TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

sexta-feira, 31 de maio de 2019

Sem verba, obras do Cinturão das Águas são paralisadas

À medida em que os moradores de Fortaleza e Região Metropolitana continuam pagando a tarifa de contingência por conta da estiagem, as obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC), que viabilizariam a chegada da vazão do Rio São Francisco ao Açude Castanhão, estão paralisadas. Sem repasse de recursos federais e com a capacidade de investimento do Governo estadual comprometida por razões de aperto financeiro, o CAC era uma das saídas para amenizar a crise de água.

Operários do lote 3 do trecho 1 do Cinturão já receberam o aviso prévio de desligamento, e as três operações de crédito do Governo ainda não possibilitaram a conclusão do trecho localizado no Cariri. "A Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) deve se reunir em breve com a Secretaria da Fazenda (Sefaz) para discutir o assunto (empréstimos) e tomar as decisões. Mas podemos adiantar que, em relação à Secretaria de Recursos Hídricos, a única operação de crédito refere-se à 1ª fase do Programa Malha D'água que será Banabuiú/Sertão Central", informou a SRH.

Com três trechos e seis ramais ao todo, as obras do CAC se arrastam desde 2013 e já custaram aos cofres públicos mais de R$ 1,2 bilhão.

Nenhum comentário: