TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Clássico-Rei: Ceará descarta pedir árbitro de fora; Fortaleza não decidiu

O primeiro confronto entre Fortaleza e Ceará em 2019 ocorre no próximo dia 10, jogo válido pelo Campeonato Cearense, no Castelão. Para a partida, a diretoria do Alvinegro já tomou uma decisão: não vai solicitar arbitragem de fora dos quadros da Federação Cearense de Futebol (FCF).

Já a diretoria do Fortaleza não colocou o assunto em pauta e, assim, não tem nada decidido sobre o assunto. Em 2018, relevante destacar, as polêmicas foram permanentes durante o estadual. O Tricolor solicitou e pagou as despesas em cinco oportunidades para arbitragem de fora, medida tomada também com a anuência de Rogério Ceni, que se mostrava insatisfeito com as decisões dos homens do apito no torneio, inclusive provocando o Ceará ao dizer que treinaria com 10 jogadores já que teria sempre um atleta expulso.

Após o primeiro Clássico-Rei do ano passado, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, disse que “os erros são recorrentes contra o Fortaleza. Quando erra a favor é uma raridade. É não marcar pênalti, expulsão errada. A gente vem observando jogo a jogo. E culminou com o Clássico em que todos os erros foram contra o Fortaleza. A gente não pode ficar calado”.

Cada partida com a presença de árbitros que não são da FCF custam entre 30 e 40 mil reais, incluindo aí passagens, hospedagens, valor pelo trabalho, além de uma taxa cobrada pela Federação Cearense, prevista em regulamento, que era R$ 10 mil e diminuiu para R$ 5 mil nesta temporada. Só o solicitante paga as despesas.

O POVO

Nenhum comentário: