TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Camilo alinha pautas de interesse do Ceará com a bancada federal

Na tentativa de estreitar o diálogo com o Governo de Jair Bolsonaro (PSL), o governador Camilo Santana (PT) reuniu, ontem (18), a bancada federal cearense e pediu apoio dos parlamentares para desemperrar pendências no Estado que vão de obras a ações no Judiciário. O líder da bancada, deputado Domingos Neto (PSD), admitiu a falta de habilidade do Governo Federal com as lideranças partidárias, mas disse que, se o grupo tiver "unidade", ganhará força na hora de reivindicar os pleitos locais.

Na primeira reunião com a nova bancada federal, Camilo apresentou uma lista de obras no Estado que demandam verbas da União para serem concluídas, como o Cinturão das Águas (CAC), a Transposição das Águas do Rio São Francisco, a Linha Leste do Metrô de Fortaleza e o IV Anel Viário. Segundo o secretário de Assuntos Institucionais do Governo, Nelson Martins, na área da Segurança Pública, o governador pediu ainda o apoio dos parlamentares para a instalação de um Centro de Segurança no Ceará.

"Que haja a cessão, por parte do Governo Federal, de alguma área ou do Exército ou da Segurança para que o Estado possa montar esse Centro. (O Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública) já funciona numa estrutura boa. Que ele seja cada vez mais fortalecido, tendo mais recursos, mas a ideia é que seja ampliado e que possa reunir outras áreas importantes", afirmou Martins.

Projetos e ações

O governador pediu também aos deputados que se articulem no Congresso para a aprovação de propostas que beneficiariam o Ceará. Uma delas é o Projeto de Lei Complementar (PLP) que regulamenta a securitização da dívida ativa da União, dos estados e dos municípios. Camilo reivindicou também a repartição de recursos pela cessão onerosa dos campos de petróleo.

No Supremo Tribunal Federal (STF), o governador também pediu que a bancada ajude a desengavetar algumas ações. A principal delas trata do ressarcimento de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para os estados que destinaram recursos próprios para os municípios.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário: