TV Meu Xodó - A TV da nossa gente!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

CE sofre com menor velocidade entre ferrovias do País

Única ferrovia a realizar o transporte de cargas no Ceará, a Ferrovia Transnordestina Logística (FTL), que conecta a malha local a Piauí e Maranhão, foi considerada a mais lenta do País pelo relatório anual da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo o documento, a velocidade média de percurso é de 12,55 quilômetros por hora (km/h), cerca de três vezes menos que a MRS Logística, que opera entre em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, cuja velocidade média ultrapassa os 36 km/h.

A FTL registrou ainda a redução no transporte de carga em quase 30% no período de 2008 a 2018, passando de 1,6 milhão de toneladas úteis para 1,1 milhão no ano passado. Além disso, especialistas do setor de logística apontam a falta de modernização e de investimentos os principais entraves para o desenvolvimento da ferrovia.

“A FTL precisa fazer investimentos que são necessários para a modernização desse ramal. Isso implicaria em melhoria do projeto geométrico que envolve trilhos, dormentes, raios de curva, rampas, etc, e sair de uma velocidade média de 12 km/h para chegar a 40km/h ou mais. E esses investimentos não foram feitos. É a principal briga da indústria cearense. Esse investimento deve ficar na casa de R$ 1 bilhão. E a concessionária não investiu nem 10% do que era necessário em 10 anos”, aponta Heitor Studart, presidente da Câmara Setorial de Logística (CSLog) e coordenador do Núcleo de Infraestrutura da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

Nenhum comentário: