rádio Verdes Mares, Tempo Real do Diário do Nordeste, Tempo Real do GloboEsporte.com/ce e Premiere

Bahia

Douglas, João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho, Giovanni, Gregore, Flávio, Guerra, Artur, Élber e Gilberto.
Técnico: Roger Machado

Ceará

Diogo Silva, Cristovam, Luiz Otávio, Tiago Alves, João Lucas, William Oliveira, Ricardinho, Pedro Ken, Felipe Silva, Lima e Leandro Carvalho. Técnico: Adílson Batista

Nenhum comentário: