TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Fortaleza leva gol no fim, perde para o Athletico-PR e está fora da Copa do Brasil

Com gol sofrido aos 43 minutos do segundo tempo, o Fortaleza foi derrotado pelo Athletico-PR na Arena da Baixada, na noite desta quarta-feira, 5, e está eliminado da Copa do Brasil. O tento solitário do placar de 1 a 0 foi marcado pelo atacante Marco Ruben, de cabeça, evitando que a definição do classificado saísse na disputa por pênaltis.

O Leão terminou a partida com um jogador a menos, já que Carlinhos foi expulso aos 36 minutos do segundo tempo, após receber o segundo cartão amarelo. O Tricolor ainda teve a chance de empatar aos 48, em cabeçada de Tinga, mas o goleiro Santos fez defesa difícil.

A classificação rendeu ao furacão R$ 3,15 milhões, de cota de avanço. O Fortaleza agora fica totalmente focado no Campeonato Brasileiro da Série A, que volta a disputar no sábado, 8, quando enfrenta o Grêmio no Rio Grande do Sul.

O Jogo

Rogério Ceni escalou um time com modificações no ataque, colocando Romarinho e Osvaldo para atuar por fora e Marcinho e Marlon para atuar por dentro. Essa formação privilegiava a velocidade para contra-ataques.

A estratégia do Fortaleza era jogar no erro do adversário, por isso os laterais subiam pouco cabia a Felipe Araruna ser mais uma opção na frente quando o Leão tinha a bola. A marcação baixa forçava o Athletico-PR ao erro e as bolas interceptadas geravam contra-ataque.

No primeiro tempo o Tricolor chutou até mais bolas no gol que Furacão. A melhor delas foi um arremate de Felipe Araruna de fora da área, que obrigou Santos a fazer boa defesa. Os donos da casa responderam com cabeçada perigosa de Nikão e bola na trave após chute de Léo Pereira.

A intensidade do jogo no segundo tempo foi um pouco menor. As substituições de Ceni (Tinga no lugar de Marcinho, Dodô no lugar de Gabriel Dias e Júnior Santos na vaga de Osvaldo) não surtiram muito efeito e o Athletico-PR teve as melhores oportunidades. Numa cabeçada de Cirino, aos 40, Felipe Alves fez milagre.

Depois que o Furacão pulou na frente, aos 43, o Fortaleza tentou pressionar no final, mas cedia contra-golpes. Tinga teve a chance do empate, mas a estrela do arqueiro rubro-negro brilhou. Foi o primeiro mata-mata da atual temporada em que o Leão saiu de campo derrotado.

Nenhum comentário: