TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Ceará negocia voos para Colômbia, Peru e Chile

O Ceará deverá ganhar no próximo ano novos voos internacionais com foco na América do Sul, cuja malha aérea ainda é incipiente. O Estado negocia com companhias aéreas, especialmente com a Latam Brasil, operações entre Fortaleza e Bogotá, na Colômbia, Santiago, no Chile, e Lima, no Peru.

“Eu quero pegar empresa que tenha porte. Eu quero pegar a Latam para fazer América Latina. Nossa malha aérea para América do Sul é péssima. Nós só temos Buenos Aires. Agora nós vamos trabalhar para arrumar um voo para o Chile, para o Peru e Colômbia. Esse é o foco para 2020”, disse o secretário do Turismo do Estado, Arialdo Pinho, que participa nestes dias da Abav Expo, a maior feira de negócios do setor de turismo da América Latina, em São Paulo.

O titular da Pasta confirmou ainda que não conversou com a JetSmart, empresa ultra low cost que inicia as operações no Brasil ainda neste ano. “Nós não tivemos nenhum contato com eles. Não fomos procurados e nós estamos vendo outras opções para voar na América Latina”.

Pinho reforçou que procura empresas de grande porte e que a Latam é a maior concorrente para o mercado sul-americano a partir de Fortaleza.

“A Latam é a maior empresa nacional que tem trabalhado com o Ceará”, afirmou ele acrescentando que a concorrência é importante para o mercado e passageiro.

“É uma concorrência saudável entre Latam e Gol, e a Azul tem aumentado muito. A Azul também aumentou. Com a saída da Avianca o mercado está se recompondo”, completou.

A Latam, por sua vez, tem ampliado cada vez mais a presença no Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza. A companhia concentrou em dois horários as operações na Capital com diversos voos. Na madrugada, a empresa oferece 11 destinos diferentes, incluindo cidades do Nordeste, além de Miami, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Vitória.

Air Europa

A partir do dia 20 de dezembro a Air Europa terá voos diretos entre Madri, na Espanha, e Fortaleza. Segundo Pinho, o lançamento oficial dos voos ocorre no próximo dia 3 de outubro na capital espanhola.

“A expectativa é boa. Já tem compromisso de ter dois voos e tem mais um a partir de julho. Nós abrimos com três voos, é muito forte. Pra Europa nós estamos bem assistidos. Agora é consolidar América Latina e Ásia”.

Alemanha

Sobre o fim das operações da Condor - que encerra os voos pada Frankfurt no próximo domingo- e as negociações de rotas pada a Alemanha, o secretário disse que é preciso cautela neste momento.

“Não tem negociação com Alemanha. Europa a gente tem que ter muito cuidado em querer ter ansiedade de ir pra cima muito forte. Nós precisamos ter entre 18% e 20% de brasileiros dentro dos aviões. Nós somos o único estado do Brasil em que somos receptivos. Se a gente aumenta muito voo vamos começar a ter dificuldade com as companhias aéreas. Então é melhor a gente consolidar”, avaliou.

Nenhum comentário: