TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Após cancelamentos, Azul cobre 60% dos voos da Avianca entre Fortaleza e Guarulhos

A Azul Linhas Aéreas vai cobrir 60% do espaço deixado pela Avianca Brasil no trecho entre Fortaleza e Guarulhos (São Paulo). A partir do dia 1º de julho, a companhia vai operar três voos diários na rota. A Azul informou que, no momento, não vai comentar o assunto por razões estratégicas. A Avianca possuía cinco voos (dez pousos e decolagens) entre os dois aeroportos diariamente.

A partir desta sexta-feira (26), a empresa, que passa por recuperação judicial, cancelou todos os voos de/para a Capital cearense. Para Alessandro Oliveira, professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), o movimento da Azul significa que as empresas estão muito interessadas neste mercado.

"Fortaleza se tornou um aeroporto estratégico no Nordeste e ainda é o centro das atenções e as empresas estão interessadas. A questão é a reconfiguração da malha, dado que você tem grandes oportunidades com os espaços deixados pela Avianca. É provável que tenha disputas com as outras empresas e que haja preços mais convidativos".

O anúncio dos novos voos, nunca antes operados pela Azul na rota, sinaliza uma posição da empresa de abocanhar o concorrido mercado entre os aeroportos de Fortaleza e Guarulhos, que tem diariamente cerca de 11 voos da Latam e Gol, juntas.

"O mercado de Fortaleza é muito bom em termos domésticos para qualquer empresa. Se você pegar o fator de ocupação das aeronaves que fazem os voos de São Paulo para Fortaleza e vice-versa, é um fator-assento elevado de todas as empresas aéreas", afirma Cláudio Jorge, professor do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Segundo ele, o movimento da Azul é natural, uma vez que a companhia está criando novos voos constantemente. "É uma boa notícia. A Azul está com fôlego de abrir novas rotas, porque as concorrentes podem ampliar as frequências".

Sobre a questão estratégica da empresa, o professor do ITA diz que o mercado é bastante interligado. "As companhias olham o que cada concorrente está fazendo. Se uma anuncia que vai tomar uma determinada atitude, isso vai chamar a atenção das concorrentes. É natural que essas decisões estratégicas não sejam divulgadas com muita antecedência porque correm o risco de serem atrapalhadas".

Bilhetes

A Azul já está comercializando os trechos em seu site na internet. Em pesquisa realizada ontem (24), foi constatado que a empresa vai operar o trecho com o Airbus 320neo, com capacidade para 174 passageiros. Os horários de saída da Capital são às 3h45, 10h45 e 19h05. Já de Guarulhos para Fortaleza, as decolagens ocorrem às 6h40, 15h e 23h25.

No levantamento feito pela reportagem, os preços dos bilhetes de ida e volta (de 1º a 8 de julho) custam R$1.025,62, com as taxas incluídas e sem o despacho de bagagem.

Em comparação com Latam e Gol, maiores concorrentes da Azul neste mercado, a primeira vende em seu site os trechos de ida e volta no mesmo período por R$ 1.452,02, frente à tarifa de R$ 1.061,82 da Gol. Em ambas, os valores incluem as taxas de embarque. Porém, não considera a tarifa cobrada para o despacho da primeira bagagem.

Nenhum comentário: