TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Ceará recebe o Cruzeiro para vencer e aliviar pressão na Série A

Vivendo sua pior sequência na Série A do Campeonato Brasileiro, com seis jogos sem vencer e apenas dois pontos conquistados (em 18 possíveis), o Ceará quer encerrar a série negativa contra um adversário igualmente pressionado na tabela, em um daqueles confrontos diretos que aumentam a importância e a necessidade de vitória. O Vovô recebe o Cruzeiro, às 19h30, na Arena Castelão, em jogo pela 21ª rodada da Série A, e uma vitória aliviará a pressão sob o elenco e o treinador Enderson Moreira, na berlinda pela série sem vencer.

O Ceará tem necessidade dos três pontos por uma razão principal: a aproximação dos times abaixo dele na tabela. Com apenas quatro pontos de vantagem para o Z-4 e para o rival de hoje, o Alvinegro precisar vencer do Cruzeiro, que está em crise na zona de descenso, com 18 pontos e é o único time da Série A que ainda não venceu fora de casa, sendo assim o pior visitante.

Uma vitória alvinegra recolocaria o clube na zona da Copa Sul-Americana e ganharia nova 'gordura' para o Z-4, afundando o time celeste. O duelo com o Cruzeiro é o primeiro da série de cinco confrontos diretos que o Vovô terá em casa no returno: os outros serão contra Goiás, Avaí, Vasco e Fluminense.

Até então, em casa, o Alvinegro venceu os três confrontos diretos que fez: CSA (4 a 0), Fortaleza (2 a 1) e Chapecoense (4 a 1). No geral, como mandante, o Ceará tem 56,7% de aproveitamento, em 10 partidas, sendo cinco vitórias, dois empates e três derrotas.

O adversário do Vovô, tem pífios 13,3% de aproveitamento, perdendo seis jogos e empatando quatro, sem vencer nenhuma partida. A defesa celeste foi vazada 19 vezes fora de casa, média de quase dois gols por jogo. Embora essa área mostre fragilidade como visitante, a maior preocupação alvinegra é a pontaria de seus jogadores.

Mira

Contra Botafogo e CSA, os dois últimos jogos do Vovô, o time finalizou 46 vezes (23 em cada jogo) e não marcou nenhum gol, parando várias vezes nos goleiros adversários, Gatito e Jordi, amargando um empate em 0 a 0, no Castelão, com o time carioca e a derrota por 1 a 0 contra os alagoanos. O técnico Enderson Moreira admite a pressão pelo resultado e espera maior efetividade no ataque alvinegro.

Nenhum comentário: