TV MEU XODÓ - A TELEVISÃO DE ACOPIARA

domingo, 13 de janeiro de 2019

Homem é detido com lista de possíveis locais para ataques; delegada tipifica como terrorismo

Homem foi detido na manhã deste domingo, 13, portando extensa lista com locais que possivelmente seriam novos alvos para ataques. A delegada que recebeu o caso pretende enquadrá-lo por crime de terrorismo. O suspeito foi pego em flagrante por equipe da Força Nacional na área do 7º Distrito Policial (DP), localizado no Pirambu.

O indivíduo foi levado ao 11º DP e encaminhado posteriormente à Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Para não atrapalhar as investigações, não são divulgados quantos e quais locais estavam na lista. A relação inclui locais que já foram alvos nesta onda de atentados. A identidade do homem detido também não foi informada.

A Força Nacional chegou ao suspeito por meio de denúncia anônima. Ele estava fotografando a garagem de uma empresa de ônibus. O homem portava mochila e estava com objetos por baixo da blusa. Ao perceber a chegada dos agentes de segurança, ele tentou fugir e descartou parte de seus pertences. A Polícia suspeita que, entre os objetos descartados, estivessem explosivos.

Foram apreendidos com ele R$ 1 mil em um envelope lacrado, duas máquinas digitais, um carregador e um cabo de dados. A delegada do 11º DP, Ana Cristina Lima e Silva, não revelou o conteúdo das fotos, mas descreveu o teor das imagens como “preocupante”.

“Eu, como autoridade policial, a princípio, o enquadraria na Lei de Segurança Nacional”, afirma a delegada. Em sua visão, o indivíduo estava nos atos preparatórios para cometer terrorismo. “A lei do terrorismo é muito recente e não tem aplicação, mas eu, diante do que eu vi aqui eu colocaria na lei nº 13.260 nos atos atentatórios ao terrorismo”, opina.

O homem ainda portava duas carteiras profissionais com profissões ainda não regulamentadas. Ponto que chamou a atenção da delegada foi o fato de ele ter 34 passagens pela Polícia como vítima. Mais informações devem ser divulgadas apenas com o andamento das investigações. “Isso é só a ponta do iceberg”, acredita Ana Cristina.

Nenhum comentário: