TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

domingo, 12 de maio de 2019

Morre em Cariús aos 106 anos a professora Diva Targino, memória da história da cidade

A professora Diva Targino morreu no início da tarde deste domingo, 12, na cidade de Cariús, aos 106 anos de idade. Há uma semana que ela estava lutando contra uma pneumonia, mas recebendo medicação em casa, segundo a vontade dela.

Diva Targino completou 106 anos no dia 8 de abril passado, quando participou de celebração de uma missa em ação de graças no Santuário Mãe Rainha Três Vezes Admirável, na cidade de Cariús, na região Centro-Sul do Ceará.

Nesta segunda-feira, 13, será celebrada missa de corpo presente às 9 horas na Igreja Matriz de Nossa Senhora Auxiliadora e em seguida haverá o sepultamento.

O pároco de Cariús, Iranildo Reis, lamentou a morte da professora que era uma memória vida da história da cidade, uma referência e lembrou a alegria de se completar 106 anos com lucidez, com forte fé e vontade de viver.

História

Diva Targino era professora aposentada, em Cariús. Era uma memória viva da cidade. Ela conheceu o campo de concentração da seca de 1932, em Cariús. “Era horrível, muita fome”, contou. Ela lembrou outros acontecimentos: a instalação da ferrovia entre Cariús – Iguatu e Orós; e as casas erguidas por engenheiros americanos que iriam construir na cidade o Açude Poços dos Paus, que nunca saiu do papel.

E qual o segredo de viver muitos anos? Diva Targino respondeu por ocasião dos 106 anos de idade. “É a alegria, a vontade de viver”. Em outras ocasiões, afirma em meio a gargalhadas: “Nunca casei, não tive preocupações, nunca casei”.

Lúcida, sempre alegre e cheia de vida, encantava e cativa a todos. As histórias das secas, a formação de um dos maiores campos de concentração do Ceará, em 1932, o projeto de construção do Açude Poço dos Paus e o ramal ferroviário para Iguatu estão presentes na lembrança da docente.

A construção da rodovia Cariús – Umarizeira foi um presente dado pelo então governador Cid Gomes por ocasião do centenário da professora Diva Targino, em Cariús, e que somente foi inaugurada seis anos depois pelo governador, Camilo Santana.

Diário Centro Sul
jornalista Honório Barbosa

Nenhum comentário: