TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Associação dos Construtores Civis de Iguatu avaliam como positiva viagem à Brasilia

Os diretores da Associação dos Construtores do Centro-Sul do Ceará (ACCS), presidente Eliângilo Silva, o vice-presidente, Humberlan Pinheiro e o ex-presidente da entidade, Elenilton Lopes, que são empresários do setor, avaliaram de forma positiva a visita a gabinetes de deputados federais em Brasília com o objetivo de solicitar liberação de recursos para o Programa Minha Casa Minha Vida.

“Fizemos bons contatos e fomos recebidos em um café da manhã no apartamento do deputado federal, Domingos Neto, relator do Orçamento da União”, frisou Eliângilo Silva. “Ainda nesta semana haverá de recursos e as obras serão retomadas”.

O presidente da ACCS disse que para o próximo ano haverá mudanças no programa, mas alimenta a esperança de que recursos serão mantidos e liberados, pois o setor gera milhões de empregos em todo o Brasil.

Em Iguatu, nos últimos dois meses, cerca de R$ 10 milhões deixaram de circular na economia do município, que é o terceiro em maior volume de financiamento do programa no Ceará.

“O governo sinalizou com o fim do subsídio para a faixa mais baixa, mas esperamos que para as demais os recursos sejam mantidos”, disse o vice-presidente da ACCS, Humberlan Pinheiro.

O ex-presidente da entidade, Elenilton Lopes, lembrou a história de luta e de mobilização da entidade. “Já conseguimos vários avanços, e temos uma federação fortalecida, e esperamos em breve nova reunião para definição do programa para 2020”, pontuou. “O setor gera emprego e movimenta a economia local e nesses dias sem obra e sem liberação de financiamento pela Caixa Econômica de Iguatu o comércio estava parado”.

Manifestação

Na semana passada, ocorreu na cidade de Iguatu uma ampla manifestação em frente à agência da Caixa Econômica Federal com o objetivo de protestar contra o corte de verbas para o programa Minha Casa Minha Vida. Construtores, operários da construção e lojistas participaram do ato público mobilizado pela ACCS e pela unidade regional do Sinduscon.

Diário Centro Sul
Honório Barbosa

Nenhum comentário: