TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Enderson detecta falhas na construção ofensiva do Ceará e quer paciência

Na semana do Clássico-Rei, em que detalhes podem decidir um jogo desta magnitude, o Ceará tentará corrigir um problema visto no jogo contra o Inter, na derrota por 1 a 0, no sábado (27), em Porto Alegre: a maior efetividade ofensiva.

Durante os 90 minutos em Porto Alegre, o Ceará até teve o controle do jogo e posse de bola, principalmente no 2º tempo, mas sempre desperdiçou ataques preciosos por erros de passe, principalmente o da assistência para a finalização. Além disso, os arremates foram o ponto fraco, com o Vovô praticamente não arriscando.

O técnico Enderson Moreira comentou os erros que o Vozão teve diante do Inter e que poderiam ter mudado a história do jogo, se seu time acertasse os passes decisivos.

"Tivemos situações muito claras, em contra-ataques, de 3 jogadores contra 2, mas erramos muito a penúltima bola para deixar um companheiro em condição de finalização. Este foi um dos nossos principais erros na partida", disse.

O treinador acredita que o Ceará dominou o jogo no 2º tempo, mas que também faltou mais calma no momento das finalizações, geralmente bloqueadas pelos defensores adversários, ou fracas, para a defesa fácil do goleiro.

Último passe

"Controlamos o jogo no 2º tempo de maneira muito eficaz, com bom controle e o Inter recuado, com às vezes 4 ou 5 defensores. Mas o que nos faltou foi este penúltimo passe que iria deixar um jogador em boa situação para finalizar. E quando tentamos, a jogada era feita muito rapidamente, com os jogadores com pressa para finalizar logo, facilitando o trabalho da defesa do adversário", analisou o treinador do Ceará.

Não só o treinador admitiu que a equipe ficou abaixo da expectativa, não sendo o time efetivo que foi diante do Palmeiras, quando aproveitou as chances que teve. Ricardinho, um dos líderes do grupo, espera que a equipe corrija as falhas e entre melhor para o Clássico-Rei com o Fortaleza, no sábado, às 19 horas, no Castelão. "Poderíamos ser mais efetivos nos passes, que permitiriam um arremate dos atacantes. Mas, infelizmente, não deu e temos que nos preparar para uma decisão, um jogo dificílimo que teremos com um clássico na próxima rodada".

DN Online

Nenhum comentário: