TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

domingo, 15 de setembro de 2019

Roberto Leal morre em São Paulo aos 67 anos

O cantor português Roberto Leal, de 67 anos, morreu neste domingo (15) em São Paulo, no Hospital Samaritano, onde estava internado.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, ele estava no hospital desde terça-feira (10), após ter uma reação alérgica a um medicamento que tomou, e, nas últimas, sofreu insuficiência renal. O cantor tratava um câncer no olho há dois anos.

Roberto Leal, nome artístico de António Joaquim Fernandes, morava em Alphaville, na região de Barueri, Grande São Paulo. Ele deixa mulher e três filhos. Os dois filhos do cantor, que moram no Canadá e na Austrália, estão a caminho do Brasil para o velório e sepultamento.

Velório e sepultamento

O velório do artista será aberto ao público e acontece na Casa de Portugal (avenida da Liberdade, 602, região central de São Paulo), na segunda-feira (16), das 7h às 14h. O enterro está marcado para as 15h, no Cemitério Congonhas (Rua Ministro Álvaro de Sousa Lima, 101), na zona sul de São Paulo.

Carreira

O cantor começou carreira em 1971, quando cantou pela primeira vez "Arrebita", na Discoteca do Chacrinha, na TV Globo, de acordo com sua página oficial na internet. Conquistou mais de 30 Discos de Ouro e cinco Discos de Platina, entre os mais de 500 prêmios.

Dono de sucessos como "Bate o Pé", Leal nasceu em Macedo de Cavaleiros, no norte de Portugal, e se mudou para o Brasil com os pais e nove irmãos aos 11 anos.

Torcedor ilustre da Portuguesa, Leal foi um dos autores do novo hino do clube e, em 2015, ajudou o time, que vive uma prolongada crise financeira, a conseguir um novo patrocinador.

Em 2018, o cantor se candidatou a deputado estadual em São Paulo pelo PTB e obteve 8.273 votos, mas não se elegeu.

DN

Nenhum comentário: